quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

AOS PREGADORES DA ATUALIDADE.


Conjuro-te, pois, diante de Deus e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, aconselha, repreendas, exortes, com toda longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faz a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério (2Tm.4.1-4).

Mais que um apelo, Paulo está encarregando oficialmente seu discípulo amado a dar sequência à sua missão, pois ele prever que seu tempo na terra se abrevia, e o juízo final se aproxima. A principal recomendação de Paulo ao jovem pastor Timóteo, e que ele pregue a palavra. Paulo prevê por uma visão do Espírito, que chegaria um tempo em que as pessoas não iriam suporta ouvir o verdadeiro ensino da palavra de Deus, e que estas pessoas contratariam pregadores para pregarem de acordo com suas conveniências. Infelizmente, esse tempo já chegou, estamos vivendo uma época em que muitos só querem pregar aquilo que o povo quer ouvir, ou gosta de ouvir; mas o grande desafio é, que Deus quer usar os pregadores para falar aquilo que o povo precisa ouvir. Pregadores temos muitos, pregações são as mais variadas em seus temas. Porém, a grande pergunta é, será que estas pregações tem gerado frutos de arrependimentos, salvação de almas e edificação de vidas para o reino de Deus? Muitos estão pregando o que o povo gosta de ouvir, pregam para massagear o ego dos seus ouvintes, são pregadores de auto ajuda, que estão preocupados de engordar a sua conta bancária, eles não tem compromisso com a palavra de Deus, muito menos com Deus. Muitos estão pregando mecanicamente, usando jargões e frases de efeitos para emocionar o povo, pregando o que o povo gosta de ouvir, e não o que o povo precisa ouvir. Mas, Deus conta com os remanescentes de pregadores, que estão dispostos a pregar a palavra com verdade. Muitos começarão bem, mas depois caíram em contradição. Hoje nós temos muitos pregadores sensacionalistas, as suas pregações mexe com o emocional das pessoas, são manipuladores das massas, levando as pessoas a acreditarem em tudo que eles pregam. Muitos estão vivendo da fama e do nome de pregador, mas estão mortos espiritualmente e pregando heresias para o povo, ao invés de pregarem a verdade sem adulterá-la, isso é fato.

Entendemos que para cada época Deus levanta homens e os capacita para serem seus arautos e pregadores para proclamarem a palavra da Verdade. No decorrer dos séculos tivemos muitos homens na história da igreja que foram verdadeiros instrumentos usados por Deus para pregarem a sua palavra. Deus nunca deixará de usar seus pregadores como instrumentos, ele tem planos e propósitos para a sua igreja e engrandecimento do seu reino. Todavia o Espírito Santo quer usar pregadores que se dispõem a prega a palavra de Deus com sinceridade (que não seja para benefício próprio), e sem adulterá-la. O mundo está com fome e sede da palavra de Deus, mas, onde estão os pregadores? Onde estão os evangelistas deste século? Porque muitos preferem ser chamados de avivalista e não evangelista? Porque outros preferem ser chamados de preletor e palestrante ao invés de pregador da palavra. Infelizmente, muitos dos que se dizem pregadores da palavra, não estão buscando inspiração na palavra de Deus e nem orando para receberem inspiração e direção do Espírito Santo, estão pregando heresias e modismo para o povo. Mas, a voz do Espírito Santo continua soando e dizendo: Pregue a palavra! Amém!

Pregar a palavra é o bastante. A palavra é a espada do Espírito (Ef.6.17). A palavra gera fé: A fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus (Rm.10.17). A palavra traz arrependimento: Ouvindo eles isto compungiram-se em seu coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, varões irmãos? E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo (At.2.37,38). É pregando a palavra que os milagres acontecem: E eles tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra com os sinais que se seguiam. Amém!
O apóstolo Paulo nos recomenda dizendo: Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade (2Tm.2.15). Manejar bem a palavra da verdade é uma virtude de quem lê, daquele a estuda e busca com devoção, e também a aplica no seu coração.
A palavra de Deus nunca envelhece nem fica ultrapassada, ela é sempre nova, ele é viva e eficaz (Hb,4.12).
Finalmente, a ordem imperativa de Jesus ainda continua: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura (Mc.16.15). Amém!

domingo, 22 de fevereiro de 2015

AFINAL, QUANDO SURGIRÁ O ANTICRISTO?

Texto básico: Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos; por onde conhecemos que é já a última hora (1Jo.2.18).

A vinda do anticristo é anunciada deste os tempos remotos, o apóstolo João estava consciente que os irmãos, os quais ele chamava carinhosamente de filhinhos, tinham pleno conhecimento das profecias que alertavam para o surgimento de um grande inimigo de Deus e do seu povo. Esse chamado anticristo será o principal, também chamado de filho da perdição, homem do pecado ou a besta. Entretanto, antes dele, aparecerão muitos tipos de anticristos. Ao longo da era cristã vem surgindo muitos tipos de anticristos; é perceptível que o espírito do anticristo já está no mundo. Esse espírito é antagônico a Cristo, eles negam a encarnação e a divindade de Jesus e propagam um Jesus histórico que viveu e morreu como qualquer outro homem. A verdade é que o mundo estar sendo dominado pelo espírito do anticristo, um sistema materialista e  anarquista estar sendo implantado, estar havendo inversão de valores, o misticismo e o pragmatismo estar misturando tudo e dominando a mente das pessoas, o desenvolvimento científico e tecnológico vem aumentando e deixando as pessoas endeusadas, um veneno letal estar sendo derramado e muitos não estão percebendo, a humanidade estar marchando para um caos total, o cenário mundial estar sendo preparado para receber o anticristo, mas a igreja estar preparada para vinda iminente de JESUS, o Rei da Glória.

ANTICRISTO.

Quem é:
Anticristo significa "opositor de Cristo, "contra Cristo". Também chamado de "a besta que subiu do mar" (Ap 13.1); "filho da perdição, homem do pecado" (2 Ts 2.3-4); "a besta escarlate" (Ap 17.3); "a besta" (Ap 17.8,16); "o homem violento" (Is 16.4); "o príncipe que há de vir" (Dn 9.26); "o rei do Norte" (Dn 11.40); "o angustiador" (Is 51.13); "o iníquo" (2 Ts 2.8); "o mentiroso" (1 Jo 2.22); "o enganador" (2 Jo.vers7); "um rei feroz de cara" (Dn 8.23); "a ponta pequena" (Dn 7.8). O Anticristo será um homem como outro qualquer, nascido de mulher, porém dotado de inteligência e poderes extraordinários, a serviço de Satanás.

QUANDO E COMO SURGIRÁ?

A presença da Igreja na Terra e a ação do Espírito Santo têm impedido, nos dias de hoje, a plena manifestação do Anticristo (2 Ts 2.6-7). Todavia, após o arrebatamento da Igreja, e diminuída a influência do Espírito - tudo de conformidade com o plano de Deus -, a raça humana descerá a um nível de depravação jamais visto: Desprezo aos valores éticos e morais; violência sem limites; liberdade e perversão sexual; ocultismo; falta de amor. Ademais, o desaparecimento repentino de milhões de crentes, em face do arrebatamento, causará grande perplexidade e temor. Haverá uma desorganização geral em todos os níveis da atividade humana, além de gigantescos desastres e muitas mortes. Exemplos: Muitas aeronaves ficarão sem comando porque seus comandantes foram arrebatados em pleno vôo; muitos acidentes aéreos, porque os controladores de vôo desaparecerão; engarrafamentos, batidas e mortes nas estradas e nos grandes centros urbanos, porque muitos veículos ficarão repentinamente desgovernados; milhares de empresas comerciais e industriais, pequenas e grandes lojas ficarão com um número reduzido de empregados; grande desfalque também de servidores nas repartições públicas; os serviços públicos, tais como bombeiros, limpeza e comunicações serão afetados. Por outro lado, inúmeros imóveis residenciais, igrejas e lojas ficarão abandonados; presos fugirão dos presídios e os saques se multiplicarão. Os governantes não terão meios de colocar as coisas em ordem. Ninguém será capaz de explicar a causa do repentino desaparecimento de parentes e amigos. Caos total. Convulsão social. É nesse contexto que surgirá um homem muito inteligente, com respostas inteligentes e prometendo soluções práticas para todos os problemas. Esse homem é o Anticristo. Convém dizer que a iniqüidade vem crescendo assustadoramente em todo o mundo. A imaginação do homem é pródiga em descobrir novas fórmulas de se tornar mais indigno, mais impuro, imoral, cruel e depravado.

O ANTICRISTO SE MANIFESTARÁ APÓS O ARREBATAMENTO DA IGREJA.

Caros Irmãos, quanto ao retorno do nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com Ele, vos suplicamos que não permitais que vosso modo de crer seja influenciado, nem fiqueis amedrontados por causa de profecia, palavra ou carta atribuídos indevidamente à nossa autoria, como se o Dia do Senhor já tivesse chegado. Não vos deixes enganar de forma alguma, por ninguém. Porquanto, antes daquele Dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem da iniquidade, o filho da perdição. Aquele que se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, a ponto de se assentar no santuário de Deus, apresentando-se como Deus. Não vos lembrais de que eu costumava compartilhar convosco acerca desses acontecimentos? No entanto, vós sabeis o que o está detendo nesse momento, para que ele seja manifestado no seu devido tempo. Na realidade, o mistério da iniquidade já está em ação, restando tão somente que seja afastado aquele que agora o detém. Então, será plenamente revelado o perverso, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela gloriosa manifestação da sua vinda. Ora, o aparecimento desse anticristo é de acordo com a ação de Satanás, com todo o poder, com sinais e com maravilhas ilusórias, e com todas as artimanhas e engano provenientes da injustiça para os que estão perecendo, porquanto rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar. É por este motivo que Deus lhes envia uma espécie de poder sedutor, a fim de que creiam na mentira, e sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas decidiram usufruir dos prazeres da injustiça (2Ts.2.1-12).
O seu governo será de abrangência mundial, ele firmará um pacto de sete anos e na metade dos sete anos ele romperá; dai por diante começará a opressão e a perseguição por parte do anticristo, será grande a tribulação na terra. Ele se revelará como A BESTA e passará a perseguir Israel e todos os demais opositores.

O REINADO E O GOVERNO DO ANTICRISTO.

A manifestação do Anticristo na Terra durará sete anos, e suas atividades nesse período estão divididas em duas fases:

Primeira fase:
No início do período de sete anos, o Anticristo, sob a máscara de um político inteligente e poderoso, fará uma aliança com Israel por sete anos e, por extensão, com as demais nações, em que prometerá prosperidade, segurança e paz, tendo em vista a situação caótica mundial. "Ele confirmará uma aliança com muitos por uma semana..." (Dn 9.27). De fato, o mundo experimentará boa recuperação na metade dos sete anos. Fome, guerras, peste e violência parecem solucionados diante da dinâmica atuação desse aparente "salvador" da pátria, a quem muitos passam a admirar. Certamente ele dirá que os crentes foram seqüestrados por naves espaciais; que esse negócio de salvação através do sangue de Jesus é mentira; que a alma salva-se a si mesma; que todos são iguais a Deus, etc. Aliás, a mesma mentira que hoje é ensinada pelo movimento Nova Era e por tantas seitas diabólicas. Nestes três anos e meio de governo haverá paz, prosperidade, segurança e estabilidade financeira, essa falsa paz será desfeita quando o Anticristo romper com o pacto. A bíblia diz: Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então, lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; de modo nenhum escaparão (1Ts.5.3).

Segunda fase:
Todavia, havendo transcorrido metade do tempo previsto no acordo, ou seja, passados três anos e meio de aparente paz, prosperidade e segurança, aquele político deixará cair a máscara e mostrará sua face e seus objetivos malignos: romperá a aliança com Israel; assumirá a posição de governante mundial com autoridade sobre todas as nações; anunciará ser ele o próprio Deus; profanará o templo em Jerusalém e ali colocará uma imagem sua para ser adorada; proibirá a adoração ao Deus dos cristãos; perseguirá de forma sistemática e cruel seus opositores; perseguirá por 42 meses os fiéis a Cristo; fará grandes milagres e maravilhas em razão do seu poder satânico, e, com isto, ganhará muitos admiradores. Verifiquemos como a Bíblia relata essa fase: "Ele confirmará uma aliança com muitos por uma semana [sete anos], mas na metade da semana [três anos e meio, 42 meses ou 1.260 dias] fará cessar o sacrifício e a oferta de cereais" (Dn 9.27). O Anticristo só admitirá culto de louvor e adoração a ele próprio.
"E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei...” (Dn 7.25). Por exemplo, não mais haverá liberdade religiosa.
Este rei fará o que bem lhe aprouver. Ele se exaltará e se ensoberbecerá em relação à toda divindade e seres celestiais. Ele terá êxito em todos os seus intentos até que o tempo da Indignação se complete, pois tudo quanto foi determinado ocorrerá. Este rei não terá a mínima consideração nem mesmo pelos deuses dos seus antepassados, nem pela divindade preferida das mulheres, nem por deus algum, mas se exaltará e se engrandecerá acima de tudo e de todos. Contudo, fará reverencia ao deus protetor das fortalezas; e o honrará com ouro e prata, com pedras preciosas e inúmeros presentes de alto valor. Atacará as fortalezas mais poderosas com a ajuda de uma divindade estrangeira, e multiplicará o sucesso e a glória de todos quantos lhe prestarem lealdade e devoção. Ele os tornará líderes e governantes de muitos e dividirá a terra, mas a preço de recompensa (Dn.11.36-39).
Não medirá esforços para agradar aos que lhe derem apoio, mas perseguirá com crueldade os seus opositores.
"Ele se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de culto, de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. A vinda desse iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais e prodígios de mentira" (2 Ts 2.4,9). 
O Diabo não tem feito outra coisa senão mentir e enganar. As operações cirúrgicas através de médiuns; as práticas esotéricas e de ocultismo em que as pessoas acreditam mais num cristal, numa pedra, numa água, num despacho, do que no Deus Todo-poderoso são uma prova de que o diabo consegue enganar muita gente e levá-las à perdição. 
... E deu-se-lhe autoridade para continuar por quarenta e dois meses... também foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los. E deu-se-lhe poder sobre toda tribo, língua e nação. E todos os que habitam sobre a terra a adorarão [a besta], esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo" (Ap 13.5,7,8). 
Um "falso profeta" - denominado a "outra besta" - virá e fará parceria com o Anticristo.
"fará grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens", e serão mortos os que não adorarem a imagem da besta" (Ap 13.11-14). 
Muitos seguirão a besta porque não saberão distinguir o real do verdadeiro. Uma pessoa que faça cair fogo do céu será reconhecida como um deus. Hoje, por muito menos, pessoas são idolatradas.
O que lemos acima não chega a ser uma descrição detalhada do caráter e objetivos do Anticristo, a cruel e sanguinária besta. Ele será muito pior. Vejam que Apocalipse 13.5 fala em 42 meses, ou 1.260 dias, ou três anos e meio, exatamente o tempo de Daniel 9.27 ("metade da semana"). Este período de três anos e meio será o mais negro e turbulento de toda a história da raça humana. As mudanças que têm ocorrido no âmbito mundial dão-nos a convicção de que aos poucos as peças do quebra-cabeça estão se encaixando. Um veneno letal está sendo derramado, e a humanidade não está percebendo que o espírito do anticristo já estar atuando e preparando o mundo para receber o Anticristo.

A TRINDADE SATÂNICA ESTARÁ REINANDO.

No livro de Apocalipse capítulo 13, nós vamos identificar essa trindade satânica composta por: A besta que subiu do mar (o Anticristo); a besta que subiu da terra, (o falso profeta); e o dragão (Satanás), que age em oculto dando poderes ao anticristo e ao falso profeta. Esse trio satânico terá uma atuação tão forte que vai dominar toda a terra, seduzindo e conduzindo todos ao erro e ao total afastamento de Deus.

Para a instalação de um forte governo e único, mundial, do Anticristo, faz-se necessário:
Uma só moeda:
Já temos a implantação de uma moeda comum na Comunidade Européia, o euro, que substituirá as moedas de onze países. A mesma idéia parece prevalecer para os países integrantes do Mercosul, na América Latina; há, também, uma tendência de dolarização da economia em países em crise. A unificação dos sistemas financeiros - uma só moeda, um controle único - é uma tendência mundial como resultado da criação de mercados comuns.

Uma só economia, um só mercado:        
A globalização já é uma realidade. Comunidade Européia e Mercosul, por exemplo, são acordos com objetivos comerciais que ampliam e tornam o processo de globalização irreversível. A União Européia (países da Europa) e o Mercosul (países da América Latina) discutem os passos para implantação do livre comércio entre essas nações. A Europa se fortalece cada vez mais, e é hoje o Bloco Econômico mais poderoso do Planeta e isso tem um objetivo maior; quebrar a supremacia econômica, e bélica, dos Estados Unidos.

Força militar única:        
A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), subscrita em 4.4.1949, é uma aliança militar "projetada para prevenir ou repelir agressões contra qualquer de seus membros". A OTAN é, portanto, um poderoso exército formado a partir de acordos com as nações mais ricas da terra; possui um só comando e enorme capacidade de destruição. Logo, a idéia de uma força militar única, comandada por um só homem, não é coisa de outro mundo. Uma única moeda, uma só economia e uma força militar única são mudanças que apontam em direção de um único governante, um ditador mundial, carismático, inteligente, capaz de impressionar com seu discurso e de comandar um poderoso exército. O Clube de Roma - fundado em 1968 e integrado por "personalidades de gabarito reconhecidamente mundial, na política, nas ciências e na educação", "é a de que a humanidade necessita urgentemente de um governo único e centralizado para resolver seus problemas e suprir suas necessidades". Este homem que surgirá no cenário mundial será o "feroz de cara", o Anticristo. O mundo se prepara para recebê-lo, porém a igreja está preparada para a vinda de JESUS. Maranata!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

O TEMPO DA LIBERTAÇÃO CHEGOU.

Texto básico: E aconteceu, depois de muitos dias, morrendo o rei do Egito, que os filhos de Israel suspiraram por causa da servidão e clamaram, e o seu clamor subiu a Deus por causa da sua servidão. E, ouviu Deus o seu gemido e lembrou-se Deus do seu concerto com Abraão, com Isaque e com Jacó; e atentou Deus para os filhos de Israel e contemplou a situação deles (Ex.2.23-25).
E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus opressores, porque conheci as suas dores. Portanto, desci para livrá-lo da mão dos egípcios...(Ex.3.7,8).

Depois de um período de 400 anos de escravidão no Egito, debaixo de muita opressão e sofrimento, os filhos de Israel já tinham chegado ao seu limite, eles clamavam pedindo socorro, já não suportavam, pois as suas forças estavam chegando ao fim. Mas Deus é fiel para cumprir com a sua palavra. Ele havia falado a Abraão, dizendo: Saibas, de certo, que peregrina será a tua semente em terra que não é sua; e servi-los-á e afligi-la-ão quatrocentos anos. Mas também eu julgarei a gente à qual servirão, e depois sairão com grande fazenda (Gn.15.13,14). Deus tem o seu tempo certo de agir, não adianta se apressar, nem querer ensinar a Deus trabalhar, Ele vai entrar em ação na hora certa. Quando Deus determina o dia da vitória, não há quem possa impedir, pois Ele diz na sua palavra: Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá? (Is.43.13). Quando chega o tempo da libertação, não há Faraó no Egito nem Diabo no inferno que impeça a vitória do povo de Deus.

DEUS AGINDO A FAVOR DO SEU POVO.

1. DEUS OUVIU.

O SENHOR te ouça no dia da angústia; o nome do Deus de Jacó te proteja (Sl.20.1).
Quando os filhos de Israel chegaram ao extremo e viram que já não suportavam tanta opressão, eles clamaram. E, Deus ouviu o seu clamor, Deus não só ouviu, mas Ele também deu ouvido. No sentido de socorrê-los.

2. DEUS LEMBROU-SE.

Lembre-se de todas as tuas ofertas e aceite os teus holocaustos (Sl.20.3).
Deus nunca se esquece de ninguém, nem da sua promessa; porém numa linguagem figurativa e antropomórfica, descendo ao nível humano para ser melhor entendido, Ele lembrou-se do seu povo.

3. DEUS ATENTOU.

E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus opressores, porque conheci as suas dores (Ex.3.7).
Isto significa dizer que Deus parou para observar o sofrimento e angústia que o seu povo estava passando.
Quando isto acontece é sinal que Deus vai começar a agir.

4. DEUS CONTEMPLOU (refletiu).

Além de Deus ver, ouvir, lembrar e atentar, Ele também contemplou, no sentido de refletir, Ele pensou e refletiu sobre a situação tão difícil e deprimente que o seu povo estava passando, e decidiu agir. Quando Deus contemplou a aflição de Jó, Ele decidiu virar o seu cativeiro. E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía (Jó.42.10). Deus está contemplando tudo, Ele está trabalhando, Ele vai agir a teu favor.

5. DEUS DESCEU PARA LIVRAR.

Portanto, desci para livrá-lo da mão dos egípcios...(Ex.3.7,8).
Por causa da opressão dos pobres e do gemido dos necessitados, me levantarei agora, diz o SENHOR; porei em salvo aquele para quem eles assopram (Sl.12.5).
Quando o clamor dos filhos de Israel chegou diante do trono de Deus, Deus viu que eles haviam chegado ao seu limite, e que a medida da injustiça dos egípcios já estava cheia, então Deus decidiu levantar-se do seu trono e descer para socorrer o seu povo e livrá-los da opressão de Faraó. Deus tem o seu tempo certo de agir, Ele não chega atrasado nem adiantado. O mal não dura para sempre, depois da noite vem o dia, depois da tempestade vem a bonança e depois da batalha vem a vitória. Está escrito: O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Sl.30.5). Descansa em Deus, Dele vem a tua vitória. Uns confiam em carros, e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR nosso Deus. Uns encurvam-se e caem, mas nós nos levantamos e estamos de pé (Sl.20.7,8). Aleluia!
O tempo da libertação chegou! Amém!

domingo, 8 de fevereiro de 2015

O AMOR DE DEUS.

Texto básico: Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna (João.3.16).

O capítulo três e versículo dezesseis do Evangelho de João é considerado o texto áureo (texto de ouro) da bíblia. Nele há uma declaração clara e explícita do grande amor de Deus. Deus, por ser essencialmente amor (1Jo.4.8), Ele amou a humanidade de uma tal maneira, a ponto de entregar o seu filho unigênito para morrer por toda a humanidade. Se não fosse este grande amor de Deus Pai, todos nós estaríamos condenados a morte eterna, e perdidos para sempre. Mesmo sabendo que a humanidade seria ingrata, todavia Ele decidiu amar. Graças a Deus por este grande e infinito amor, que nos proporcionou uma tão grande salvação.

1. DEUS.

Deus é a Divindade, o seu nome é misterioso e desconhecido, muitos eruditos e tradutores da bíblia traduziram o tetragrama sagrado YHWH, como sendo JEOVÁ, outros preferiram traduzir por Kyrios, que é SENHOR. Ele é Pai de Jesus, criador dos céus, da terra, do mar e tudo que neles há. Por Ele não ser perfeitamente conhecido nem compreendido, é que Ele é Deus. Se Ele fosse perfeitamente conhecido e compreendido não seria Deus.

2. AMOU O MUNDO.

Se não fosse este grande amor de Deus Pai, todos nós estaríamos condenados a morte eterna, e perdidos para sempre. Deus, por ser essencialmente amor (1Jo.4.8), Ele amou a humanidade de uma tal maneira, a ponto de entregar o seu filho unigênito para morrer por toda a humanidade. Mesmo sabendo que a humanidade seria ingrata, todavia Ele decidiu amar. Graças a Deus por este grande e infinito amor.

3. DE TAL MANEIRA.

Essa expressão: "De tal maneira" revelar uma grande profundidade do amor de Deus para com o mundo perdido. De tal maneira, é uma expressão que não se pode dimensionar, nem calcular a grandeza do amor de Deus para com a humanidade pobre e desvalida. Todavia, todos tem o direito de aceitar ou rejeitar a grandeza deste amor.

4. QUE DEU O SEU FILHO UNIGÊNITO.

Ele deu o Ele tinha de melhor, o que lhe era único. Esta doação de Deus foi sacrificial, foi uma doação sem reservas e sem limitações. Ele não limitou o seu filho Jesus Cristo, nem o poupou, mas Ele o entregou para que através Dele, todos pudessem ser salvos. Ele deu o seu Filho unigênito (Jesus), ele fez a sua parte, cabe a nós fazermos a nossa, entregando a nossa vida para Ele, para servi-lo e adorá-lo.

5. PARA QUE TODO AQUELE QUE NELE CRÊ, NÃO PEREÇA.

Crê em Jesus é o suficiente para garantir a nossa salvação. Jesus é o Cristo (enviado) de Deus, Ele é a porta, o Caminho, a Verdade e a vida, e ninguém chegará ao Pai, sem antes crê e ir a Jesus. Quem não crê em Jesus está fadado ao fracasso e sujeito a perecer eternamente. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus (Jo.3.17,18). É uma questão de escolha, é uma questão de fé, decida-se por escolher crê em Jesus Cristo.

6. MAS TENHA A VIDA ETERNA.

A vida eterna está em Jesus. Para se ter a vida eterna é necessário crê em Jesus, é preciso reconhecê-lo como Senhor e Salvador. É preciso que Jesus esteja entronizado no seu coração como Senhor e Salvador da sua vida. Está escrito: Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida (1Jo.5.12). Jesus disse: As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos (Jo.10.27,28). Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida (Jo.5.24).
A sua decisão de escolha determinará onde você passará a eternidade. Decida-se hoje para Jesus Cristo, viva com Ele e para Ele, e você terá uma eternidade feliz com Deus. Amém!

sábado, 31 de janeiro de 2015

OUTRO EVANGELHO.

Texto básico: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (Gálatas.1.8).

Evangelho há muitos, porém só um é verdadeiro. O apóstolo Paulo em sua época estava preocupado pelo fato de haver falsos mestres ensinando de forma distorcida a Verdade do Evangelho. A sua preocupação foi tanta que ele escrevendo a igreja que estava na Galácia disse: Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (Gálatas.1.6-8). Se naquela época já havia falsos mestres querendo transtornar a mensagem do Evangelho de Cristo, imagine hoje, onde o evangelho para muitos virou uma colcha de retalhos onde muitos querem tirar proveito e enriquecer através do mesmo. Hoje já existe evangelho para todos os gostos e costumes, muitos estão vivendo um evangelho de facilidades, um evangelho de conveniências, um evangelho sem cruz, sem renúncias, que não informa a Verdade de Deus e nem transforma vidas. Infelizmente, muitos que se dizem lideres espirituais e pregadores, estão adulterando a palavra de Deus. Esses homens tiram a essência do Evangelho. O Evangelho é lindo, Jesus é maravilhoso, porém muitos estão vulgarizando-o com suas atitudes canais, voltadas aos seus próprios interesses. Mas, Deus é juiz.

O QUE NÃO É EVANGELHO?

1. EVANGELHO NÃO É NEGÓCIO.

Evangelho não é show business. Hoje para muitos o evangelho tornou-se algo muito lucrativo, muitos lideres, pastores e pregadores, estão pregando um evangelho de prosperidade financeira, um Jesus capitalista, transformando a igreja em um grande negócio financeiro. Estão pregando o Reino de Deus aqui na terra, como se tudo terminasse aqui, não se importando com a eternidade. Jesus disse: Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? (Mt.16.26). Igrejas estão virando puro comércio, muitos lideres, pastores de igrejas, estão guerreando entre si, disputando espaço para abrirem o maior número de igrejas possíveis, fazendo seu império e acumulando riquezas aqui na terra. O apóstolo Pedro escrevendo sua segunda epistola universal, disse: E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade; e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença. e a sua perdição não dormita (2Pe.2.1-3). Jesus disse: Não ajunteis tesouro na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração (Mt.6.19-21). O melhor negócio no evangelho é que os fiéis irão trocar a cruz por uma coroa. E viver eternamente. Amém!

2. EVANGELHO NÃO É ESPETÁCULO.

Hoje para muitos o evangelho tornou-se um espetáculo social, muitos não querem mais serem chamados de servos de Deus, eles querem ser reconhecidos como artistas da música gospel e pregadores "avivalistas". Eles querem está em lugares de destaque, se sentem como estrelas no meio do povo de Deus, cobram cachês altíssimo para cantarem ou pregarem, não tendo nenhum respeito nem compromisso com a Verdade, onde o único interesse e objetivo é engordar a sua conta bancária. Muitos estão buscando fama, sucesso pessoal e se preocupando de estar na mídia. Porém, em contradição a tudo isso, a palavra de Deus diz: Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, tendo plenamente a natureza de Deus, não reivindicou o ser igual a Deus, mas, pelo contrário, esvaziou-se a si mesmo, assumindo plenamente a forma de servo e tornando-se semelhante aos seres humanos. Assim, na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, entregando-se à obediência até a morte, e morte de cruz. Por isso, Deus também o exaltou sobremaneira à mais elevada posição e lhe deu o Nome que está acima de qualquer outro nome; para que ao Nome de Jesus se dobre todo joelho, dos que estão nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai (Fp.2.5-11). Evangelho não espetáculo, evangelho não e ser visto, evangelho é serviço. É ser servo e não estrela. A Estrela é Jesus, Ele disse: Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã (Ap.22.16). Amém!

3. EVANGELHO NÃO É FILOSOFIA.

Muitos estão usando o evangelho como filosofia de vida, adequando o evangelho de acordo com suas conveniências. Muitos estão pregando um evangelho de facilidades, criando suas próprias filosofias e dizendo para o povo: Vinde como estais, e ficai como viestes; baseado na filosofia que diz: É proibido proibir. Eles querem viver um evangelho sem renúncia, sem cruz e sem compromisso. Estão vivendo um evangelho adaptado e montado em suas próprias filosofias, ao seu bel-prazer. O apóstolo Paulo escrevendo a igreja que estava em Colossos, disse: Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo (Cl.2.8). Jesus disse aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me (Mt.16.24). Evangelho não é uma filosofia de vida inventada pelos homens, evangelho é arrependimento, renúncia e mudança de vida; é seguir os passos e os ensinamentos de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Amém!

4. EVANGELHO NÃO É  MODISMO.

Ser evangélico, ser crente, seguir a Jesus, antigamente era um termo pejorativo, muitos eram desprezados, humilhados e até perseguidos pelo fato de serem evangélicos. Hoje ser evangélico para muitos virou moda, existe evangelho para todos os gostos, cada grupo cria o seu e ditam as normas. Muitos lideres, pastores, fundadores de ministérios por não se conformarem com as riquezas das verdades bíblica, estão inventando modismo e criando inovações para atrair as pessoas ao seu ministério. Hoje há um grande número de artistas, políticos e famosos se convertendo ao evangelho. O problema é que, muitos entram no evangelho mas o evangelho não entra neles. Evangelho até parece moda, todo mundo agora se diz evangélico, porém o grande problema é: Será que essas pessoas realmente nasceram de novo e tem compromisso com Deus? Eis a questão. Evangelho não é modismo, aquele que estar em Cristo deve apresentar frutos dignos de arrependimento. Jesus disse: Acautelai-vos quanto aos falsos profetas. Eles se aproximam de vós disfarçados de ovelhas, mas no seu íntimo são como lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. É possível alguém colher uvas de um espinheiro ou figos das ervas daninhas? Assim sendo, toda árvore boa produz bons frutos, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim produzir bons frutos. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e atirada ao fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo aquele que diz a mim: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no Reino dos céus, mas somente o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus (Mt.7.15-21). Evangelho não é modismo, evangelho é mudança de vida. Amém!

O QUE É O EVANGELHO?

1. EVANGELHO É ARREPENDIMENTO.

E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do Reino de Deus e dizendo: O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho (Mc.1.14,15).

2. EVANGELHO É RENÚNCIA.

Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me (Mt.16.24).

3. EVANGELHO É CRUZ.

E, chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me (Mc.8.34).

4. EVANGELHO É SALVAÇÃO.

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego (Rm.1.16).

Conclusão: Evangelho não é negócio, evangelho não é espetáculo, evangelho não é filosofia de vida, evangelho não é modismo. Evangelho é cruz, é arrependimento, renúncia e mudança de vida, na pessoa de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Amém!

sábado, 24 de janeiro de 2015

DAVI, HOMEM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS.

Texto básico: Depois que tirou o reinado de Saul, deu-lhes Davi como rei, sobre quem testemunhou: ‘Achei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, ele fará tudo conforme a minha vontade’ (Atos.13.22).


Davi, cujo nome significa amado, foi o renomado rei de Israel, além de rei, era poeta, músico e escritor. Escolhido e chamado por Deus homem segundo o seu coração (1Sm.13.14. Sl.89.20,2). Apesar de ter falhado cometendo dois graves erros, tendo adulterado com Bate-Seba e praticado um homicídio, mandando matar Urias, marido de Bate-Seba (2Sm.Cap.11), todavia foi considerado por Deus um homem segundo o seu coração, visto que ele tinha um coração sincero que buscava o arrependimento, preferindo está na presença de Deus em comunhão do que se entregar ao pecado ou viver tentando encobrir o seu pecado. Ele escrevendo em forma de cântico, disse: Bem-aventurado aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados! Como é feliz aquele a quem o SENHOR não considera iníquo e em cuja alma não há hipocrisia! Enquanto mantive meus pecados inconfessos, meu ossos se definhavam e minha alma se agitava em angústia. Pois dia e noite a tua mão pesava sobre mim e minhas forças se desvaneceram como a seiva em tempo de seca. Confessei-te o meu pecado, reconhecendo minha iniquidade, e não encobri as minhas culpas. Então declarei: Confessarei minhas transgressões para o SENHOR, e tu perdoaste a culpa dos meus pecados (Salmo,32.1-5). Davi foi o que muitos hoje não conseguem ser diante de Deus, um homem sincero, sem engano, sem hipocrisia.

CINCO RAZÕES PORQUE DAVI ERA UM HOMEM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS:

1. DAVI TINHA UM CORAÇÃO SINCERO DIANTE DE DEUS.

Davi se dedicava e buscava a Deus de todo coração, ele tinha um coração sincero e contrito diante de Deus, quando errava buscava o arrependimento. Ele ora a Deus no salmo 51, dizendo: Tem piedade de mim, ó Deus, segundo a tua misericórdia; conforme a tua grande clemência, apaga minhas transgressões! Lava-me de toda a minha culpa e purifica-me do meu pecado. Pois no meu íntimo reconheço as minhas transgressões, e trago sempre presente o horror do meu pecado. Pequei contra ti, contra ti somente, e pratiquei o mal que tanto reprovas. Portanto, justa é a tua sentença, e incontestável, ao julgar-me condenado. Reconheço que sou pecador desde o meu nascimento. Sim, desde que me concebeu minha mãe (Sl.51.1-5). Esta sinceridade de Davi movia o coração de Deus; Deus se agradava e liberava perdão.
 

2. DAVI RESPEITAVA E DAVA VALOR AS COISAS SAGRADAS.

Davi foi um dos homens que mais valorizava e respeitava as coisas sagradas de Deus. Ele tinha um carinho especial pela arca da Aliança de Deus, ele se preocupava com o tabernáculo, com a música sagrada, com a ordem e organização dos levitas para adoração, além de idealizar e projetar a construção do templo (lugar sagrado) para prestar culto à Deus. Ele respeitava tanto as coisas sagradas como aqueles que eram consagrados e ungidos por Deus. Pelo fato de Saul o se rival e perseguidor estar em pecados diante de Deus, mesmo assim ele o respeitava como ungido do SENHOR. Davi teve por duas vezes a oportunidade de matar Saul, porém ele disse: O SENHOR me guarde de que eu estenda a mão contra o ungido do SENHOR (1Sm.24.6. 26.11). É por estas e outras que Davi é considerado homem segundo o coração de Deus.


3. DAVI ERA UM ADORADOR POR EXCELÊNCIA.

Davi não era um crente nominal, nem um adorador superficial, ele era um adorador por excelência, ele foi um notável adorador, ele marcou a história da nação de Israel pelo fato de ter valorizado a música e estabelecido um hinário para a celebração das festas sagradas em Israel. Em certa ocasião o rei Davi ficou tão emocionado e feliz por causa das grandes vitórias dadas por Deus, que ele adorou a Deus pulando e dançando diante da arca de Deus. Diz o texto sagrado: Então informaram ao rei Davi: “O SENHOR tem abençoado grandemente a família de Obede-Edom e tudo o que ele possui, por causa da Arca de Deus!” Então Davi, promoveu grande festa, foi até a casa de Obede-Edom e ordenou que transportassem a Arca de Deus para a Cidade de Davi. Assim que os carregadores da Arca do SENHOR deram os primeiros seis passos, ele já havia sacrificado um boi e um novilho gordo ao SENHOR. Davi, vestindo o efode, colete sacerdotal de linho, seguiu dançando com todas as suas forças na presença do SENHOR. Assim Davi e todo o povo de Israel subiam, trazendo a Arca do SENHOR com brados de alegria e ao som jubiloso das trombetas. Entretanto, aconteceu que, entrando a Arca do SENHOR na Cidade de Davi, a filha de Saul, Milcal, contemplava tudo de uma janela. E, ao observar o rei Davi dançando e celebrando diante do SENHOR, ela sentiu por ele um profundo desprezo. Eles trouxeram a Arca do SENHOR e a depositaram na tenda que Davi lhe havia preparado; e Davi ofereceu ao SENHOR, holocaustos, que são os sacrifícios queimados, e ofertas de paz e comunhão. Assim que Davi terminou de oferecer os holocaustos e sacrifícios de paz e comunhão, abençoou o povo em o Nome do SENHOR dos Exércitos. Em seguida distribuiu a todo o povo e à multidão toda que se reunia em Israel, homens e mulheres, a cada pessoa: um pedaço de pão, naco de carne, pouco de vinho e um bolo de uvas passas. Em seguida, despediu-se do povo, e cada um foi para sua casa. Então Davi retornou para sua casa a fim de abençoar também a sua família, mas Mical, filha de Saul saiu ao seu encontro e lhe censurou exclamando: “Que bela atitude teve o grande homem de Israel neste dia! O rei de Israel mais parecia em desavergonhado, tirando o manto real e ficando apenas com a túnica de linho em frente das escravas de seus servos, como um homem vulgar!” Contudo, Davi ponderou e respondeu a Mical: “Foi na presença do SENHOR que eu dancei. Foi de júbilo e louvor que celebrei ao SENHOR, que me escolheu em lugar de seu pai ou de qualquer outro de seus descendentes, quando me instituiu monarca sobre o povo do SENHOR, sobre todo o Israel. Ora, diante do SENHOR continuarei a celebrar e me alegrar! E muito mais ainda exporei as minhas fragilidades, e me humilharei aos meus próprios olhos. No entanto, serei honrado por todas essas servas de quem tu falas!” E até o dia da sua morte, Mical, filha de Saul, nunca gerou um único filho (2Sm.6.12-23). Davi tinha um coração disposto e pronto para adorar a Deus, ele se humilhava e entregava-se de corpo e alma na adoração a Deus. Eis ai mais uma razão para Davi ser considerado homem segundo o coração de Deus.


4. DAVI ERA SENSÍVEL E FLEXÍVEL A VOZ DE DEUS.

Davi era um guerreiro valente, destemido e corajoso, porém em relação a sua vida de comunhão com Deus, ele era sensível e flexível a voz de Deus. Quando ele foi repreendido pelo profeta Natan ele não questionou a Deus, nem endureceu o seu coração, mas aceitou a correção do SENHOR através do profeta e deu ouvidos a voz de Deus. Davi tinha um coração quebrantado e buscava renovação espiritual para sua vida. Ele diz no salmo 51: Purifica-me com hissopo e ficarei limpo; lava-me, e mais branco do que a neve serei. Faze-me voltar a ouvir júbilo e alegria, e os ossos que esmagaste exultarão.
Esconde o rosto do meu pecado e apaga todas as minhas iniquidades.
Ó Deus meu! Cria em mim um coração puro, e renova dentro de mim um espírito inabalável.
Não me afastes da tua presença, nem tires de mim teu Santo Espírito!
Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito disposto a obedecer.
Então ensinarei os teus caminhos aos transgressores, para que os pecadores se voltem também para ti.
Salva-me do pecado de sangue derramado, ó Eterno, Deus da minha salvação, para que minha língua seja livre para cantar exaltando a tua justiça. Ó Senhor, dá palavras corretas aos meus lábios, para que a minha boca possa proclamar o teu louvor. Não te deleitas em sacrifícios nem te comprazes em oferendas, pois se assim fosse, eu os ofereceria. O verdadeiro e aceitável sacrifício ao Eterno é o coração contrito; um coração quebrantado e arrependido jamais será desprezado por Deus!(Sl.51.7-17). Davi mesmo estando em uma alta posição, sendo um monarca respeitado em Israel e por outras nações, ele nunca perdeu a humildade nem a devoção a Deus ao ouvir a sua voz. Nisto, mais uma vez, ele faz a diferença.
 

5. DAVI ERA DEPENDENTE DE DEUS E BUSCAVA A VONTADE DE DEUS.

Davi, mesmo sendo rei, tendo um grande e poderoso exército a seu dispor, sendo ele temido e respeitado pelas suas grandes vitórias sobre seus inimigos, todavia, ele buscava a direção de Deus, ele era dependente de Deus para poder vencer e ser vitorioso. Lemos sempre a esse respeito, Davi consultava ao SENHOR, e buscava as orientações de Deus, antes de entrar em uma guerra. Em uma certa ocasião Deus ordenou a Davi que ele só entraria em ação quando visse as copas das plantas se moverem em um barulho de marcha.
Ouvindo, pois, os filisteus que Davi havia sido ungido rei sobre todo o Israel, todos os filisteus subiram em busca de Davi; o que ouvindo Davi, logo saiu contra eles.
E vindo os filisteus, se estenderam pelo vale de Refaim.
Então consultou Davi a Deus, dizendo: Subirei contra os filisteus, e nas minhas mãos os entregarás? E o Senhor lhe disse: Sobe, porque os entregarei nas tuas mãos.
E, subindo a Baal-Perazim, Davi ali os feriu; e disse Davi: Por minha mão Deus derrotou a meus inimigos, como se rompem as águas. Pelo que chamaram aquele lugar, Baal-Perazim.
E deixaram ali seus deuses; e ordenou Davi que se queimassem a fogo;
Porém os filisteus tornaram, e se estenderam pelo vale.
E tornou Davi a consultar a Deus; e disse-lhe Deus: Não subirás atrás deles; mas rodeia-os por detrás, e vem a eles por defronte das amoreiras;
E há de ser que, ouvindo tu um ruído de marcha pelas copas das amoreiras, então sairás à peleja; porque Deus terá saído diante de ti, para ferir o exército dos filisteus.
E fez Davi como Deus lhe ordenara; e feriram o exército dos filisteus desde Gibeom até Gezer.
Assim se espalhou o nome de Davi por todas aquelas terras; e o Senhor pôs o temor dele sobre todas aquelas nações.

1 Crônicas 14:8-17

Quando os filisteus ficaram sabendo que Davi tinha sido ungido rei de todo o Israel, partiram com todo o seu exército a fim de prendê-lo, mas Davi soube disso e saiu para enfrentá-los. Os filisteus tinham vindo e invadido o vale de Refaim. Então Davi consultou a Deus, indagando: “Devo atacar os filisteus? Tu os entregarás nas minhas mãos?” E o SENHOR respondeu: “Ataca, pois Eu os entregarei nas tuas mãos!” Em seguida Davi partiu com seus soldados e chegaram a Báal-Peratsim, Baal-Perazim, onde Davi o derrotou e exclamou: “Deus dizimou os meus inimigos da mesma forma que uma grande e inesperada enchente causa terrível destruição!” E, por esse motivo, deram àquela região o nome de Báal-Peratsim, Senhor que Rompe os Obstáculos. Como os filisteus haviam abandonado seus ídolos naquele local, Davi ordenou que fossem todos queimados. Os filisteus voltaram a atacar o vale; novamente Davi busca e consulta a Deus, que lhe respondeu: “Agora, pois, tu não os atacarás pela frente, mas dá volta por trás e ataca-os defronte às amoreiras! Assim que ouvires um barulho de marcha por sobre as copas das amoreiras, sairás à batalha, porque Deus terá saído adiante de ti para ferir todo o exército dos filisteus.” Davi procedeu exatamente como Deus havia orientado, e eles derrotaram todo o exército dos filisteus, desde Gibeão até Gezer. Assim, a fama de Davi se espalhou por todas aquelas terras, e o SENHOR  fez com que todas aquelas nações pagãs tivessem medo do exército de Deus (1Cr.14.8-17). 

Finalmente: Davi foi um rei temente a Deus, um homem de um espírito excelente, ele tinha suas falhas, porém suas qualidades se sobressaiam diante dos seus defeitos. Os salmos que ele nos deixou escrito demonstram e deixam transparecer o quanto ele dependia de Deus e tinha uma vida de intima comunhão com Deus. É por essas e outras razões, que Davi foi considerado o homem segundo o coração de Deus.

Ouvindo, pois, os filisteus que Davi havia sido ungido rei sobre todo o Israel, todos os filisteus subiram em busca de Davi; o que ouvindo Davi, logo saiu contra eles.
E vindo os filisteus, se estenderam pelo vale de Refaim.
Então consultou Davi a Deus, dizendo: Subirei contra os filisteus, e nas minhas mãos os entregarás? E o Senhor lhe disse: Sobe, porque os entregarei nas tuas mãos.
E, subindo a Baal-Perazim, Davi ali os feriu; e disse Davi: Por minha mão Deus derrotou a meus inimigos, como se rompem as águas. Pelo que chamaram aquele lugar, Baal-Perazim.
E deixaram ali seus deuses; e ordenou Davi que se queimassem a fogo;
Porém os filisteus tornaram, e se estenderam pelo vale.
E tornou Davi a consultar a Deus; e disse-lhe Deus: Não subirás atrás deles; mas rodeia-os por detrás, e vem a eles por defronte das amoreiras;
E há de ser que, ouvindo tu um ruído de marcha pelas copas das amoreiras, então sairás à peleja; porque Deus terá saído diante de ti, para ferir o exército dos filisteus.
E fez Davi como Deus lhe ordenara; e feriram o exército dos filisteus desde Gibeom até Gezer.
Assim se espalhou o nome de Davi por todas aquelas terras; e o Senhor pôs o temor dele sobre todas aquelas nações.

1 Crônicas 14:8-17

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

ANTES QUE A LÂMPADA DE DEUS SE APAGUE.

Texto básico: E o jovem Samuel servia ao SENHOR perante Eli. E a palavra do SENHOR era de muita valia naqueles dias; não havia visão manifesta. E sucedeu, naquele dia, que, estando Eli deitado no seu lugar e os seus olhos se começaram já a escurecer, que não podia ver, e estando também Samuel já deitado, antes que a lâmpada de Deus se apagasse no templo do SENHOR, em que estava a arca de Deus (1Sm.3.1-3).

A nação de Israel mais uma vez entra em crise espiritual, o seu líder espiritual o sacerdote Eli já estava velho e com a visão escurecendo, os seus dois filhos Hofni e Finéias eram rebeldes e anarquista, não levavam as coisas de Deus a sério. Diz a bíblia: Era, porém, Eli já muito velho e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação (1Sm.2.22). Eli como pai e sacerdote os repreendia, porém não conseguia manter a ordem, e como consequência disso veio a ira de Deus sobre si. Naquela época raramente se ouvia a palavra de Deus pelo ministério profético e as visões não mais existiam. Até que Deus levantou um profeta para repreender a Eli, e lhe anunciar um novo sacerdote que haveria de lhe substituir.

O QUE FAZER PARA MANTER A LÂMPADA DE DEUS ACESSA?

O fogo não poderia se apagar sobre o altar, nem a lâmpada apaga-se dentro da Casa de Deus. Eram duas coisas que o sacerdote deveria ter o devido cuidado: De manter o fogo acesso sobre o altar e as lâmpada do candelabro acessas dentro da tenda durante todo o dia para ministração (Lv.6.12,13. Ex.27.20,21). Hoje, na nova Aliança, o altar representa a nossa vida de comunhão com Deus, a lâmpada representa o Espírito Santo Santo, e a Casa de Deus somos nós como templo e morada do Espírito Santo (1Coríntios, 3.16. 6.19).

1. BUSCAR A DEUS ATRAVÉS DA ORAÇÃO.

Na época dos sacerdotes para manter o altar acesso era preciso colocar lenha constantemente. Hoje esse altar representa a nossa vida de comunhão com Deus, e a lenha representa a oração; para mantê-lo acesso é preciso viver uma vida de constante oração. Tem crente que está com a lâmpada quase apagada, e tem outros que perderam o brilho do Espírito Santo, e a lâmpada de Deus já se apagou na sua vida. Infelizmente, isso é fato.

2. PROCURAR ALIMENTAR-SE COM A PALAVRA DE DEUS.

Quem tem fome e sede pela palavra de Deus e procura alimentar-se da mesma, vai manter a sua vida espiritual sadia e terá a lâmpada de Deus sempre acessa na sua vida. O profeta Jeremias disse: Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque pelo teu nome me chamo, ó SENHOR, Deus dos Exércitos (Jr.15.16). Para tristeza nossa, infelizmente, hoje muitos estão desprezando a palavra de Deus e estão criando inovações e buscando movimentos inventados por homens, para satisfazer o seu próprio desejo. Mas, é preciso que nos alimentemos com a palavra de Deus, o leite racional, não falsificado, para que por ele cresçamos na graça e no conhecimento. Amém!

3. MANTER A CHAMA DO ESPÍRITO SANTO ACESSA.

Na antiga Aliança havia necessidade de manter o candelabro sempre acesso. O candelabro era uma espécie de lâmpada que continha sete hastes que deveriam ser abastecidas com azeite de oliva para que ficassem acessas. Geralmente essa lâmpada se mantinha acessa durante todo o dia na tenda enquanto o sacerdote ministrava, a noite ela era apagada; por isso nós lemos esta expressão: "estando também Samuel já deitado, antes que a lâmpada de Deus se apagasse no templo do SENHOR, em que estava a arca de Deus". O azeite que mantinha o candelabro acesso representa o Espírito Santo, era necessário manter o canal do candelabro sempre limpo para não impedir a passagem do azeite. Na nova Aliança também temos a obrigação de manter a nossa vida integra diante de Deus, para que o Espírito Santo continue habitando e operando em nós. É necessário que todos os crentes mantenha a chama do Espírito Santo acessa, a palavra de Deus nos recomenda dizendo: Não apagueis o Espírito (1Ts.5.19). E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito (Ef.5.18). Amém!