segunda-feira, 10 de outubro de 2011

DA AFRONTA À HONRA.

Texto básico: E aconteceu, no ano décimo quarto do rei Ezequias, que Senaqueribe, rei da Assíria, subiu contra todas as cidades fortes de Judá e as tomou. Então, o rei da Assíria enviou Rabisaqué, desde Laquis a Jerusalém, ao rei Ezequias com um grande exército; e ele parou junto ao cano do tanque mais alto, junto ao caminho do campo do lavandeiro. Is.36.1,2
Em lugar da vossa vergonha tereis dupla honra; e em lugar da afronta exultareis na vossa parte; por isso na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria.

Isaías 61:7

Ezequias rei de Judá, que era o reino do sul cuja capital Jerusalém, começou a reinar com a idade de 25 anos e reinou durante 29 anos. Ele foi um rei temente a Deus e no seu reinado houve grande prosperidade e o povo desfrutava de todos os benefícios e gozava de uma estabilidade financeira e espiritual. Até que, Senaqueribe o rei da Assíria, que assolava, dominava e escravizava várias nações; no ano 701 a.C. veio contra todas as cidades fortes de Judá e as tomou. Isto porque o rei Ezequias se recusava pagar tributos ao rei da Assíria como Acaz seu pai pagava e prestava-lhe contas. Após esta invasão do rei da Assíria, o rei Ezequias passou a pagar-lhe tributos. Senaqueribe lhe impôs trezentos talentos de prata e trinta talentos de ouro e Ezequias deu toda a prata que se achou na casa do Senhor e nos tesouros da casa do rei, e ainda cortou o ouro das portas do templo do Senhor e das ombreiras, e o deu ao rei da Assíria. Mas mesmo assim ele mandou-lhe mensageiro e ameaçou levar ao cativeiro toda a nação. 2Rs.18.13-16.
Os soldados Assírios eram conhecidos pela brutalidade com que tratavam qualquer nação que ousasse resistir ao seu progresso. Quando o exército assírio estava perto de invadir Jerusalem, o Rei Ezequias teve que tomar uma difícil decisão: Ele deveria render-se incondicionalmente aos Assírios e salvar o seu povo ou ele deveria confiar que Deus os salvaria.
Em um passo de fé, Ezequias escolheu o Senhor. O Salmo 46 é tido por alguns como a canção de triunfo escrita quando Deus honrou a fé de Ezequias e libertou Jerusalém.
Nas horas mais difíceis, precisamos confiar em Deus. Confie sempre no SENHOR, Ele vai honrar a sua fé.

1. AS  QUATRO  AFRONTAS  DO  REI  DA ASSÍRIA:

Cada um comam convosco o seu esterco e bebam a sua urina. 36.12
Não confie no rei do Egito. 36.6
Não confie no rei Ezequias. 36.14    
Não confie no SENHOR.    36.15

2. QUATRO  SITUAÇÕES  DIFÍCEIS  EM  JUDÁ.

E disseram-lhe: Assim diz Ezequias: Este dia é dia de angústia, e de vitupérios, e de blasfêmias, porque chegados são os filhos ao parto, e força não há para os dar à luz. Is.37.3

Dia de angústia.
Dia de vitupérios, (insulto, desprezo, ofensa, injúria).
Dia de blasfêmias.
Dia de fraqueza.

3. TRÊS  ATITUDES  DO  REI  EZEQUIAS:

Se humilhou perante o Senhor. 37.1 
Entrou na casa do Senhor para orar. 37.14-20
Pediu ao profeta para orar. 37.2-4.

4. AS  QUATRO  RESPOSTAS  DE  DEUS.

Não entrará nesta cidade, nem lançará nela flecha alguma. 37.33.
Ampararei esta cidade, para a livrar. 37.35.
Porei o meu anzol no teu nariz e o meu freio, nos teus lábios e te farei voltar pelo caminho por onde vieste. 37.29.
Fá-lo-ei cair morto na sua terra. 37.7b.     

5. A  PROVIDÊNCIA  DE  DEUS  E  A  VITÓRIA E A VITÓRIA DO REI EZEQUIAS.

O Senhor enviou um anjo, de madrugada no arraial dos assírios, e matou 185 mil. 37.36.
O rei Senaqueribe é morto à espada na sua cidade Nínive, pelos seus filhos, estando ele prostrado na casa de nisroque, seu deus. 37.37,38. 

Conclusão: Não adianta o inimigo se levantar com ameaças para querer intimidar o povo de Deus, porque maior é o que está conosco. Observe que, Deus resolve de maneira simples as situações e dar vitória ao seu povo. Lembra da guerra do rei Josafá? Ele venceu através do louvor. Nesta ocasião com o rei Ezequias, Deus enviou um anjo e deu a vitória. Aleluia! A vitória é nossa, pelo sangue de Jesus.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

APOSTASIA. UM SINAL DOS ÚLTIMOS TEMPOS.

Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, pela  hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência, proibindo o casamento e ordenando a abstinência dos manjares que Deus criou para os fiéis e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; porque toda criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças, porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificada (1Tm.4.1-5).

Apostasia significa o abandono da fé, de forma total ou parcial. Vivemos em uma época de grande apostasia espiritual. Com o avanço da ciência e o desenvolvimento tecnológico, há uma tendência desenfreada das pessoas  se tornarem cada vez mais materialistas. Muitos são influenciados pela mídia, e o sistema humanista impera em uma sociedade egocêntrica, fria e desumana. Haja vista também, que o pecado se multiplica, ao ponto de muitos acharem tudo normal; e os falsos profetas arrebanham grandes números de adeptos, oferecendo-lhes vantagens e facilidades para o caminho do céu. Infelizmente vivemos em uma época de grande decadência espiritual, estamos vendo uma grande variedade de ministérios e igrejas que se multiplicam a cada dia, e estão atraindo milhares de pessoas. Mas, a grande problemática é que boa parte desses ministérios e igrejas, não estão comprometidos com o reino de Deus; distorcem a palavra de Deus para agradar os seus ouvintes e massagear seu ego, entrando no caminho da apostasia e levando multidões após si. Sobre isto diz a palavra de Deus: E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade; e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita (2 Pe.2.1-3).

EXISTEM  DOIS  TIPOS  DE  APOSTASIA.

1. Parcial.

São pessoas que aceitaram a fé, abandonaram o pecado e de maneira fiel e verdadeira seguiram a Jesus, obedecendo a sua palavra. Mas com o passar do tempo se deixou levar pelo conformismo e pelas influencias mundanas, e foi se distanciando da sã doutrina e aceitando a  achologia, quando dizem: Eu não acho nada de mais nisso; e a palavra de Deus dizendo que está errado. Muitos são os que entraram por este caminho e estão sendo levados por ventos de falsas doutrinas e movimentos inovadores que surgem como algo novo, mas que contraria totalmente a palavra de DEUS. Estas pessoas estão na igreja, participando ativamente nos trabalhos, cultuando e até ministrando para o povo, porém já apostataram a fé e tem aparência de quem vive, mas está morto. A grande estratégia do diabo hoje, é deixar os crentes desviados dentro das igrejas, para que venha perturbar os outros. Sobre isto a palavra de Deus diz: Ai deles! Porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Coré. Estes são manchas em nossas festas de caridade, banqueteando-se conosco e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos  ventos de uma parte para outra; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas; ondas impetuosas do mar, que escumam as suas mesmas abominações, estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a escuridão das trevas. Jd.Vs.11-13. Infelizmente é o que está acontecendo em nossos dias, muitos estão adulterando a palavra de Deus e vivendo um  evangelho ao seu bel-prazer.

2. Total.

A  apostasia total  está  relacionada as pessoas que participaram da comunhão da igreja, foram iluminadas, e provaram o dom celestial, receberam o Espírito Santo, conheceram a palavra de Deus e serviram a Ele com devoção e lealdade, mas por algum motivo se afastou do caminho do Senhor e da comunhão da igreja e voltou  às práticas pecaminosas. Nesta vertente existem dois tipos de apóstatas: Aquele que abandona a fé e depois se arrepende, e procura retornar, buscando a  reconciliação com Deus, como fez o filho pródigo que arrependido disse: Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti. Lc.15.18. Os que assim fazem são perdoados, pois a palavra de Deus diz: O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. Pv.28.13. Há porém  os que além de abandonar o caminho da salvação, ficam em uma situação irreversível, porque não buscam arrepende-se e começam a profanar e até blasfemar o caminho da verdade e o nome de  Cristo, e não querem  reconcilia-se com Deus. Jesus falando para igreja de Éfeso, disse: Tenho porém contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras...Ap.2.4,5a. Jesus sempre quer dá uma nova oportunidade, porém muitos não querem. Os que estão nesta situação, estão  piores que aqueles que nunca conheceram o caminho da verdade; pois a bíblia diz: Porque se depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado. Deste modo, sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito; a porca lavada, ao espojadouro de lama. 2Pe.2.20-22. É  lamentável saber que muitos estão nesta situação, e o pior é quando partem para eternidade, sem Deus, sem paz e sem salvação.

Conclusão: O ensino ortodoxo da palavra de Deus nos dias atuais tem sido raro. O modismo, as inovações e o sensacionalismo tem invadido nossos púlpitos e levado muitos crentes a se tornarem apostatas. A apostasia tem se tornado algo comum em nossos dias, muitos já apostataram a fé e permanecem na igreja. Há muitos crentes nominais, cultuando ativamente e até ministrando, mas são verdadeiros adúlteros da palavra de Deus. É tempo de despertarmos e sermos como os crentes de Beréia, que examinavam nas escrituras o que Paulo pregava para conferir se era verdade (Atos.17.10,11). Amém!
                                                                       

sábado, 1 de outubro de 2011

A ORAÇÃO DE JABEZ.

E foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; e sua mãe chamou o seu nome Jabez, dizendo: Porquanto com dores o dei à luz. Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo e meus termos amplificares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja aflito!... E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido (1Cr.4.9,10).

Em um capítulo repleto de nomes, encontramos uma joia brilhante, que chamamos: A oração de Jabez.  Jabez era descendente da tribo de Judá, se destacou na sua geração e foi mais ilustre do que seus irmãos; porque ele decidiu invocar o Deus de Israel. Deus viu em Jabez: Coração sincero, fé , determinação e coragem. Muitas vezes é preciso que haja também em nós essas qualidades para sermos abençoados por Deus. Jabez significa, aquele que causa dor. Ele não seria bem sucedido, teria um futuro de incertezas, mas Jabez foi ousado, invocou o Deus de Israel, e a sua história mudou.

JABEZ.

O significado do seu nome: Que causa dor.
O seu  caráter: Nobre, brilhante, ilustre, destacado.
Sua  atitude: Fé. Invocou o Deus de Israel.
Sua  petição: Jabez pediu  à Deus em oração, quatro coisas:

1. Bênçãos multiplicadas.

Interessante é que  Jabez não pediu pouco, ele disse: Se me abençoares muitíssimo. Ele não limitou a bênção de Deus, mas acreditou no poder de Deus, e foi atendido. Porque Deus honra a fé daqueles que lhe honram. 

2. Aumentar e engrandecer os seus limites.

Ele já tinha algo, mas ele queria ampliar e melhorar. O seu pensamento não era medíocre, ele queria crescer e sair da mesmice. Pois a bíblia diz: Amplia o lugar da tua tenda, e as cortinas das tuas habitações se estendam; não o impeças; alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas. Porque transbordarás à mão direita e à esquerda (Is.54.2,3).

3. Segurança.

Ele disse: E a tua mão for comigo. Jabez  também dependeu  inteiramente de Deus, pois ele sabia que sem a presença de Deus ele jamais seria vitorioso. A bíblia diz: Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre (Sl.125.1). Torre forte é o nome do Senhor, para ela correrá o justo e estará seguro (Pv.18.10). Vivemos em um mundo cheio de incertezas e inseguro, porém, nossa segurança está em Deus. 

4. Proteção e livramento. 

Ele disse: E fizeres que do mal não seja aflito!... Ele não terminou o seu pedido, a providência de Deus chegou e ele foi atendido. Pois a bíblia diz: E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido. Aleluia!
A palavra de Deus nos diz: E servireis ao Senhor, vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei  do meio de ti as enfermidades (Êx.23.25).  

Conclusão: 
Jabez foi ousado na fé, e conquistou aquilo que pediu à Deus. Porque Deus honra a fé daqueles que lhe honram. A bíblia diz: Peça-a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte (Tg.1.6). Se creres verás a glória de Deus (Jo.11.40). Faça como Jabez, exercite sua fé, Deus vai lhe honrar e mudar a sua história.