quinta-feira, 15 de novembro de 2012

MORTE NA PANELA.

E voltando Eliseu a Gilgal, havia fome naquela terra; e os filhos dos profetas estavam assentados na sua presença; e disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume e faz um caldo de ervas para os filhos dos profetas. Então, um saiu ao campo a apanhar ervas, e achou uma parra brava, e colheu dela a sua capa cheia de coloquintidas; e veio e as cortou na panela do caldo; porque as não conheciam. Assim, tiraram de comer para os homens. E sucedeu que, comendo eles daquele caldo, clamaram e disseram: Homem de Deus, há morte na panela. Não puderam comer. Porém ele disse: Trazei, pois, farinha. E deitou-a na panela e disse: Tirai de comer para o povo. Então, não havia mal nenhum na panela (II Reis, 4.38-41).

No tempo da prosperidade tudo flui muito bem. Mas na adversidade, a escassez bate a porta. A região de Gilgal estava atravessando um momento de crise; a falta de alimentos assolava por todas as partes, e a fome dominava. Havia em Gilgal uma escola dos profetas, e Eliseu era o seu lider, e sempre que havia alguma dificuldade eles recorriam a Eliseu. Quando Eliseu deu a ordem para eles colherem ervas e fazer um caldo; parecia que tudo ia dá certo, mas não deu; todos os planos foram frustrados. Mas Deus muda a situação, pois ele não permite que o mal prevaleça. A palavra de Deus na boca do profeta Eliseu, removeu o mal e trouxe a bênção.

SEIS  SITUAÇÕES  EM  GILGAL:

1. FOME.

E voltando Eliseu a Gilgal, havia fome naquela terra; e os filhos dos profetas estavam assentados na sua presença. Vers.38a. Eliseu quando chegou em Gilgal, encontrou fome e tristeza, e os filhos dos profetas se assentaram diante dele para ouvir alguma orientação da sua parte. A fome é algo difícil de se vencer, quando chega a necessidade é preciso ir em busca de alimento para não desfalecer e chegar a morrer. Eliseu foi um referencial para os moços dos profetas buscarem a solução para saciarem a sua fome. Hoje a igreja do Senhor, tem esse papel fundamental de saciar a fome espiritual do mundo, oferecendo-lhes Jesus, o pão da vida. Jo.6.35.

2. A  VISÃO  DA  PROSPERIDADE.

E disse ao seu moço: Põe a panela grande no fogo e faz um caldo de ervas para os filhos dos profetas. Vers.38b. Apesar da situação difícil que estavam enfrentando, Eliseu não adequou a sua fé aquela situação; antes ele ordenou ao moço: Põe a panela GRANDE no fogo. Ele teve uma visão de grandeza, de abundância, e de prosperidade. Assim como Eliseu, é preciso que tenhamos uma visão de prosperidade mesmo atravessando um tempo de crise. É preciso acreditar, que Deus provê alimento no deserto e transforma a escassez em prosperidade e abundância. Porque para Deus nada é impossível. Lc.1.37.

3. A  ERVA  VENENOSA  É  POSTA  NA  PANELA.

Então, um saiu ao campo a apanhar ervas, e achou uma parra brava, e colheu dela a sua capa cheia de coloquíntidas; e veio e as cortou na panela do caldo; porque as não conheciam. Vers.39.
É contraditório colocar algo que é tóxico dentro de uma panela de comida saudável. Essa panela pode significar a igreja. Infelizmente tem lideres que não estão vigiando e o mal está se instalando dentro da igreja; há igrejas que suas doutrinas estão contaminadas com parra bravas; e isso tem prejudicado a saúde espiritual da igreja. Essa erva venenosa pode atrofiar a vida de comunhão com Deus, dos crentes, e até mesmo levar a morte espiritual. O apóstolo Paulo orientando ao pastor Timóteo disse: Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto,  te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem. 1Tm.4.16.

4. A  FALTA  DE  CONHECIMENTO.

E veio e as cortou na panela do caldo; porque as não conheciam. Vers.39b.
Os que colheram as ervas venenosas e colocaram na panela, não fizeram por maldade; e sim por falta de conhecimento. A falta de conhecimento tem levado muitos à destruição. A palavra de Deus diz: O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento (Os.4.6). Por falta do verdadeiro conhecimento da palavra de Deus, muitos que se dizem lideres espirituais, tem levado as pessoas ao erro e ao engano, vivendo em um mundo de fantasias e cheio de uma falsa prosperidade. Mas a palavra de Deus nos recomenda: Conheçamos e prossigamos em conhecer o SENHOR. Os.6.3.

5. O  GRITO.

 Assim, tiraram de comer para os homens. E sucedeu que, comendo eles daquele caldo, clamaram e disseram: Homem de Deus, há morte na panela. Não puderam comer. Vers.40.
Quem tem o conhecimento e discernimento das coisas, percebe logo o mal, e dá o grito de alerta. Aqueles homens quando perceberam que havia morte na panela, gritaram avisando a Eliseu, para que não comessem. É necessário que haja homens e mulheres de Deus, para discernir onde está o mal, e dá o grito de alerta. Infelizmente estamos vendo muitas coisas contraditórias na igreja, que chegam até a distorcer as doutrinas ortodoxa da fé cristã. É preciso que os profetas de Deus clamem, gritem e denunciem o mal, antes que o prejuízo seja devastador. Porque a morte subiu pelas nossas janelas e entrou em nossos palácios, para exterminar das ruas as crianças e os jovens das praças. Jr.9.21.

6. A  PROVIDÊNCIA.

Porém ele disse: Trazei, pois, farinha. E deitou-a na panela e disse: Tirai de comer para o povo. Então, não havia mal nenhum na panela. Vers.41.
A panela estava contaminada com o tóxico da parra brava, mas nem por isso o profeta ordenou que jogassem fora o caldo. Ele colocou farinha na panela e o mal foi desfeito. A farinha representa Jesus e a sua palavra, é preciso disposição e coragem para desfazer o mal. O Espírito Santo está procurando homens e mulheres de Deus, que tenham coragem de colocar farinha (a palavra de Deus) na panela contaminada.  A palavra de Deus nos diz: O profeta que teve um sonho, que conte o sonho; e aquele em quem está a minha palavra, que fale a minha palavra, com verdade. Que tem a palha com o trigo? _ diz o SENHOR. Não é a minha palavra como fogo, diz o Senhor, e como um martelo que esmiúça a penha? Jr.23.28,29.

CONCLUSÃO:
A parra brava que contaminou o caldo que havia na panela é uma realidade que acontece em nossos dias. Infelizmente o inimigo tem conseguido misturar um veneno letal no meio do povo de Deus, trazendo inovações, modismo, mundanismo e heresias camufladas de verdade. Antigamente se dizia que o inimigo vinha de sapatinhos de lã para não ser percebido; hoje ele está entrando de tamancos em muitas igrejas e muitos não estão percebendo. O povo de Deus está precisando de discernimento e visão espiritual para perceber o mal, e não deixar que ele prevaleça.