sexta-feira, 4 de novembro de 2011

AS QUATRO REVOLUÇÕES DO ESPÍRITO.

Depois disso, me fez voltar à entrada da casa, e eis que saíam umas águas de debaixo do umbral da casa, para o oriente; porque a face da casa olhava para o orienta, e as águas vinham da baixo, desde a banda do sul do altar. E ele me tirou pelo caminho da porta do norte e me fez dar uma volta pelo caminho de fora, até a porta exterior, pelo caminho que olha para o oriente; e eis que corriam umas águas desde a banda direita. Saiu aquele homem para o orienta, tendo na mão um cordel de medir; e mediu mil côvados e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos tornozelos. E mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos joelhos; e mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos lombos. E mediu mais mil e era um ribeiro, que eu não podia atravessar, porque as águas eram profundas, águas que se deviam passar a nado, ribeiro pelo qual não se podia passar. Ez.47.1-5.

Uma revolução pode trazer grandes benefícios, e desencadear uma série de coisas boas; as grandes revoluções que foram feitas em benefício da humanidade, surtiram um efeito positivo. Por exemplo: Tivemos três grandes revoluções que mudaram o rumo da História da humanidade. A primeira grande revolução foi da imprensa, que ocorreu  em 1450 na Alemanha por Johannes Gutemberg;  no século 18 tivemos a segunda grande revolução que foi a  industrial, iniciada na Inglaterra.; e a terceira grande revolução ocorreu no final do século 19 e começo do século 20, que foi a revolução científica e tecnológica. Com base na bíblia no livro de Ezequiel, capítulo 47 podemos encontrar as quatro revoluções do Espírito.

AS TRÊS DISPENSAÇÕES NA  SIMBOLOGIA DA POMBA QUE NOÉ ENVIOU:  

A dispensação do pai. Gn.8.8,9.
A dispensação do filho. Gn.8.10,11.
A dispensação do Espírito. Gn.8.12.
 
O RIO DO SANTUÁRIO.

Este rio descrito no livro de Ezequiel, literalmente é uma profecia futura para o período do milênio; este rio aparece em outras partes das escrituras, como por exemplo: Salmos 46.4.  Zc.14.8,9.  Ap.22.1,2. Na linguagem dos símbolos da bíblia, o rio é uma figura simbolica do Espírito Santo. Jo.7.37-39. Sendo assim podemos considerar em uma linguagem figurada, o rio do santuário, como o rio do Espírito que transforma e dá vida por onde passa.

1. Primeira revolução:

Saiu aquele homem para o oriente, tendo na mão um cordel de medir; e mediu mil côvado e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos tornozelos. Vers.3. Na entrada do rio, o Espírito Santo passa a habitar no crente. A bíblia diz: E, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa; o qual é o penhor da nossa herança, para  redenção da possessão de Deus, para louvor da sua glória. Ef.1.13b,14. O penhor é uma garantia, que dá a certeza que a pessoa vai voltar. Nós recebemos o selo, a marca e o sinal, como propriedade exclusiva de Deus, e isto é o sinal que ele vai voltar. O Espírito Santo é dado ao crente, como parcela inicial da herança que vamos receber no futuro.

2. Segunda revolução:

E mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos joelhos. Vers.4a. Adentrando no rio, mais mil côvado, que equivale a 500 metros; o Espírito Santo, capacita o crente com poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me -eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. At.1.8. A palavra virtude ou poder, no original grego é dunamis; de onde se deriva as palavras: Dínamo, dinâmico e dinamite.

Dínamo. É um aparelho que gera corrente contínua, convertendo energia mecânica em elétrica, através de indução eletromagnética. No dínamo do Espírito, o crente deixa de viver na mesmice, sai da forma mecânica de adorar e pregar, e vive na dimenção da energia do Espírito Santo.

Dinâmico. Que diz respeito à força, ao movimento; que é cheio de energia, que está sempre em movimento e se renovando. O crente que vive na dinâmica do Espírito, ele não fica estático, sem ânimo e sem vigor; mas ele é cheio de alegria e da força do Senhor. Lêia. Mq.3.8.


Dinamite. É um explosivo rápido e poderoso, que causa grandes destruição. O crente nas mãos de Deus, na direção do Espírito Santo e munido com a palavra de Deus, ele é como um explosivo poderoso para desmantela o reino de satanás. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo, e estando pronto para vingar toda desobediência, quando for cumprida a vossa obediência. 2Co.10.4-6.

3. A terceira revolução.

E mediu mais mil e me fez passar pelas águas, águas que me davam pelos lombos. Na terceira revolução do Espírito, o crente é revestido de poder. Jesus falou: E eis que sobre vós envio a promessa de meu pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder. Lc.24.49. O revestimento de poder é uma unção dobrada para realizar a obra de Deus, de forma ousada e intrepida. A igreja antes do pentecostes era fraca, desanimada e medrosa. A igreja depois do pentecostes, ficou revestida de poder, e se tornou forte, animada e corajosa. Revestimento de poder, significa porção dobrada do Espírito.

4. A quarta revolução.

E mediu mais mil e era um ribeiro, que eu não podia atravessar, porque as águas eram profundas, águas que se deviam passar a nado, ribeiro pelo qual não se podia passar. Vers.5. Quando o crente passa a nadar no rio do Espírito, ele vive na dimensão da plenitude do Espírito e é dirigido e controlado pelo Espírito Santo. O apóstolo Paulo orando pelos irmãos da igreja de Éfeso ele disse: Por causa disso, me ponho de joelhos perante o pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda família nos céus e na terra toma o nome, para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior; para que Cristo habite, pela fé, no vosso coração, a fim de, estando arraigados e fundados em amor, poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus, Ef.3.14-19.

Amém! Que todas essas revoluções do Espírito Santo venha sobre nós, e que sejamos maduros para toda a boa obra.