sábado, 19 de julho de 2014

JOVENS CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO.

Texto básico: Eu vos escrevi, jovens, porque sois forte, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. 1Jo.2.14.

O grande desafio deste século é ser cheio do Espírito Santo, e se manter cheio. Ser cheio do Espírito Santo implica em esvazia-se de si e das coisas mundanas, e procurar viver para Deus, sem reservas. Para ser cheio do Espírito Santo é preciso primeiro se esvaziar de tudo que é contrário a vontade de Deus. Nem todos que dizem ter o Espírito Santo, são cheios do Espírito Santo. Ser cheio do Espírito Santo, não é simplesmente ser batizado com o Espírito Santo ou falar em línguas estranhas; também não é ter a experiência do novo nascimento ou ter um grande conhecimento teológico; é muito mais que isto. Ser cheio do Espírito Santo é ter a capacidade dada pelo Espírito Santo de viver uma vida integra e fiel a palavra de Deus, mesmo em meio as lutas e adversidades da vida. É viver uma vida frutífera e demonstrar na sua vida diária a manifestação do fruto do Espírito. É ter a graça abundante de Deus em uma dinâmica poderosa para evangelizar, adorar, contribuir, dá testemunho e executar o serviço cristão em geral. Por incrível que pareça, é raro se encontrar em pleno século vinte e um, crentes cheios do Espírito Santo. Mais do que nunca, Deus está procurando pessoas que queiram enfrentar o desafio para serem cheias do Espírito Santo. É preciso coragem, determinação, renuncia e dependência total de Deus para ser cheio (a) do Espírito Santo. Em um mundo onde impera o pecado, trazendo consigo a maldade, a violência, a imoralidade e a falta de amor, é preciso sermos cheios do Espírito Santo para vencermos. A fonte está jorrando, o azeite está sendo derramado é só mergulhar no rio do Espírito e viver uma vida plena na presença de Deus. Amém!

TRÊS QUALIDADES DOS JOVENS CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO:

1. SÃO FORTES, EM DEUS.
Eu vos escrevi, jovens, porque sois forte.

2. A PALAVRA DE DEUS HABITA NELES.
a palavra de Deus está em vós.

3. JÁ VENCERAM O MALIGNO.
já vencestes o maligno.

JOVENS CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO.

E há de ser que, depois, derramarei do meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. Jl.2.28.
O grande desafio para esta geração atual de jovens é viver uma vida dedicada a Deus e cheia do Espírito Santo. Nunca foi fácil viver cheio do Espírito Santo, porém nunca será impossível.

QUATRO GRANDES DESAFIOS A SEREM VENCIDOS, E SE MANTER CHEIO DO ESPÍRITO SANTO.

1. O DESAFIO DO AVANÇO DA CIÊNCIA.

E tu, Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará. Dn.12.4.
Estamos vivendo na época da modernidade, onde o conhecimento científico e a tecnologia aumentam cada vez mais, isto vem deixando as pessoas acomodadas, orgulhosas e endeusadas, a ponto de desprezarem a bíblia, que é a palavra de Deus, para ficarem embriagadas com a tecnologia e a ciência. Diante de tudo isso, somos desafiados a fazer diferença. A ciência tem o seu lado positivo e benéfico, dentro de um equilíbrio. A bíblia diz: A ciência incha, mas o amor edifica (1Co.8.1). O crente pode e deve ser moderno. Mas, não deve ser mundano. Mas, todos os jovens crentes, há exemplo do jovem Daniel, devem ser cheios do Espírito Santo.

2. O DESAFIO DA MÍDIA.

Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Rm.12.1,2.
A mídia tem o poder de dominar a mente das pessoas, trazendo informações negativas, e comportamentos distorcidos. A nossa mente é um campo de batalha, é preciso firmar a nossa mente em Deus e ter a sua palavra como escudo. O profeta Isaías nos diz: Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; Porque ele confia em ti. Confia no SENHOR perpetuamente; porque o Senhor Deus é uma rocha eterna (Is.26.3,4). Nesses últimos dias a mídia vem bombardeando as famílias e perturbando as mentes e os corações das pessoas, e mudando o comportamento da sociedade. O que é a mídia? A mídia é o mundo globalizado da informação, da propaganda e do entretenimento; que informa, propaga e diverte as pessoas, através do vídeo, do audio e da escrita. É preciso o crente está cheio do Espírito Santo, firmar suas convicções de fé em Deus e na sua palavra, e vencer o desafio de não ser manipulado pela mídia.


3. O DESAFIO DO SISTEMA MATERIALISTA.

 Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém sustento e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. 1Tm.6.6-10.
Vivemos em um mundo materialista onde as pessoas valem o que tem, e não o que são. O império materialista tem dominado o mundo, o capitalismo prega que, a concorrência, a competição e o individualismo é algo salutar e deve crescer cada vez mais. A sede pela prosperidade material, já se tornou uma epidemia descontrolada na vida das pessoas e elas vivem em uma ansiedade desenfreada em busca das coisas materiais. Por conta disso muitas pessoas estão trocando sua herança espiritual, em detrimento das coisas materiais. Não devemos nos deixar levar pelas coisas materiais, que são terrenas e passageiras; e sim darmos prioridades as coisas que são cima, que são de Deus e são eterna.

4. O DESAFIO DE VIVER PELA FÉ E CHEIO DO ESPÍRITO.

Porque ainda um poucochinho de tempo, e o que há de vir virá e não tardará. Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Hb.10.37,38.
E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito. Ef.5.18.   
Somos desafiados a viver pela fé e cheios do Espírito, em um mundo de pessoas cada vez mais materialistas e vazias de Deus. Estar estabelecido um sistema materialista onde as pessoas crer naquilo que vê e vivem uma fé de interesses nas coisas materiais, e são oscilantes em relação a Deus e a sua palavra. Quando tudo vai bem, tem fé. Quando vem a adversidade, a fé acaba e vem o desespero. São pessoas que estão vivendo um tipo de fé superficial, fundamentada e baseada nos seus próprios conceitos e crença. Porém Jesus disse: Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre ( Jo.7.38). É preciso viver uma fé verdadeira, fundamentada na Escritura. Para vencer o desafio de viver pela fé e cheio do Espírito em pleno século 21, se faz necessário andar na contra mão do sistema do mundo.

terça-feira, 15 de julho de 2014

APENAS SERVO.

Se alguém me serve, siga-me; e, onde eu estiver, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará. Jo.12.26.

Servo é aquele que serve, prestando serviço a Deus, e realizando a sua obra. Ser servo de Deus se constitui um grande privilégio. Este privilégio é para aqueles que Deus escolhe, Jesus disse: Não me escolheste vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda (Jo.15.16). Infelizmente, muitos não querem ser chamados de servo de Deus, preferem ser chamados e reconhecidos por seus títulos e nomes que lhes credencie e lhes deem status sociais. Antigamente os crente se sentiam orgulhosos de serem chamados e reconhecidos como servos de Deus. Vivemos em uma época de estrelismo no meio do povo de Deus. Infelizmente, muitos querem ser estrelas e não servos. Ser servo é servir e ser útil em algum trabalho, porém alguns só se sentem úteis se estiverem na liderança. O pior de tudo é que a maioria querem ser líder e brigam por isso, não estando capacitados. Não querem ser alunos para tornarem-se mestres, querem começar do topo. Sejamos crente servo, e não crente estrela; se orgulhe em dizer: Eu sou um servo (a) do SENHOR. É interessante notar que a bíblia não diz: E morreu Moisés, o grande profeta e libertador de Israel, ou o grande legislador de Israel. Mas está escrito: Morreu Moisés, servo do SENHOR. Para Deus não interessa nossos diplomas, nossos títulos ou status sociais, basta sermos servos, apenas servos e nada mais.

TIPOS DE SERVOS.

SERVO NEGLIGENTE.
Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabes que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei; devias, então,  ter dado o meu dinheiro aos banqueiros, e quando eu viesse, receberia o que é meu co juros. Mt.25.26,27.

SERVO INÚTIL.
E qual de vós terá um servo a lavrar ou a apascentar gado, a quem, voltando ele do campo, diga: Chega-te e assenta-te à mesa? E não lhe digas antes: Prepara-me a ceia, e cinge-te, e  serve-me, até que tenha comido e bebido, e depois comerás e beberás tu? Porventura, dá graças ao tal servo, porque fez o que lhe foi mandado? Creio que não. Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos somente o que deveríamos fazer. Lc.17.7-10.

SERVO BOM E FIEL.
E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Mt.25.21.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

QUEM É ESTE?

Texto básico: E, naquele dia, sendo já tarde, disse-lhes: Passemos para a outra margem. E eles, deixando a multidão, o levaram consigo, assim como estava, no barco; e havia também com ele outros barquinhos. E levantou-se grande temporal de vento, e subiam as ondas por cima do barco, de maneira quer já se enchia de água. E ele estava na popa dormindo sobre uma almofada; e despertaram-no, dizendo-lhe; Mestre, não te importa que pereçamos? E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e ouve grande bonança. E disse´lhes: Por que sois tão tímidos? Ainda não tendes fé? E sentiram um grande temor e diziam uns aos outros: Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? Mc.4.35-41.

Depois de um dia de muitas atividades, sendo já tarde, Jesus deixou a multidão e entrando no barco com seus discípulos navegaram para outra margem. Durante este percurso levantou-se um grande temporal, de maneira que as ondas subiam por cima do barco. Jesus como homem estava cansado e dormia na popa do barco, porém como Deus ele sabia o que estava acontecendo, e testava a fé dos discípulos. Eles entraram em pânico e ficaram desesperados, foram acordar Jesus e lhe disseram: Mestre, não te importa que pereçamos? Jesus, despertando repreendeu o vento e o mar, e o vento se aquietou, e o mar se acalmou, e ouve uma grande bonança. Ele disse aos discípulos: Por que sois tão tímidos? Ainda não tendes fé? E sentiram um grande temor e diziam uns aos outros: Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? Jesus quando repreendeu os discípulos, Ele estava querendo dizer, que se eles tivessem fé, eles mesmo poderiam ter resolvido aquela situação. Os discípulos ficaram impressionados e disseram: Quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? Jesus sempre nos surpreende, quando nós pensamos que já o conhecemos e sabemos tudo sobre Ele, Ele chega e agi de forma surpreendente nos deixando maravilhados e admirados. Aleluia!

JESUS É DOMINADOR.

Ao único Deus, Salvador nosso, por Jesus Cristo, nosso Senhor, seja glória e majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, agora e para todo o sempre. Amém! Judas, 25.
Jesus é dominador porque Ele tem poder sobre todas as coisas. Ele é glorificado no céu, respeitado na terra, adorado pela igreja e temido no inferno. Quando Ele ordena tudo lhe obedece.

JESUS É SENHOR.
De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;
Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.

Filipenses 2:5-11

Jesus Cristo é o Senhor dos senhores, o senhorio de Cristo abrange o céu, a terra e o  inferno. Diante Dele todos os joelhos se dobrará e toda língua confessará, que Jesus Cristo é o Senhor. Diz o texto sagrado: De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou soberanamente e lhe deu um nome que é sobre todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. Fp.2.5-11.
De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;
Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.

Filipenses 2:5-11

JESUS É LIBERTADOR.

Ele liberta o homem do pecado, liberta do domínio de Satanás, o tira das trevas e traz para o caminho da luz. O homem pelos seus próprios méritos e esforços não consegue se libertar, porém quando ele conhece a verdade que é Jesus, ele deixa de ser escravo e passa a ser livre e liberto pelo pode de Deus. Jesus falando disse. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Se, pois, o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Jo.8.32,36.

JESUS É SALVADOR.

Ele veio à terra cumpriu uma missão, e tornou-se salvador da humanidade mediante a sua morte na cruz do calvário. Muitos homens no decorrer dos anos, fizeram grandes feitos e proezas, eles se destacaram na história, e foram considerados por muitos como salvadores dos povos. Mas eles morreram e não puderam trazer salvação para humanidade. Jesus Cristo é o único salvador. Todos passaram, morreram e não ressuscitaram. Jesus morreu e ressuscitou e está vivo à direita de Deus Pai e vive para sempre.
E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. At.4.12.

terça-feira, 8 de julho de 2014

O CRISTÃO COMO UM ATLETA.

Texto básico: Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado. 1Co.9.24-27.

Introdução: Neste texto Paulo faz uma comparação das atividades atléticas com as atividades espirituais dos cristãos. As corridas e jogos atléticos na Grécia antiga eram muito apreciados pelos gregos, somente superados em importância pelos jogos Olímpicos, cuja maior premiação era uma coroa de folhas naturais (perecível) na qual os gregos acreditavam que havia a bênção dos deuses do Olimpo. Na carreira cristã, o importante não é começar bem, mas terminar vitorioso. Enquanto a coroa de premiação dos atletas são temporais e perecível, a coroa do cristão ao cumprir sua jornada, é imperecível, e dura para sempre. Paulo usa uma metáfora extraída das lutas de boxe, a fim de ilustrar a nossa vida cristã cotidiana. Ele não desferia seus golpes contra o ar, sem alvo ou propósito certo, o seu combate tinha um alvo e propósitos definidos. Ele nos ensina que devemos disciplinar nosso corpo e ofertá-lo a serviço do reino de Deus e de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Amém! 

OS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS DO CRISTÃO.

RENÚNCIA.
O crente que não vive uma vida de renúncia não pode ser considerado discípulo de Jesus. Jesus disse aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me. Mt.16.24. 

PERSEVERANÇA.
A perseverança é o exercício da paciência, quem não persiste em esperar em Deus, não está apto para servi-lo. O salmista disse: Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor. Sl.40.1. Aquele que crer não se apresse (Is.28..16).

FÉ.
Viver e exercitar a fé sempre foi um grande desafio para os cristãos. O apóstolo Paulo disse: Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus, de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé. Rm.1.16,17.

ORAÇÃO.
O crente que não vive na pratica da oração está fadado ao fracasso. Porém o cristão vive no exercício da oração sempre terá uma vida vitoriosa. O apóstolo recomenda: Orai sem cessar. 1Ts.5.17.

SANTIDADE.
É impossível um crente ter em comunhão com Deus sem antes viver em santidade. Está escrito: Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o SENHOR. Hb,12.14.

LEITURA E MEDITAÇÃO DA PALAVRA.
A palavra de Deus deve ser o nosso pão diário, no salmo primeiro está escrito: Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
O apóstolo Paulo nos recomenda: Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. 2Tm.2.15.
Manejar bem a palavra da verdade é uma virtude de quem lê, estuda e medita na palavra. Paulo exortava a Timóteo dizendo: Persiste em ler (1Tm.4.13).  


BOAS OBRAS.
O cristão que não pratica boas obras e não exercita piedade, não está cumprindo o seu papel como filho de Deus. Paulo aconselhava a Timóteo dizendo: Mas rejeita as fábulas profanas e os falatórios dos insensatos. Exercita-te, porém na piedade. Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir. 1Tm.4.7,8.
E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecidos. Então, enquanto temos tempo, façamos o bem  todos, mas principalmente aos domésticos da fé. Gl.6.9,10.   

AMOR.
O amor é uma das principais virtude da vida de um cristão. Jesus disse aos seus discípulos: Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros (Jo.13.35). O apóstolo Paulo disse: A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. O amor não faz mal ao próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor. Rm.13.8,10.  

ANUNCIAR O EVANGELHO.
Anunciar o evangelho é o grande prazer do cristão que foi perdoado por Jesus e estar vivendo na luz.
O apóstolo Pedro nos diz: Mas vós sóis a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. 1Pe.2.9.    

segunda-feira, 7 de julho de 2014

O JUSTO, O ÍMPIO E O PECADOR.

Texto básico: Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a palha que o vento espalha. Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá. Sl.1.1-6.

Introdução: Neste salmo a bíblia nos fala sobre três classes de pessoas, são elas: O justo, o ímpio, e o pecador. Pecadores na verdade todos nós somos; visto que herdamos a semente do pecado. Porém há uma diferença entre aquele que vive na prática do pecado para aquele que foi perdoado por Jesus e deixou de viver no caminho do pecado. O ímpio por sua vez, são pessoas que não tem o mínimo de temor a Deus, são escarnecedoras, tímidas e descrentes de tudo que tem relação com Deus. O justo é todo aquele que foi perdoado e justificado por Jesus, e que vive uma vida de santidade, pratica a justiça e anda no caminho da Verdade.

O JUSTO.

O justo é todo aquele que foi perdoado e justificado por Jesus, que vive uma vida de santidade, pratica a justiça e anda no caminho da Verdade.
O que diz a bíblia sobre o justo:
O justo vive pela fé.
Pois dentro de pouco tempo Aquele que que vem virá, e não tardará. Mas o justo viverá pela fé! contudo, se retroceder, minha alma não se agradará dele. Hb.10.37,38.
O justo é abençoado.
Bênçãos há sobre a cabeça do justo, mas a violência cobre  a boca dos ímpios. Pv.10.6.
A obra do justo frutifica para vida.
A obra do justo conduz a vida (Pv.10.16). O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas sábio é. Pv.11.30.

O ÍMPIO.

O ímpio por sua vez, são pessoas que não tem o mínimo de temor a Deus, são escarnecedoras, tímidas e descrentes de tudo que tem relação com Deus.
O que diz a bíblia sobre o ímpio:
O ímpio é arrogante.
Escreve, pois: Eis que o ímpio está cada vez mais arrogante; suas vontades não visam o bem; mas o justo viverá pela fé. Hc.2.4.
O ímpio é irreverente.
Ainda que se mostre favor o ímpio, nem por isso aprende a justiça; até na terra da retidão, ele pratica a iniquidade e não atenta para a majestade do SENHOR. Is.26.10.
O ímpio é cético e obreiro de iniquidade.
Disse o néscio no seu coração: Não há Deus. têm-se corrompido e têm cometido  abominável iniquidade; não há ninguém que faça o bem. Acaso não tem conhecimento esses obreiros da iniquidade, os quais comem o meu povo como se comessem pão? Eles não invocam a Deus. Sl.53.1,4.

O PECADOR.

São todas as pessoas que não andam no caminho de Deus, e vivem na prática do pecado. Alguns estão disfarçados dentro da casa de Deus, vivendo em pecado; mas a bíblia diz: Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos (Sl.101.7).
O que diz a bíblia sobre o pecador:
O pecador será punido.
Eis que o justo é punido na terra; quanto mais o ímpio e o pecador! Pv.11.31.
O pecador promove destruição.
Melhor é a sabedoria do que as armas de guerra, mas um só pecador destrói muitos bens. Ec.9.18.
O pecador é infeliz.
A infelicidade persegue os pecadores, mas a prosperidade é a recompensa dos sábios. Pv.13.21.

domingo, 22 de junho de 2014

CUIDADO COM JEZABEL.

Texto básico: Tenho, porém, contra ti o tolerares que essa mulher, Jezabel, que a si mesma se declara profetisa, não somente ensine, mas ainda seduza os meus servos a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos (Ap.2.20).

QUEM ERA JEZABEL?
 
Jezabel (também Jezebel) foi uma princesa fenícia casada com o rei Acabe de Israel.
Jezabel era filha do rei dos Sidônios Etbaal, tendo o seu casamento com Acabe sido o resultado de uma aliança que tinha como objetivo fortalecer as relações entre Israel e a Fenícia. A sua história é conhecida através do Primeiro Livro de Reis do Antigo Testamento. (1Rs.16.29-34).

Era uma princesa Fenícia, filha do sacerdote-rei de Sidom. Esposa de Acabe, rei de Israel no tempo do profeta Elias. Foi rainha em Israel do Norte 100 anos depois da morte de Davi. Adorava a Baal deus pagão da fertilidade.
Jezabel continuou a adorar os deuses fenícios, mas não se limitou a isso, pois combateu o Deus de Israel. Recorreu ao dinheiro do tesouro público para sustentar os 450 profetas (ou sacerdotes) do deus Baal e os 400 profetas da deusa Aserá (deusa fenícia da fertilidade). No palácio real seria mesmo construído um templo dedicado a Baal. Aparentemente o seu próprio marido sentiu-se atraído pelo culto destes deuses, renegando Jeová (o Deus de Israel) e deixando-o para segundo plano. Os sacerdotes e profetas israelitas foram eliminados ou então tiveram que se exilar no deserto devido à perseguição promovida pela rainha.
A resistência local contra esta política religiosa foi encabeçada pelo profeta Elias. Numa espécie de concurso religioso levado a cabo no Monte Carmelo, Elias derrotou todos os profetas de Baal, que morreram, pretendendo desta forma o Livro de Reis mostrar como o Deus de Israel era a única divindade. Quando Jezabel soube disto ficou furiosa, pretendendo mandar matar Elias, que teve fugir para Judá. Mulher determinada e independente, Jezabel não olhava a meios para conquistar os seus objetivos. Acabe desejava a vinha de Nabote, que estava junto ao seu palácio, mas este recusou-se a vendê-la. Sabendo-se disto, Jezabel envolveu-se na questão, enviando cartas em nome de Acabe aos chefes de Jezreel. O conteúdo das cartas ordenava a detenção de Nabote por blasfêmia contra Deus e contra o rei e a execução deste por apedrejamento sob denúncia de duas falsas testemunhas. Segundo a lei da época, a propriedade de alguém que tivesse cometido estas ações passaria para o rei. Nabote foi executado e Jezabel presenteou o marido com a vinha. Quando Elias soube desta ação profetizou que cães devorariam Jezabel no campo de Jezreel.

Um comandante chamado Jeú liderou uma revolta contra a família real, na qual matou o filho de Jezabel, Jorão. Quando Jezabel soube da revolta pintou os olhos e adornou a cabeça, desafiando Jeú da janela do palácio. Este ordenou aos eunucos da rainha que a atirassem da janela, e Jezabel morreu, tendo o seu sangue atingido as paredes e os cavalos. Uns cães que por ali passavam devoraram o corpo da rainha.

Depois de ter feito uma refeição no palácio, Jeú ordenou que a Jezabel fosse sepultada, dado que se tratava da filha de um rei. De acordo com o Segundo Livro de Reis, os servos do palácio apenas encontraram o crânio, os pés e as mãos da rainha.
Por causa desta rainha o nome "Jezabel" encontra-se associado na cultura popular a uma mulher sedutora e sem escrúpulos.

O ESPÍRITO DE JEZABEL.
 
O espírito que atuava em Jezabel é uma das manifestações de Satanás. Temos que ter em mente que o espírito que produziu (atuava) Jezabel, existia antes dela ter nascido. Esse espírito não tem sexo, e por ter se manifestado tão fortemente através dessa mulher, ficou conhecido pelo seu nome.
É um espírito extremamente forte com suas raízes fincadas na rebelião e feitiçaria, o mesmo espírito que estava por detrás das antigas deusas e que está vivo e forte nos dias de hoje. É por natureza religiosa e procura entrar na igreja. 
Assumi posições de autoridade, usando feitiçaria, domínio e até mesmo a sedução sexual.
Esse espírito pode atrair as mulheres pela habilidade de manipular sem usar a força física. Atua através de mulheres que desejam controlar e dominar outros.
É um espírito sem lei que atua por meio de um coração insubordinado. Se alimenta da fraqueza do homem prevalecendo sobre ele, o que o impede de assumir a autoridade legítima que Deus concedeu.
Mesmo sendo cristã, a mulher que dá lugar a esse o espírito ou que manifesta esse caráter poderá falar muito sobre submissão, mas em sua vida isso não passa de teoria
Ela estabelece a autoridade no lar, atraí os filhos ao seu redor e esta ligação emocional os sufocará mesmo depois que estiverem casados. A sua mensagem é : A mulher é mais importante que o homem.

CONCLUSÃO:
Jezabel espalhou a idolatria em todo a Israel, poderosa, astuciosa e arrogante, opôs-se ativamente a Deus mesmo tendo provas indescutíveis de sua soberania.
Foi a pior rainha de Israel e uma das mulheres mais infames da Bíblia.
O seu nome é sinônimo de perversidade e rebelião. 
Ela jamais se submeteu a unir-se com o seu marido. Acabe era o rei, mas era ela quem reinava. Poder e controle eram seus objetivos e Baal era o seu Deus.
Ela serviu como mal exemplo para todos, do que uma esposa não deve ser.
Jezabel era sacerdotisa dominadora e potencialmente religiosa e se denominava porta voz de Deus. Isso a categorizava "profetiza". O nome Jezabel é lembrado como símbolo de maldade e rebelião, ela era uma mulher de destaque na sociedade, mas subvertia a fidelidade a Deus, manipulando pessoas mediante a permissividade sexual e a incorporação de práticas pagãs. A idolatria, a imoralidade sexual e o materialismo eram as mais expressivas tentações em Tiatira. Na atualidade não é diferente, o espírito de Jezabel continua dentro da igreja, tem pessoas brincando de ser crente, desprezando a palavra de Deus e vivendo uma vida de pecados, em uma prática desenfreada e sem o mínimo de temor a Deus. Tem igrejas que viraram um ninho de pecados, e os seus lideres perderam a autoridade e estão sem forças para repreender e remover o pecado. Mas Deus vai entrar em juízo com essas pessoas, as capas vão cair, e haverá ajustes de contas. 

sábado, 21 de junho de 2014

JULGAMENTO NA CASA DE DEUS.

Texto básico: Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao Evangelho de Deus? E, se o justo apenas se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador? 1Pe.4.17,18.

Introdução: Deus é um Pai amoroso, ele sempre se compadece do seu povo, porém por causa do seu amor ele nos repreende. Se Ele nos repreende é porque somos filhos, e como filhos ele nos ama e quer o nosso bem. Todavia está existindo uma anarquia na casa de Deus; o povo que se diz de Deus está vivendo uma vida de hipocrisia e desobediência ao Senhor. Nunca existiu tanta maldade e malícia no meio do povo de Deus, por incrível que pareça, os nossos maiores inimigos estão dentro da nossa própria casa. As sete igrejas da Ásia descritas no livro de Apocalipse, foram repreendidas e julgadas pelo Senhor, por causa da sua desobediência; temos na atualidade uma igreja que está desprezando o caminho da santidade, e valorizando as coisas materiais e mundanas. Mas ainda existe um exército de crentes fies que não se dobraram ao sistema, e estão fazendo a diferença.

AS CARTAS ÀS SETE IGREJAS DA ÁSIA E A SUA MENSAGEM ATUAL.

Estas sete igrejas realmente existiam na Ásia Menor. Podemos observar nas cartas enviadas às igrejas, que havia um retrato de uma certa degradação espiritual e moral da igreja. Ao longo da história, em certo sentido a igreja vem sofrendo com as heresias e mundanismo que tem se instalado no meio do povo de Deus. Jesus revela um padrão de advertência que se aplica aos vários perfis da igreja em todas as épocas até sua volta: Elogio pelas boas atitudes; admoestação contra os erros e faltas; disciplina e correção, e promessas para os vencedores.

1. CARTA À IGREJA EM ÉFESO.

Éfeso era um dos principais centros urbanos, orgulhava-se de sua cultura e religiosidade pagã, ostentando o templo de Ártemis (Diana), que era uma das sete maravilhas do mundo antigo.
Elogio: Eu sei as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos e o não são e tu os achastes mentirosos; e sofrestes e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome e não te cansaste. Tens, porém, isto: que aborreces as obras dos nicolaítas, as quais eu também aborreço (Ap.2.2,3,6). Jesus elogiou a igreja de Éfeso por ser uma igreja perseverante, sofredora, trabalhadora e prudente. Surgiram nos primeiros séculos após a ressurreição de Cristo, uma grande quantidade de místicos, judaizantes e falsos mestres. A igreja primitiva cultivava o hábito de pôr à prova os mestres e suas doutrinas, a fim de verificar sua veracidade e fidelidade bíblica. Havia uma seita herética dos nicolaítas que pregava e estimulava a liberação sexual, dizendo ser algo Divino devendo ser cultuado e praticado de forma liberal. A tradição relaciona esta seita herética dos nicolaítas com Nicolau, um prosélito de Antioquia e um dos sete primeiros diáconos da igreja em Jerusalém (At.6.5). A igreja de Éfeso também foi elogiada por não aceitarem as práticas dos nicolaítas.
Correção e advertência: Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres (Ap.2.4,5). Todas as igrejas da província da Ásia haviam experimentado grande amor por Jesus Cristo, e cooperavam fraternalmente umas com as outras, demonstrando a plenitude e a alegria do amor cristão nos primeiros anos de suas conversões. Com o passar do tempo e a chegada de muitas provações e tentações, esse amor foi se esfriando. Isto serve como um alerta para a igreja dos nossos dias, que está mergulhando no sistema materialista e tornando-se egoísta; ficando apática a prática do amor.

2. CARTA À IGREJA EM ESMIRNA.

Esmirna (hoje na região da Turquia) era uma colônia do império romano. Sua economia e cultura eram bastante desenvolvidas, era submissa a Roma e ao culto ao imperador. Além disso, a grande comunidade judaica que vivia na cidade era muito hostil aos cristãos. Policarpo, um dos mais famosos pais da igreja, foi bispo em Esmirna e martirizado por sua fé, sincera e corajosa no SENHOR.
Elogio: Eu sei as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus e não são, mas são a sinagoga de Satanás. Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o Diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais provados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida (Ap.2.9,10). As igrejas de Esmirna e Filadélfia são as únicas que não há registro de advertência, correção e disciplina por parte de Jesus aos anjos (pastores) dessas igrejas. Os cristãos de Esmirna eram de baixo poder aquisitivo, eram sofridos e provados, mas eram ricos espiritualmente e vencedores.

3. CARTA À IGREJA EM PÉRGAMO.

Pérgamo (atual Bergama), antiga capital da Ásia Menor, cujo nome significa centro defensivo ou fortaleza. Era bastante desenvolvida, lá havia fabricação de couro; foi lá que primeiro se trabalhou o couro de cabras e ovelhas como material de base para escrita (pergaminho), dando origem ao formato (códice) que o livro de hoje tem. Pérgamo também era o centro oficial da religião pagã e da adoração ao imperador de Roma. Segundo a tradição cristã, Antipas foi o primeiro mártir na Ásia, tendo sido cozido em azeite, num caldeirão de bronze, lentamente até morrer; por causa de professar publicamente sua fé em Jesus Cristo, durante o reinado de Domiciano.
Elogio: Eu sei as tuas obras, e onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; e reténs o meu nome e não negaste a minha fé, ainda nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita (Ap.2.13).
Correção: Mas umas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel para que comessem dos sacrifícios da idolatria e se prostituíssem. Assim, tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu aborreço (Ap.2.14,15).
Advertência: Arrepende-te, pois; quando não, em breve virei a ti e contra eles batalharei com a espada da minha boca (Ap.3.16).
Havia nesta igreja três grupos de pessoas: Os que seguiam a doutrina de Balaão; os que seguiam a doutrina dos nicolaítas; e os que seguiam unicamente a Cristo e eram fiéis. Balaão era mestre em confundir os assuntos espirituais e morais com seus interesses materiais. Ele chegou a ensinar às mulheres midianitas a seduzirem os israelitas (Nm.22-24;25.1,2;31.16.Jd.8,11). Esta doutrina que estava estabelecida na igreja de Pérgamo representa os falsos mestres e lideres espirituais da atualidade, eles estão minando a igreja, esses são gananciosos, arrogantes e corruptos; eles promovem o mundanismo e o engano religioso no meio da igreja, levando os crentes à perdição.

4. CARTA À IGREJA EM TIATIRA.

Tiatira foi fundada por Seleuco (311-280 a.C.) com o objetivo de ser um posto militar avançado. Tiatira era um importante centro comercial na Ásia. Lídia, vendedora de púrpura, era de Tiatira (At.16.14).
Elogio: Eu conheço as tuas obras, e a tua caridade, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras (Ap.2.19).
Advertência e correção: Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetiza, porém, com seus ensinos induz os meus servos à imoralidade sexual e a comerem alimentos sacrificados aos ídolos. Concedi-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição, mas ela não quer arrepender-se. Portanto, eis que a farei adoecer e enviarei grande aflição sobre aqueles que com ela cometem adultério, a não ser que se arrependam das suas más ações. Matarei os seguidores dessa mulher, e todas as igrejas saberão que Eu Sou aquele que sonda mentes e corações, e portanto, retribuirei a cada um de vós segundo as suas obras. Todavia, aos demais que estão em Tiatira e que não seguem a doutrina dessa mulher, e não aprenderam, como eles costumam falar, os profundos segredos de Satanás, afirmo-vos: Não colocarei outra carga sobre vós. Mas o que tendes, retende-o até que eu venha (Ap.2.20-25).
Mas algumas poucas coisas tenho contra ti que deixas Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que forniquem e comam dos sacrifícios da idolatria.
E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua fornicação; e não se arrependeu.
Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras.
E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.
Mas eu vos digo a vós, e aos restantes que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conheceram, como dizem, as profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei.
Mas o que tendes, retende-o até que eu venha.

Apocalipse 2:20-25
Mas algumas poucas coisas tenho contra ti que deixas Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que forniquem e comam dos sacrifícios da idolatria.
E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua fornicação; e não se arrependeu.
Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras.
E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.
Mas eu vos digo a vós, e aos restantes que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conheceram, como dizem, as profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei.
Mas o que tendes, retende-o até que eu venha.

Apocalipse 2:20-25
Mas algumas poucas coisas tenho contra ti que deixas Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que forniquem e comam dos sacrifícios da idolatria.
E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua fornicação; e não se arrependeu.
Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras.
E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.
Mas eu vos digo a vós, e aos restantes que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conheceram, como dizem, as profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei.
Mas o que tendes, retende-o até que eu venha.

Apocalipse 2:20-25
Jezabel era sacerdotisa dominadora e potencialmente religiosa e se denominava porta voz de Deus. Isso a categorizava "profetiza". O nome Jezabel é lembrado como símbolo de maldade e rebelião, ela era uma mulher de destaque na sociedade, mas subvertia a fidelidade a Deus, manipulando pessoas mediante a permissividade sexual e a incorporação de práticas pagãs. A idolatria, a imoralidade sexual e o materialismo eram as mais expressivas tentações em Tiatira. Na atualidade não é diferente, o espírito de Jezabel continua dentro da igreja, tem pessoas brincando de ser crente, desprezando a palavra de Deus e vivendo uma vida de pecados, em uma prática desenfreada e sem o mínimo de temor a Deus. Tem igrejas que viraram um ninho de pecados, e os seus lideres perderam a autoridade e estão sem forças para repreender e remover o pecado. Mas Deus vai entrar em juízo com essas pessoas, as capas vão cair, e haverá ajustes de contas. 

5. CARTA À IGREJA EM SARDES.

Sardes foi capital do antigo reino da Lídia. Cidade próspera e orgulhosa de suas indústrias de lã e tinturaria, era o centro de culto à deusa Cibele, que atraia seguidores para uma região mística, adornada por rituais sensuais e libertinos.
Repreensão, correção e elogio: Eu sei as tuas obras, que tens nome de que vives e estás morto. Sê vigilante e confirma o restante que estava para morrer, porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e  arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei. Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes e comigo andarão de branco, porquanto são dignas disso (Ap.3.1-4).
Havia um vírus de apatia espiritual (descrença) corroendo o íntimo da fé e da prática cristã naqueles crentes, eles se tornaram crentes nominais e viviam de aparência. É fato que hoje acontece o mesmo na vida de muitos crentes, muitos tem fama de cantor, de pregador e até de pastor, mas estão mortos espiritualmente.

6. CARTA À IGREJA EM FILADÉLFIA.

Filadélfia cujo nome significa amor fraternal, era uma cidade de grande importância comercial e, estrategicamente localizada, como porta de entrada do elevado planalto central da província romana na Ásia Menor.
Elogio: Eu sei as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome. Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás (aos que se dizem judeus e não, mas mentem), eis que eu farei que venham, e adorem  prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo (Ap.3.8,9).
Os crentes de Filadélfia eram  julgados e desprezados pelos os se diziam judeus, eles eram crentes de pouca força, porém fiéis; eles tinham obras e eram amados por Deus. Deus prometeu que a porta da salvação está aberta e ninguém a pode fechar. Serão envergonhados e humilhados todos quantos  se levantarem contra os crentes Filadélfia.
 
7. CARTA À IGREJA EM LAODICEIA.
Laodiceia foi a cidade mais rica da região da Frígia na época do império romano. Era conhecida em todo o  mundo antigo por seus estabelecimentos bancários, escola de medicina e indústria têxtil. Contudo, a  cidade sofria com sérios problemas de abastecimento de água potável.
Repreensão, correção, advertência e promessa: E ao anjo da igreja que está em Laodiceia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus. Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente. Tomara que foras frio ou quente! Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta (e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu), aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças, e vestes brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e unjas os com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê, pois, zeloso e arrepende-te. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo. Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas (Ap.3.14-22). Os crentes de Laodiceia eram ricos e se orgulhavam por viverem em uma cidade próspera. O problema não era a riqueza em si, porém eles priorizavam a riqueza e desprezavam as coisas espirituais e a sua relação com Deus. Laodiceia tornou-se uma igreja morna por acharem auto suficientes, eles eram crentes nominais e viviam uma fé tímida, só de aparência. Muitos cristãos hoje estão vivendo como os crentes de Laodiceia, estão dentro da igreja participam ativamente dos trabalhos, são frequentadores assíduo nos cultos e até lideram grupos e pastoreiam; porém estão vivendo um evangelho sem compromisso, muitos entraram no evangelho mas o evangelho não entrou neles. Muitos estão fazendo do evangelho um show business (um grande negócio), colocaram a riqueza no coração e deixaram Jesus de fora, mas Jesus continua dizendo: Eis que estou a porta e bato. A grande estratégia do Diabo é manter os crentes desviados da fé dentro da igreja, para desvirtuar e perturbar os outros. Deus não aceita crentes mornos (meio crente), Ele quer crentes fiéis e sinceros diante Dele. Amém!