sábado, 22 de janeiro de 2011

A VITÓRIA DO REI JOSAFÁ.

Texto básico: E sucedeu que, depois disso, os filhos de Moabe, e os filhos de Amom, e, com eles, alguns outros dos amonitas vieram à peleja contra Josafá. Então, vieram alguns que deram aviso a Josafá, dizendo: Vem contra ti uma grande multidão dalém do mar e da Síria; e eis que já estão em Hazazom-Tamar, que é En-Gedi. Então, Josafá temeu e pôs-se a busca o SENHOR; e apregoou jejum em todo o Judá. E Judá se ajuntou, para pedir socorro ao SENHOR; também de todas as cidades de Judá vieram para buscarem o SENHOR. 2Cr.201-4.

Introdução: O rei Josafá foi um rei prospero e temente a Deus, no reino de judá; ele começou o seu reinado com a idade de trinta e cinco anos, e reinou vinte e cinco anos sobre o reino de Judá, cuja capital era Jerusalém. Nesta época o povo de Judá desfrutava de grande prosperidade financeira e espiritual. Josafá havia restabelecido o culto ao SENHOR, organizou um grande exércitos de guerra, edificou cidades e fortalezas, estabeleceu juízes, sacerdotes e levitas, fez grandes obras de construção e tornou-se amigo do povo; e a sua fama correu por todos os países em redor. Todavia, diante de todo o progresso do seu reino, havendo paz e prosperidade, os seus inimigos não estando satisfeitos; decidiram fazer guerra contra o reino de Josafá. Três reis com seus exércitos se levantaram contra Josafá: Os Amonitas, os Moabitas, e os Edomitas. Eles vieram à peleja contra Josafá, e diz a bíblia, que Josafá temeu. Mesmo tendo Josafá um exército poderoso a sua disposição, com mais de um milhão de guerreiros, segundo o texto de 2crônicas 17.12-19 nos informa, mas ele se viu em desvantagem diante de três grandes exércitos, e preferiu buscar o socorro de Deus.

O REI JOSAFÁ DIANTE DO PROBLEMA, TOMOU SEIS ATITUDES:

Quando tudo estava dando certo e corria muito bem, estava tudo quieto, havia paz e segurança no reino de Judá. De repente, o inimigo se levanta e vem com três grandes exércitos para destruir e escravizar o povo de Deus. Mas é bom que o inimigo se levante; para que o poder e a glória de Deus se manifestem a favor do seu povo, e para que nós reconheçamos que apesar de todas as bênçãos e prosperidades, ainda dependemos do SENHOR. Quando Josafá recebeu a má notícia, ele teve medo e ficou preocupado; mas ele não se entregou, nem cruzou os braços diante da situação, antes, se levantou e buscou a direção de Deus, e tomou algumas atitudes que lhe garantiu a vitória.

1. BUSCOU AO SENHOR.

Então, Josafá temeu e pôs-se a buscar o SENHOR; e apregoou jejum em todo o Judá. 2Cr.20.3.
Josafá não buscou ajuda de outros reis das nações aliadas a ele, nem pediu orientações dos seus conselheiros ou general do seu exército; mas ele decidiu buscar ao SENHOR, com oração e jejum. Aprendemos com o rei Josafá, que quando a situação é difícil e parece impossível, devemos tomar o caminho da oração e jejum, existem certas situações que só se resolve através da oração e do jejum.

2. DEPENDEU INTEIRAMENTE DE DEUS.

Ah! Deus nosso, porventura, não os julgarás? Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que faremos; porém os nossos olhos estão postos em ti. 2Cr.20.12.
Josafá, se sentiu sem forças e debilitado diante da grande multidão que vinha contra a nação de Judá. Mesmo sabendo do potencial do seu grande exército, ele não confiou, mas depositou toda a sua fé e dependência em Deus. Aprendemos com orei Josafá, a dependermos inteiramente de Deus; porque há momentos que os nossos talentos, as nossas habilidades e todas as nossas experiências, não resolvem, mas só o SENHOR. Quando estamos na total dependência de Deus, Ele peleja por nós e nos dá a vitória.

3. OBEDECEU A VOZ DO ESPÍRITO SANTO.

E todo o Judá estava em pé perante o SENHOR, como também as suas crianças, as suas mulheres e os seus filhos. Então, veio o Espírito do SENHOR, no meio da congregação, sobre Jaasiel, filho de Zacarias, filho de Benaías, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filho de Asafe, e Jaasiel disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Josafá. Assim o SENHOR vos diz: Não temas, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, senão de Deus. Amanhã, descereis contra eles; eis que sobem pela ladeira de Ziz, e os achareis no fim do vale, diante do deserto de Jeruel. Nesta peleja, não tereis de pelejar; parai, estai em pé e vede a salvação do SENHOR para convosco, ó Judá e Jerusalém; não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR será convosco. 2Cr.20.13-17.
Josafá foi feliz por ter dado ouvidos a voz do Espírito Santo, que veio sobre Jaasiel, e ele profetizou. Detalhe: Ele era levita. Mas, Deus quando quer falar ele usa quem ele quer, e surpreende a todos. O Espírito do SENHOR, se apoderou de Jaasiel e falou para toda a congregação de Judá, falou para o rei Josafá, dizendo a ele todas as estratégias que ele deveria usar para derrotar o exército inimigo. Aprendemos aqui que muitas vezes precisamos parar para ouvir a voz de Deus, receber as suas orientações e obedecer. É impraticável e impossível termos vitória, sem dá ouvidos e obedecer a direção do Espírito Santo.

4. ADOROU AO SENHOR.

Então, Josafá se prostrou com o rosto em terra; e todo o Judá e os moradores de Jerusalém se lançaram perante o SENHOR, adorando o SENHOR. 2Cr.20.18.
Depois que, o rei Josafá e todos moradores de Jerusalém, ouviram a voz de Deus, eles ficaram confortados e se prostraram perante o SENHOR, para o adorar. A adoração verdadeira diante de Deus, é algo poderoso, que move o coração de Deus, e lhe faz se levantar do seu trono para agir em benefício dos verdadeiros adoradores. Enquanto a igreja estar prestando uma adoração sincera a Deus, Deus estar recebendo como cheiro suave as sua narinas e enviando vitória para o seu povo. Se a situação é difícil, adore; se o problema parece insolúvel, adore; se todos dizem que é impossível e que pra você não mais jeito, adore a Deus, que ele vai começar a agir para lhe dá uma grande vitória. Amem!

5. CREU NO SENHOR, E NA SUA PALAVRA.

Pôs-se em pé Josafá e disse: Ouvi-me, ó Judá e vós, moradores de Jerusalém: Crede no SENHOR, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas e prosperareis. 2Cr.20.20.
Josafá não só acreditou no SENHOR, e nos seus profetas, mas também incentivou todo povo a crer. Tal como o rei Josafá, para sermos bem sucedidos, é preciso acreditar na SENHOR, e confiar na sua palavra. Quem não crer no El shaday (Deus todo-poderoso), e não acredita na sua palavra, está falido, está quebrado e será derrotado. Mas, feliz é aquele que crer, pois do SENHOR, receberá a vitória.

6. CANTOU LOUVORES A DEUS.

E levantaram-se os levitas, dos filhos dos coatitas e dos filhos dos coraítas, para louvarem o SENHOR Deus de Israel, com voz muito alta. E aconselhou-se com o povo e ordenou cantores para o SENHOR, que louvassem a majestade santa, saindo diante dos armados e dizendo: Louvai ao SENHOR, porque a sua benignidade dura para sempre. E, ao tempo em que começaram com júbilo e louvor, o SENHOR pôs emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá e foram todos derrotados. 2Cr.20.19,21,22.
É um contra-censo, não é normal, não é natural, colocar um grupo de cantores na linha de frente de uma guerra e colocar os armados atrás. Deus é mistério, ele faz como quer; tem hora que ele não precisa de armas de guerra nem de guerreiros para dá vitória ao seu povo. Deus deu vitória ao rei Josafá através do louvor, mandando que ele colocasse os levitas na frente do exército dos armados, enquanto os cantores cantavam ao SENHOR, com voz muito alta. E quando eles começaram a louvar a majestade santa, diz o texto sagrado, que o SENHOR, pôs emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá (eles ficaram confundidos e mataram-se um ao outro) e foram todos derrotados. Aleluia!

A VITÓRIA DE JOSAFÁ SOBRE OS EXÉRCITOS INIMIGOS, E O VALE DE BERACA.

Porque os filhos de Amom e de Moabe se levantaram contra os moradores das montanhas de Seir, para os destruir e exterminar; e, acabando eles com os moradores de Seir, ajuntaram uns aos outros a destruir-se. Entretanto, chegou de Judá à atalaia do deserto; e olharam para a multidão, e eis que eram corpos mortos, que jaziam em terra, e nenhum escapou. E vieram Josafá e o seu povo para saquear os despojos e acharam neles fazenda e cadáveres em abundância, como também objetos preciosos; e tomaram para si tanto, que não podiam levar mais; três dias saquearam o despojo, porque era muito. E, ao quarto dia, se ajuntaram no vale de Beraca, porque ali louvaram o SENHOR; por isso, chamaram aquele lugar vale de Beraca, até ao dia de hoje. 2Cr.20.23-26.
Depois da noite vem o dia, depois da tempestade vem a bonança, depois da luta vem a vitória. Não foi fácil para Josafá, mas ele confiou em Deus, lhe pediu socorro, e venceu. A palavra de Deus nos diz: Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia (Sl.46). Quando confiamos em Deus, não importa o tamanho do inimigo, nem se ele é muito forte ou se o seu exército é muito grande; porque quando oramos e cremos que Deus estar no controle da situação, podemos descansar o coração e crer na sua palavra, que ele vai começar a agir para nos dá uma grande vitória. Diz a bíblia que, o rei Josafá e todo o povo de Judá, passaram três dias saqueando os despojos da guerra, e depois que eles recolheram em abundância todos os objetos preciosos; no quarto dia, se ajuntaram no vale de Beraca, que significa, o vale da bênção, para ali louvarem agradecendo ao SENHOR, pela vitória. Assim como o rei Josafá e o povo de Judá venceu, você também vai vencer; não importa o inimigo, nem o tamanho do problema que você estar enfrentando; Deus vai se levantar pela tua causa e vai guerrear a tua guerra, porque a peleja não é tua, é de Deus. Deus vai te tirar do vale da humilhação, e vai te levar para o vale da bênção, e todos verão a tua vitória e a glória do Deus de Israel, na tua vida. Amem!

2 comentários:

  1. eu gosto muito dessa estoria...que lição pra mim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém,é verdade, as lições de Deus sempre nos supreende.

      Excluir