segunda-feira, 25 de março de 2013

O PODER DA MÚSICA.

Texto básico: E aconselhou-se com o povo e ordenou cantores para o SENHOR, que louvassem a majestade santa, saindo diante dos armados e dizendo: Louvai o SENHOR, porque a sua benignidade dura para sempre. E, ao tempo em que  começaram com júbilo e louvor, o SENHOR pôs emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá e foram desbaratados. 2Cr.20.21,22.

Introdução: A música teve a sua origem no céu, e está em toda a bíblia. Fica subentendido na bíblia, que Lúcifer, o Querubim ungido, era regente da orquestra angelical, e que a música teve sua origem a partir dele. Mas por causa do seu orgulho e por ter se rebelado contra Deus, ele perdeu a sua posição privilegiada. Is.14.11-15. Ez.28.11-19. No gênesis, a bíblia nos dá a entender que Jubal foi o primeiro homem a ter contato com a música, e este foi o pai de todos os que tocam harpa e orgão (Gn.4.21). Daqui por diante nós vamos ver Moisés, Daví, Asafe e tantos outros músicos e cantores, louvando a Deus com a música. A música estar presente em toda a bíblia. Lemos um fato interessante, quando Jesus estava reunido com os seus discípulos, comemorando a páscoa e instituindo uma nova aliança, no final da celebração ele cantou um hino. E, tendo cantado um hino, sairam para o monte das Oliveiras (Mt.26.30).

O QUE É A MÚSICA?
É a arte de combinar os sons de maneira lógica e coerente, onde se propicia um contexto sonoro rico em significados. A linguagem musical transcende as palavras, sendo originada a partir da combinação de sons e pausas (silêncio) ao longo de uma linha de tempo. Assim, música definitivamente não é letra. As letras em músicas cantadas são artifícios associados à música, que procuram tornar óbvio o significado da mesma.

PARA QUE SERVE A MÚSICA?
A música serve para louvar, elogiar, engrandecer e exaltar a alguém ou alguma coisa. Isto se dá através da letra, pela harmônia, melodia e ritmo, que são os componentes da música. A música muitas vezes é usada para fazer apologia a certas coisas e ideologias que não são benéficas à sociedade.

O PODER DA MÚSICA.
A música tem o poder de despertar e manifestar diversos sentimentos na vida das pessoas que a ouvem, como por exemplo: Alegria, tristeza, arrependimento, amor, ódio e outros afetos da alma, isso dependendo do conteúdo da letra que a acompanha. Já houve casos que pessoas ficaram perturbadas com a letra e o ritmo de uma música, fazendo dela um mantra em suas mentes, levando-as a praticar homicídios e até mesmo o suicídio. A música tem o poder de mudar o comportamento das pessoas e revolucionar toda uma sociedade. Desde as épocas mais remotas a música teve a sua influência na sociedade, e com o passar dos tempos ela veio evoluindo em seus vários seguimentos musicais. A música tornou-se a cultura mais popular do planeta, e vem sendo desenvolvida em várias modalidades e ritmos. A verdade é que a música tem grande poder de influência no mundo, e é difícil imaginar o mundo sem a música.

O PODER DE DEUS EM AÇÃO ATRAVÉS DA MÚSICA.

A vitória do rei Josafá. Com os cantores e musicos a frente do seu exército. 2Cr.20.21,22.

A vitória de Gideão e seus 300 homens. Com buzinas, cântaros e tochas. Jz.7.

A queda dos muros de Jericó e a destruição da cidade. Com sete sacerdotes tocando sete buzinas, dando sete voltas, e o grito do povo. Js.6.

Daví tocava harpa, e o espírito mau se retirava de Saul. 1Sm.16.23.

O profeta Eliseu recebe inspiração através da música e profetiza. 2Rs.3.14,15.

Um grande terremoto abala o cárcere. Com Paulo e Silas cantando. At.16.

COMO DEVEMOS LOUVAR A DEUS.

Falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração (Ef.5.19).

Através da música.       Com a nossa voz ou instrumentos musicais.
Através dos salmos.      Pela da palavra de Deus.
Através de hinos.          Que exaltem o nome do SENHOR.
Através da nossa vida.  Com atitudes digna de um verdadeiro servo de Deus.

POR QUE DEVEMOS LOUVAR A DEUS?

Por que ele é digno.
Grande é o SENHOR e mui digno de louvor na cidade do nosso Deus, no seu santo monte (Sl.48.1).

Por que ele habita no meio dos louvores.
Porém tu és Santo, o que habitas entre os louvores de Israel (Sl.22.3).

Por que ele é bom.
Louvai ao SENHOR! Louvai ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua benignidade é para sempre (Sl.106.1).

COMO DEVE SER O LOUVOR  PARA DEUS.

Com os lábios.
Porque a tua benignidade é melhor do que a vida; os meus lábios te louvarão. Sl.63.3.

Com o coração.
Eu te louvarei, SENHOR, de todo o meu coração; na presença dos deuses a ti cantarei louvores. Sl.138.1.

Com inteligência.
Pois Deus é o rei de toda a terra; cantai louvores com inteligência. Sl.47.7.

Com alegria.
A minha alma se fartará, como de tutano e de gordura; e a minha boca te louvará com alegres lábios. Sl.63.5.

Com gratidão.
Cantai ao SENHOR em ação de graças; cantai louvores ao nosso Deus sobre a harpa. Sl.147.7.

Constantemente.
Por ti tenho sido sustentado deste o ventre; tu és aquele que me tiraste do ventre da minha mãe; o meu louvor será para ti constantemente. Sl.71.6.

Progressivamente.
Mas eu esperarei continuamente e te louvarei cada vez mais. Sl.71.14.

Em todo o tempo.
Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca. Sl.34.1.

Conclusão: A música na igreja tem por finalidade glorificar a Deus e cumprir os seus propósitos.

sexta-feira, 22 de março de 2013

PROFETIZANDO NO VALE DE OSSOS SECOS.

Veio sobre mim a mão do SENHOR; e o SENHOR me levou em espírito, e me pôs no meio de um vale que estava cheio de ossos, e me fez andar ao redor deles; e eis que eram mui numerosos sobre a face do vale e estavam sequíssimos. E me disse: Filho do homem, poderão viver estes ossos? E eu disse: Senhor JEOVÁ, tu o sabes. Então, me disse: Profetiza sobre estes ossos e diz-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR. Assim diz o Senhor JEOVÁ a estes ossos: Eis que farei entrar em vós o espírito, e vivereis. E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vós estenderei pele, e porei em vós o espírito, e vivereis, e sabereis que eu sou o SENHOR. Então, profetizei como se me deu ordem; e ouve um ruído, enquanto eu profetizava; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se juntaram, cada osso ao seu osso. E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima;  mas não havia neles espírito. E ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e diz ao espírito: Assim diz o Senhor JEOVÁ: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como ele me deu ordem; então, o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército grande em extremo (Ez.37.1-10).

O profeta Ezequiel, foi comissionado por Deus para repreender Israel no cativeiro por causa de seus muitos pecados, e de suas constantes dureza e rebelião contra Deus, e contra a sua palavra. Ezequiel é  levado cativo para a Babilônia por volta do ano 597 a.C. Ele profetizou 22 anos, falando a todos sobre o julgamento e a salvação de Deus, conclamando-os ao arrependimento e à obediência. Das muitas visões que Deus deu a Ezequiel, a visão do vale de ossos secos é uma das que mais se destaca, por ela mostrar o amor de Deus pela nação de Israel, falando de uma restauração espiritual, social e política, de uma completa restituição das suas terras e do retorno total da nação de Israel. Esta visão do vale de ossos secos está diretamente vinculada a Israel, todavia pode ser aplicada à igreja no sentido de um grande avivamento e restauração da vida espiritual do povo de Deus.

O QUE É UM VALE?
Um vale é um acidente geográfico cujo tamanho pode variar de uns poucos a centenas ou mesmo milhares de quilômetros quadrados de área. É tipicamente uma área de baixa altitude cercada por áreas mais altas, como montanhas ou colinas. Ezequiel foi levado em espírito pelo SENHOR, há um vale terrível, onde havia muitos ossos secos, era como se fosse um cemitério todo escavado. Este vale de ossos secos que Deus mandou Ezequiel profetizar para que estes se juntassem e voltassem a viver, simbolizava o estado espiritual da nação de Israel. Ele profetizou mas não estava entendendo; então o SENHOR lhe disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel; eis que dizem: Os nossos ossos se secaram, e pereceu a nossa esperança; nós estamos cortados (Ez.37.11).

TRÊS LIÇÕES DE DEUS NO VALE DE OSSOS SECOS.

1. Mostrar o estado espiritual da nação de Israel.

Por causa das suas desobediências, Deus permitiu que o seu povo fosse levado para o cativeiro pelo rei da Babilônia, para que ali eles aprendessem muitas lições e reconhecessem o seu estado espiritual diante dele.
Os ossos secos representavam o estado espiritual dos judeus no cativeiro; eles estavam dispersos e mortos espiritualmente. Ezequiel sentia que falava com os mortos quando pregava para os exilados, porque eles raramente respondiam à sua mensagem. Mas, na visão, os ossos responderam. E da mesma maneira que Deus trouxe a vida aos ossos, ele traria a vida novamente para o seu povo, que estava espiritualmente morto. Os ossos secos representavam a condição de morte espiritual do povo. Uma igreja pode parecer uma pilha de ossos secos, espiritualmente morta, sem esperança de vida. Mas assim como Deus mostrou a condição espiritual de Israel ao profeta, e prometeu restaura-los; assim também ele nos ensina que, uma igreja morta ou aquela que se encontra em uma UTI espiritual, ele pode e quer restaura-lhe a vida. De fato Deus está trabalhando, chamando seu povo de volta ao altar e dando vida às igrejas espiritualmente mortas. É tempo de despertar.

2. Mostrar a sua soberania.

Diz o texto sagrado: Assim diz o Senhor JEOVÁ a estes ossos: Eis que farei entrar em vós o espírito, e vivereis. E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vós estenderei pele, e porei em vós o espírito, e vivereis, e sabereis que eu sou o SENHOR (Ez.37.5,6). O povo havia perdido a esperança, eles estavam oprimidos pelo rei da Babilônia, estavam debilitados, sem forças, e sem condições de reagir. Mas Deus não iria de deixa-los entregue a sua própria sorte, ele haveria de restaurar-lhes, não só espiritualmente, mas socialmente e politicamente, e mostrar para todos que ele é o soberano SENHOR em toda terra. Observe que a expressão, e sabereis que eu sou o SENHOR, se repete por três vezes neste capitulo 37 do livro de Ezequiel, nos versículos: 6,13,14. O propósito de Deus era mostrar a sua soberania e fazê-los entender que ele é o SENHOR. Isto está melhor declarado no capitulo 36 que diz: E vos tomarei dentre as  nações, e vos congregarei de todos os países, e  vos trarei para a vossa terra. Então, espalharei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundicias e de todos os vossos ídolos vos purificarei. E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei o coração de pedra da vossa carne e vos darei um coração de carne. E porei dentro de vós o meu espírito e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos e os observeis. E habitareis na terra que dei a vossos pais, e vós sereis por povo, e eu vos serei por Deus. Então, saberão as nações que ficarem de resto em redor de vós que eu, o SENHOR, tenho reedificado as cidades destruídas e plantado o que estava devastado; eu, o SENHOR o disse e o farei. Ez.36.24-28,36. Uma parte desta profecia já teve seu cumprimento em 1948, quando o estado de Israel veio a ser reconhecido pela ONU como nação. Depois deste acontecimento, grande número de judeus estão retornando à sua pátria. Porém o real cumprimento desta profecia na sua totalidade, só acontecerá no milênio.

3. Mostrar que Ele faz o impossível acontecer.

Quando o SENHOR levou Ezequiel para lhe mostrar um vale cheio de ossos secos, o profeta ficou assombrado com aquela visão; ao seu ver era impossível que aqueles ossos que estavam sequíssimos viessem a ajuntar-se pondo-se cada um na sua juntura e criassem nervos, e crescessem carne e pele, ficando assim corpos completos e entrassem neles o espírito, e vivessem. Mas, Deus quiz mostrar a Ezequiel, e para toda a nação de Israel, que quando ele quer, ele realiza. Aquilo que aos olhos humanos é impossível, para ele é possível. Deus mandou Ezequiel profetizar para os ossos que estavam sequíssimos, e depois que ele profetizou, ele disse: Então, profetizei como se me deu ordem; e houve um ruído, enquanto eu profetizava; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se juntaram, cada osso ao seu osso. E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles espírito. E ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e diz ao espírito: Assim diz o Senhor JEOVÁ: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como ele me deu ordem; então, o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército grande em extremo. Aleluia! Isto não é um filme de ficção científica feito pelo famoso cineasta e produtor Steven Spielberg, isto é o poder do DEUS el-shaddai, aquele que é todo poderoso, o qual vivifica os mortos e chama à existência as coisas que não existem. Rm.4.17. Porque para Deus nada é impossível (Lc.1.37).
Se Deus mandou descer ao vale, obedeça, desce ao vale e profetiza. Não importa a sua situação, ainda que pareça impossível, Deus é poderoso para reverter a situação e transformar o imprestável em algo de muita utilidade e valor. Depois do vale Deus vai te honrar no monte. Amém!

segunda-feira, 18 de março de 2013

GERAÇÃO AVIVADA.

Texto básico: Assim, Salomão acabou a casa do SENHOR e a casa do rei, e tudo quanto Salomão intentou fazer na casa do SENHOR e na sua casa, prosperamente o efetuou. E o SENHOR apareceu de noite a Salomão e disse: Ouvi tua oração e escolhi para mim este lugar para casa de sacrifício. Se eu cerrar os céus, e não houver chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar a peste entre o meu povo; e se o meu povo, que se chama pelo seu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. 2Cr.7.11-14.

Introdução: Deus prometeu a Salomão, que ouviria o seu povo, perdoaria os seus pecados, e sararia sua terra da infertilidade. Porém, seria necessário um total quebrantamento, caso contrario não haveria resposta e o povo continuaria sofrendo. Deus quer o seu povo quebrantado diante dele. Esta palavra quebrantado, vem do verbo quebrantar, significa enfraquecido, abatido, debilitado, sem forças, rendido. A nossa total dependência a Deus, move o seu coração e ele nos socorre, nos defende e nos salva. Daví, foi um homem de coração quebrantado diante de Deus, sendo perseguido, invejado e rejeitado, mas diante das suas experiências ele disse: Busquei ao SENHOR, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas. Perto está  o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito (Sl.34.4,19,18). O SENHOR diz através do profeta Isaías, que ele olha e habita com o abatido de espírito, que treme diante da sua palavra (Is.57.15. 66.1,2). Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus (Sl.51.17). Uma geração avivada é uma geração de quebrantados.

AS ATITUDES DE UMA GERAÇÃO AVIVADA:

1. SE HUMILHAR.

A arrogância, a soberba, a presunção e a altivez, não podem fazer parte da vida de uma pessoa que tem o coração quebrantado diante de Deus. Vivemos uma época em que a verdadeira humildade está quase em extinção; muitos não querem se humilhar diante de Deus nem tão pouco diante dos homens, quando é preciso. A soberba e a altivez de espírito, já tomou conta de muitos corações, e com isso não há mais lugar para o Espírito Santo operar. É preciso que haja um total quebrantamento, é necessário que o rei chamado ego morra, para que a glória de Deus apareça. Na bíblia não existem promessas de bençãos para os exaltados, e sim para os humildes; a palavra de Deus diz: Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte (1Pe.5.6). E mais: Deus resiste aos soberbos, dá, porém, graça aos humildes (Tg.4.6). A geração dos avivados é uma geração humilde.

2. ORAR.

A oração é indispensável na vida daqueles que vivem uma vida de quebrantamento diante de Deus. Orar é necessário, oração nunca é demais, tem pessoas que só oram a Deus, de acordo com as suas conveniências. Mas precisamos orar a Deus, em todo tempo, com o coração quebrantado e uma devoção sincera e total dependência dele. Infelizmente essa palavra oração, já não é bem aceita por muitos em muitas igrejas, e as pessoas parecem não ter tempo para orar, tem tempo pra tudo, menos para orar. Eu estive lendo uma matéria sobre oração, e havia um comentário que dizia o seguinte: O diabo ri da nossa sabedoria, zomba das nossas pregações, despreza os nossos títulos e status; mas ele teme e treme diante de uma igreja  de joelhos. Uma igreja quebrantada através da oração, é uma igreja que tem menos problemas. Não vai adiantar os atalhos, inventando formulas mágicas e inovações para tentar resolver os problemas, o caminho é o da oração. O apóstolo Paulo nos ensina, dizendo: Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos (Ef.6.18). Orai sem cessar (1Ts.5.17). A geração que ora, é uma geração avivada.

3. BUSCAR A FACE DO SENHOR.

Buscar a face do SENHOR, nos fala de uma intimidade profunda com Deus, de uma aproximação e um relacionamento sério com ele. É necessário uma entrega total da nossa parte em relação a Deus, a bíblia diz, chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. O salmista disse: Mas, para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no SENHOR Deus, para anunciar todas as tuas obras (Sl.73.28). Infelizmente, fazemos parte de uma geração que vive numa busca desenfreada pelas coisas materiais, priorizando e dando mais valor as coisas terrenas, do que as de Deus. Mas a bíblia nos diz: Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus (Cl.3.1-3). A geração avivada, está preocupada em buscar a face do SENHOR.

4. SE CONVERTER DOS SEUS MAUS CAMINHOS.

Muitas vezes nem tudo está convertido em nossas vidas, as vezes estamos trilhando caminhos que não agradam a Deus, não é preciso está desviado da igreja, para está andando em maus caminhos. Existem pessoas que são crentes, estão na igreja, carregam a bíblia, usam gravatas, são pregadores, são cantores e até lideram; mas estão em caminhos que não agradam a Deus, e precisam se converter. Pedro estava há um bom tempo no colégio apostólico aprendendo com Jesus, mas ainda estava deficiente em relação a sua vida com Deus, ao ponto de Jesus lhe dizer: E tu, quando te converteres, confirma teus irmãos (Lc.22.32b). As vezes nós não estamos totalmente convertidos, esta palavra conversão significa uma mudança atitude, um retorno ao lugar certo, é reconhecer que está percorrendo um caminho errado e voltar para direção correta. O apóstolo Tiago, escrevendo em sua epístola universal nos diz: Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração. Senti as vossas misérias, e lamentai, e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo, em tristeza. Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará (Tg.4.8-10). A geração dos avivados, procuram se quebrantar diante de Deus e não resistem e nem medem forças para tentarem se justificar diante de Deus, mas se rendem e se entregam de todo coração ao SENHOR. Aleluia! Que esta geração avivada, permaneça na presença do SENHOR, para continuar influenciando a geração dos pecadores, e levá-los à Jesus Cristo. Amém!

segunda-feira, 11 de março de 2013

OS TRÊS MOVER DE DEUS.

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não será abalada; Deus a ajudará ao romper da manhã. As nações se embraveceram; os reinos se moveram; ele levantou a sua voz e a terra se derreteu. O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. Vinde, contemplai as obras do SENHOR; que desolações tem feito na terra! Ele faz cessar as guerras até o fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo. Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre as nações; serei exaltado sobre a terra. O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. Sl.46.1-11.

Deus não é um ser inanimado, inerte, que não se move; Deus é ativo, dinâmico e está sempre em atividade; em toda a bíblia nós vamos perceber que ele está sempre em atividade. Encontramos nos primeiros versículos da bíblia, no livro de gênesis, que diz: No princípio, criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas (Gn.1.1,2). Deus está no governo, Deus está no comando e no controle de todas as coisas. O mundo não está entregue nas mãos de um Deus impessoal, nem a sua própria sorte; mas está nas mãos de um Deus que trabalha para sustentação, provisão e preservação de todas as coisas. Os escribas e fariseus, censuraram e perseguiram Jesus, para matá-lo, porque ele havia curado um homem no sábado. Jesus falou pra eles, que o trabalho do seu pai, e o seu trabalho, não terminam no sétimo dia. Ele disse: Meu pai trabalha até agora, e eu trabalho também (Jo.5.17). No livro do profeta Isaías, está escrito, que Deus, nem se cansa, nem se fatiga (Is.40.28), e também, que ele trabalha pelo seu povo que nele espera (Is.64.4). Por isso o salmista, louvou, exaltando a grandeza de Deus, dizendo: Deus é, Deus está, Deus faz.

1. DEUS É.

Refúgio.

Lugar onde alguém se refugia; abrigo, amparo. Lugar para o qual se foge para escapar a um perigo. A bíblia diz: E será aquele varão como um esconderijo contra o vento, e como um refúgio contra a tempestade, e como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta (Is.32.2). O nosso refúgio está no nome do SENHOR. No livro de provérbios, está escrito: Torre forte é o nome do SENHOR; para ela correrá o justo e estará em alto retiro. Pv.18.10.

Fortaleza.

Lugar fortificado, lugar seguro. Qualidade de quem é forte. A palavra de Deus, nos diz: O SENHOR é bom, uma fortaleza no dia da angústia, e conhece os que confiam nele (Na.1.7).
As fortalezas humanas são falhas e podem ser destruídas, mas o Deus de Jacó, é a fortaleza indestrutível. A bíblia diz: Eis que o Senhor Jeová virá como o forte, e o seu braço dominará; eis que o seu galardão vem com ele, e o seu salário, diante da sua face. Is.40.10.
 
Socorro bem presente na angústia.

Socorro significa, ajuda, auxílio. É interessante perceber a expressão bem presente. Isto significa dizer, uma ajuda bem assistida e calorosa, da parte daquele que está presente. O código SOS de socorro é conhecido no mundo inteiro e serve para pedir ajuda em qualquer idioma. Os socorros da terra estão sujeitos a falhas e atrasos, mas o socorro de DEUS, nunca falha, ele está sempre presente. A bíblia diz: O SENHOR te ouça no dia da angústia; o nome do Deus de Jacó te proteja. Envie-te socorro desde o seu santuário e te sustenha desde Sião. Sl.20.1,2.

2. DEUS ESTÁ.

Presente.

O santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não será abalada. O apóstolo João, na visão que teve na ilha de Patmos, viu Jesus andando no meio dos sete castiçais de ouro, que é a sua igreja. Ele disse: E eis que estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Mt.28.20b.

Ajudando.

Deus a ajudará ao romper da manhã. Deus tem prazer em ajudar os seus filhos. A palavra de Deus nos diz: Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te esforço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça (Is.41.10). O salmista Daví, nos diz: Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida; o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Sl.30.5).

Pelejando.

As nações se embraveceram; os reinos se moveram; ele levantou a sua voz e a terra se derreteu. Não adianta os povos se embravecerem, nem os reinos virem contra o povo de Deus; ele levanta a sua voz, e destrói a todos. Porque O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. Ele é a nossa defesa e está pelejando por nós. Está escrito: O SENHOR pelejará por vós, e vos calareis (Ex.14.14). Assim diz o SENHOR: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, senão de Deus (2Cr.20.15). Toda ferramenta preparada contra ti, não prosperará (Is.54.17).

3. DEUS FAZ.

Cessar as guerras.

Ele faz cessar as guerras até o fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo. E ele ainda quebra o braço de Faraó para ele não guerrear. Filho do homem, eu quebrei o braço de Faraó, rei do Egito, e eis que não lhe aplicarão emplastos, nem lhe porão ligaduras para o atar, para o esforçar, para que pegue da espada. Ez.30.21.

Todos ficarem quietos.

Ele diz: Aquietai-vos. Quando a guerra termina e chega a paz, a calma vem como uma brisa inundando os corações. No momento que os filhos de Israel, estavam em grande inquietação, Moisés lhes disse: Não temais; estai quietos e vede o livramento do SENHOR, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais vereis para sempre. O SENHOR pelejará por vós, e vos calareis. Ex.14.13,14.

Todos saberem que ele é Deus.

Faraó no Egito era considerado o Senhor e adorado como um deus, e os povos ainda não conheciam o Deus verdadeiro. Na saída dos filhos de Israel do Egito, Deus disse a Moisés, que fizesse o povo voltar e seguir pelo caminho do mar, para que ele fosse glorificado em Faraó, e todos os egípcios soubessem que ele é o SENHOR. Ex.14.1-4.
             

quinta-feira, 7 de março de 2013

A IMPORTÂNCIA DA MULHER NA BÍBLIA E NA HISTÓRIA

E disse o SENHOR  Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjuntora que esteja diante dele. Então, o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar. E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou a mulher; e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. Gn.2.18,21-24.

Depois de Deus ter criado os céus, a terra e o mar, e formado todos animais do campo e todas aves dos céus e todos os peixes do mar; ele também formou o homem do pó da terra, para ser o administrador da sua criação. E Adão pôs os nomes de todos os animais e de todas aves dos céus, e ele percebeu que todos eles tinham o seu par, porém ele se encontrava só. Vendo Deus a sua solidão, disse: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjuntora que esteja como diante dele. Aqui nós vamos perceber a importância da mulher: Se Deus não tivesse formado a mulher, a humanidade não existiria, e Adão iria morrer na solidão. A mulher não é menos importante pelo fato de ter sido criada depois do homem, pelo contrario, ela veio de forma especial para completar o homem, sendo a sua adjuntora e assistente. A sociedade machista diz: A mulher deve sempre fica em baixo (em segundo plano), mas é interessante notar que, Deus não tirou a mulher dos pés do homem, para ela não ser a sua escrava; também não tirou da sua cabeça, para ela não ser superior ao homem; mas, ele tirou das suas costelas, do seu lado, para que ela seja a sua ajudadora e parte que lhe completa. Aqui entendemos que, um faz parte do outro, diz a bíblia: Ambos são uma carne. Portanto, entre o homem e a mulher deve haver uma cumplicidade, uma concordância, uma compreensão mutua, dando o homem a mulher todo respeito e carinho que ela merece.

A MULHER NO PLANO DE DEUS PARA HUMANIDADE.

Depois que o pecado entrou no mundo, pelo ato de desobediência de Adão e Eva, a maldição do pecado passou a todos os homens, e todos ficaram sentenciados a morte e perdição eterna. Mas Deus que é riquíssimo em misericórdia, já havia na sua preciência determinado a morte do cordeiro, antes da fundação do mundo, e prometeu que da descendência da mulher, viria o redentor da humanidade. Esta foi a primeira promessa da vinda do redentor, registrada no livro de gênesis, que diz: E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e o seu descendente, este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar (Gn.3.15). Eis ai o motivo da mulher ser tão desprezada, perseguida e odiada por um sistema social machista, que é inspirado e controlado pelo maligno. Deus decidiu torna-se homem e vir ao mundo nascendo de uma mulher. A promessa é renovada mais uma vez, através do profeta Isaías, que profetizou 700 anos, antes de Jesus nascer da virgem: Portanto, o mesmo Senhor vos dará um sinal: A virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel (Is.7.14). A mulher foi o instrumento que Deus usou para trazer a salvação para a humanidade. O apóstolo Paulo escrevendo aos gálatas diz: Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu filho, nascido de mulher, nascido sob a lei para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos (Gl.4.4). Plenitude dos tempos, significa dizer, o tempo completo e perfeito de Deus, para o cumprimento da promessa. O tempo da promessa que Deus fez no Éden, até o seu cumprimento foi de quatro mil anos, e durante esses  quatro milênios, Deus escolheu mulheres de várias classes sociais e nações, para fazerem parte da genealogia de Jesus Cristo. Dessas mulheres, quatro se destacam pelo fato de serem julgadas indignas aos olhos humanos, são elas: Tamar. Foi nora de Judá, estando ela viúva, o enganou, fingindo ser prostituta, teve relações sexuais com o seu sogro, do qual teve dois filhos, Perez e Zerá, os quais fazem parte da genealogia de Jesus. Raabe. Ela foi uma meretriz da cidade de Jericó, pertencia a um povo estrangeiro, de uma nação pagã, mas Deus não faz acepção de pessoas, ele a escolheu, e ela casou-se com Salmom, e foi mãe de Boaz, que foi um ancestral de Daví, tornando-se assim uma ascendente, da linhagem de Jesus Cristo. Rute. Foi uma moabita, pagã, que viveu na época dos juízes de Israel, sendo ela a personagem principal de um dos livros da bíblia. Ela veio a ser esposa de Boaz, e mãe de Obede, avô de Daví, da linhagem de Jesus. Bate-seba. Pertencia a nação de Israel, era esposa de Urias, soldado do exército de Daví, traiu seu marido, deitando-se com o rei Daví, do qual teve um filho por nome de Salomão, sendo ela também uma ascendente da linhagem de Jesus Cristo. Enquanto as pessoas gostam de julgar e discriminar, principalmente as mulheres, Deus na sua soberania, elegeu quem ele quiz, não discriminando nem fazendo acepção de pessoas. Porque com ele estar o perdão e a misericórdia, para dá a quem ele quer e lhe apraz.

MULHERES NA BÍBLIA QUE SE DESTACARAM PELAS SUAS QUALIDADES.

A bíblia não é um livro machista, onde só o homem se destaca. Lemos na bíblia, que Deus se utilizou de várias mulheres para cumprir os seus propósitos. Temos registros na bíblia de mulheres que foram usadas por Deus, e fizeram a diferença em uma época que os costumes e a cultura não lhes eram favoráveis. Entre muitas mulheres que se destacaram na história, por suas qualidades e caráter, iremos citar algumas.

MARIA.

Maria que foi a mãe do nosso Salvador Jesus Cristo, foi uma mulher agraciada por Deus, recebendo de Deus a missão de gerar em seu ventre, por obra e graça do Espírito Santo uma criança que seria o Salvador da humanidade. Ela era uma serva do Senhor e procurava guardar a palavra de Deus em seu coração, ela viveu em uma época em que não havia mais profetas em Israel para transmitir uma mensagem de Deus para o povo, havia cessado a inspiração profética e Deus se manteve em silêncio durante 400 anos. A bíblia diz: Não havendo profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é bem-aventurado (Pv.29.18). Maria foi uma das remanescente de Israel que guardou a lei (a palavra de Deus), e foi bem-aventurada (feliz) por se manter fiel a Deus. Ela recebeu uma saudação ímpar vinda do céu, quando o anjo Gabriel lhe apareceu e lhe falou as seguintes palavras: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres (Lc.1.26-28). Maria foi uma mulher que marcou a história para sempre, ainda hoje ela é admirada, respeitada e idolatrada por muitos.

DÉBORA.

Era profetisa e juíza em Israel. Uma líder estrategista e destemida, seu nome significa abelha e designa uma pessoa que possui uma força de vontade excepcional. Os filhos de Israel, estavam subjugados por Jabim, rei de Canaã, e por vinte anos eles foram oprimidos. Sísera que era o capitão do exército, era temido por causa do seu grande e forte exército que comandava. E Débora, mulher profetisa, mulher de Lapidote, julgava a Israel naquele tempo. Ela chamou a Baraque, e disse: O SENHOR, Deus de Israel, deu ordem dizendo: Vai, e atrai gente ao monte Tabor, e toma contigo dez mil homens, e atrairei a ti a Sísera, capitão do exército de Jabim, com seus carros e com a sua multidão, e o darei na tua mão. Então, ele disse: Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei. Baraque, era um líder medroso e não acreditava que Deus destruiria o exército inimigo. Débora lhe disse: Certamente irei contigo, porém não será tua a honra. Eles foram, e Deus deu a vitória, todo o exército de Sísera foi destruído; e Sísera fugiu e entrou  na casa de uma mulher chamada Jael, a qual lhe deu leite em vez de água, estando ele muito cansado, dormiu, e ela o matou. Deus honrou a coragem de duas mulheres, e deu uma grande vitória ao seu povo. Jz.caps.4,5.

RUTE.

Era uma estrangeira da terra de Moabe, que viveu na época dos juizes de Israel, casou-se com um dos filhos de Noemi; tendo Noemi dois filhos, veio de Belém, peregrinar na terra de Moabe, e morrendo seu marido e seus filhos, Noemi resolve voltar para Belém, e Rute mesmo não tendo mais vínculo familiar, insistiu em voltar com ela para a terra de Israel. Estando em Israel, Rute passou a viver de acordo com os costumes da terra. Noemi tinha um parente chamado Boaz, o qual casou-se com Rute, que apesar de ser uma moabita pagã, perseverou em seguir a sua sogra e disse: Não me instes para que te deixe e me afaste de ti; porque, onde quer que pousares à noite, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus (Rt.1.16). Por causa da sua determinação e perseverança, Rute foi abençoada por Deus, e veio a fazer parte da genealogia de Jesus. 

ESTER.

Uma jovem judia, que estava entre os cativos, tornou-se a rainha da Pérsia, ao se casar com o imperador Assuero. Uma mulher corajosa e patriota, que lutou pela sobrevivência do seu povo, junto com o seu primo Mardoqueu, que mesmo arriscando a sua vida, não deixou que os intentos malignos de Hamã prevalecesse.
Esta mulher foi considerada uma heroína, mesmo estando em terra estranha ela não se dobrou ao sistema pagã daquele império, mas honrou o nome do seu Deus, o Deus de Israel.

ABIGAIL.

Abigail, nome hebraico, que significa fonte de alegria, era uma mulher prudente, sábia, humilde e temente a Deus. A bíblia declara que Abigail era um inteligente e formosa (1Sm.25.3). Nabal, seu marido era um homem rico e próspero, porém duro e maligno. A história dessa notável e extraordinária mulher de Deus, nos comove e nos traz um grande exemplo de prudência para todos nós nos dias atuais. Após o falecimento de Samuel, e o rei Saul ter sido rejeitado pelo Senhor, Davi foi escolhido por Deus para substituí-lo. Por esse motivo Saul queria matá-lo. Daí então Daví, o belemita, saiu da cidade e passou a habitar nas cavernas do deserto de Parã; acompanhado por um grupo de homens. O acampamento onde Daví estava, ficava próximo a fazenda de Nabal, que era um homem bem sucedido financeiramente. Diz a bíblia, que Daví mandou dez jovens ir ao encontro de Nabal, para lhe pedir alimentos, mas ele recusou em dar-lhe, e deixou os jovens voltar de mãos vazias. Pelo que Davi, muito se indignou, e na sua ira determinou junto com os seus quatrocentos homens, que lhe mataria e destruiria toda a sua casa. Um dos servos de Nabal, fez saber a Abigail, que seu marido havia negado alimentos a Davi. Pelo que ela saiu ao encontro de Daví, e procurou apaziguar a situação, dando a entender a Davi, que seu marido era um homem mau, tolo, sem entendimento, mas que ele perdoasse a sua atitude impensável, e que ela estava com bastante alimentos para suplemento dele e dos seus homens. Davi, louvou a sua atitude sábia e prudente e desistiu de matar o seu marido. Disse Davi: Bendito o SENHOR, Deus de Israel, que hoje te enviou ao meu encontro. Bendita seja a tua prudência, e bendita sejas tu mesma, por me teres impedido hoje de derramar sangue e fazer justiça com as minhas próprias mãos! (1Samuel.25.32,33). Passado alguns dias, quase dez dias, o SENHOR feriu Nabal, e este faleceu, e Daví, tomou Abigail por mulher. Daví não só atentou para sua formosura, e sim por ver nela qualidades espirituais que lhe destacava, além da sua beleza.

DORCAS.

Era uma discípula de Jesus, que morava em Jope, conhecida também pelo nome de Tabita, ela ficou conhecida em toda a cidade de Jope, pelo fato de ela ter o talento de tecer túnicas e vestidos, e de costurar para os pobres e necessitados. Diz a bíblia, que Dorcas, adoeceu e veio a morrer, e a notícia se espalhou por toda a Jope, e as mulheres chegando em sua casa, choravam inconsoladas, e mandaram chamar a Pedro. E, vindo ele, e vendo que havia muita gente chorando a sua morte, pediu que saíssem do quarto, e pôs-se de joelhos e orou; e voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. E ela ressuscitou. Dorcas, é uma das mulheres mais notável do novo testamento, ficou conhecida pelas suas obras e generosidade, além do seu bom testemunho, como serva de Jesus. At.9.36-42.

AS MULHERES QUE SE DESTACARAM NA HISTÓRIA.

Em São Petesburgo, em 1917, 200 mil mulheres que trabalhavam como tecelãs iniciaram uma greve por aumento de salário e pela saída da Rússia da primeira guerra mundial. O fato dará origem, dois anos depois, à comemoração do dia da mulher no mundo inteiro. A primeira comemoração, no Brasil, do dia internacional da mulher, foi em 1947, organizada por iniciativa do PCB, pela militante Alice Tibiriçá e pela ativista política feminista Nuta Barlet James.
Dentre muitas mulheres que se destacaram na história, citaremos algumas.

ANITA GARIBALDI.

Uma importante revolucionária do século XIX.

CATARINA, A GRANDE.

Reformou o império russo de acordo com os ideais iluministas.

JOANA DARC.

Uma camponesa que ajudou a França a vencer a Ingraterra na guerra dos cem anos.

RAINHA VITÓRIA.

Foi responsável pela aceleração industrial inglesa, pelo fim da escravidão no império britânico e por leis que ajudaram os trabalhadores.

RAINHA ELIZABETH.

Tornou-se uma das lideranças mais conhecidas da história pelas suas medidas políticas na Inglaterra e sua luta contra o catolicismo.

PRINCESA ISABEL.

Foi responsável pela libertação dos escravos no Brasil, quando assinou a lei áurea, em 13 de maio de 1888, dando o direito de liberdade aos escravos.

MARGARETH THATCHER.

Conhecida na época como a dama de ferro, foi primeira ministra na Grã-Bretanha, assumindo o poder por 11 anos.

RAINHA DE SABÁ.

A lendária e belíssima rainha de Sabá, cuja história é repleta de mistério. A parte conhecida de sua história está relatada no velho testamento, datadas no século 6 a.C., e em um dos livros do talmud judaico. Dentre todos os relatos a respeito da rainha de Sabá, o mais conhecido é o da Etiópia, o Kebra Nagat, do século 11 a.C. Segundo esse documento, ela teria assumido o trono com apenas 15 anos de idade, após a morte do seu pai.

CLEÓPATRA.

Conhecida como uma das mais famosas e intrigantes rainha do Egito. Conquistou generais romanos em busca de suas ambições políticas.

HATSHEPSUT.

Foi a primeira faraó (mulher) da história, conseguiu esse título após vencer muitos obstáculos. Após a morte de seu pai, o faraó Tutmés 1, Hatshepsut casou-se com seu meio-irmão, Tutmés 2, com apenas 17 anos de idade. Depois de quatro anos, seu marido e irmão faleceu, deixando como herdeiro do trono um filho que teve com uma concubina. Mas como o menino era muito jovem, Hatshepsut assumiu o poder e governou o Egito por 22 anos. 

A ORAÇÃO DA MULHER CRISTÃ.

SENHOR, dá-me de Raquel a virtude de fazer-me amar.
Dá-me de Joquebede o espírito de sacrifício e renuncia.
Dá-me de Débora, a solidariedade, a coragem e o estímulo.
De Rute, dá-me a dedicação e a bondade.
De Ana, dá-me a fé e a fibra para suportar e vencer.
Dá-me a astúcia de Mical, para usá-la no bem, não para o mal.
Como Abigail, faz-me sábia e mensageira da paz. 
Como Ester, que eu seja humilde e altruísta.
Como Maria, faz-me pura e bem-aventurada.
Como Isabel, capaz de regozijar-me com o bem alheio.
De Marta, dá-me a disposição para o trabalho.
E de Maria, o anseio espiritual.
Como Dorcas, a costureira, que eu seja útil aos necessitados.
E como Lídia, a hospedeira, que eu abra a porta ao que chega cansado.
Como a mulher samaritana, que eu corra a falar da salvação.
E como Eunice e Lóide, que eu ensine a tua palavra aos meus filhos. Amém.