sexta-feira, 25 de outubro de 2013

A SANTIDADE DE DEUS.

E os quatro animais tinham, cada um, respectivamente, seis asas e, ao redor e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-poderoso, que era, e que é, e que há de vir (Apocalipse, 4.8).

A santidade de Deus, é um dos seus atributos que mais lhe identifica, ela é inerente a sua pessoa. A dimensão da santidade de Deus, pode ser vista em três diferentes aspectos: 1. Deus é santo porque ele é único e está separado de toda a sua criação. 2. Deus é santo porque ele é puro e não pode ser atingido pelo mal. 3. Deus é santo, porque ele é, em sua essência e caráter, impecável. Isto significa dizer que, Deus não tornou-se santo, Ele sempre foi santo e nunca deixará de ser. Deus é santo, e tudo o que está relacionado a Ele é santo. Se não for deve ser, e se não é não serve para Deus. Na santidade de Deus Ele não aceita mistura; Ele disse: E ser-me-eis santos, porque eu, o SENHOR, sou santo e separei-vos dos povos, para serdes meus (Lv.20.26). Ser santo é está separado do pecado e viver para uso e serviço exclusivo de Deus. Está escrito: Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver (1Pe.1.15). A santidade de Deus é manifesta e revelada em toda a bíblia, é impossível alguém tentar desvincular Deus da sua santidade. A santidade de Deus nos causa temor, reverência e adoração.

TRÊS MANIFESTAÇÕES DA SANTIDADE DE DEUS:

Deus é Santo e a sua santidade não pode ser maculada, a sua santidade está acima de todos os conceitos de santidade humana, ela é inatingível e não pode ser superada por ninguém.

1. A SANTIDADE DE DEUS NA SARÇA.

E apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto e veio ao monte de Deus, a Horebe. E apareceu-lhe o Anjo do SENHOR em uma chama de fogo, no meio de uma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia. E Moisés disse: Agora me virarei para lá e verei esta grande visão, porque a sarça se não queima. E, vendo o SENHOR que se virara para lá a ver, bradou Deus a ele do meio da sarça e disse: Moisés! Moisés! E ele disse: Eis-me aqui. E disse: Não te chegues para cá; tira os teus sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa. Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus (Êxodo 3.1-6).
Passado quarenta anos, desde que Moisés havia fugido do Egito; estando ele no deserto de Midiã, apascentando as ovelhas de seu sogro Jetro, o Senhor Deus, decidiu revela-se para Moisés através de uma sarça pegando fogo. A santidade de Deus foi revelada mais uma vez. Ele, o Deus kadosh, que chama Moisés pelo seu nome e lhe santifica para ser o libertador do seu povo no Egito, disse a Moisés: Tira os sapatos dos teus pés, porque o lugar em estás é santo. Diz a bíblia que Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus. O impacto da santidade de Deus, causou em Moisés: Temor, reverência e adoração.

2. A SANTIDADE DE DEUS NO MONTE.

Então, Moisés desceu do monte ao povo e santificou o povo; e lavaram as suas vestes. E disse ao povo: Estai prontos ao terceiro dia; e não chegueis a mulher. E aconteceu ao terceiro dia, ao amanhecer, que houve trovões e relâmpagos sobre o monte, e uma espessa nuvem, e um som de buzina mui forte, de maneira que estremeceu todo o povo que estava no arraial. E Moisés levou o povo fora do arraial ao encontro de Deus; e puseram-se ao pé do monte. E todo o monte Sinai fumegava, porque o SENHOR descera sobre ele em fogo; e a sua fumaça subia como fumaça de um forno, e todo o monte tremia grandemente. E o som da buzina ia crescendo em grande maneira; Moisés falava, e Deus lhe respondia em voz alta (Ex.19.14-19). E todo o povo viu os trovões, e os relâmpagos, e o som da buzina, e o monte fumegando; e o povo, vendo isso, retirou-se e pôs-se de longe. E disseram a Moisés: Fala tu conosco, e ouviremos; e não fale Deus conosco, para que não morramos (Ex.20.18,19).
Deus, o kadosh de Israel, disse a Moisés, que Santificasse o povo e os levasse ao pé do monte, mantendo uma certa distância, porque se alguém tocasse no monte seria morto (Ex.19.20-25). A santidade de Deus, deixou o povo assombrado, e o povo temeu ouvir a voz de Deus. A presença do Deus santo, era tão forte no monte, que o monte fumegava e havia trovões e relâmpagos, e o som de buzina. Foi ali que o Deus santo, escreveu os dez mandamentos em duas tábuas de pedra, deu leis e estatutos ao seu povo.

3. A SANTIDADE DE DEUS NO TEMPLO.

No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo. Os serafins estavam acima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam o rosto, e com duas cobriam os pés, e com duas voavam. E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória. E os umbrais das portas se moveram com a voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça. Então, disse eu: Ai de mim, que vou perecendo! porque eu sou um homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios; e os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos. Is.6.1-5.
O profeta Isaías nos relata que quando orei Uzias morreu, ele viu ao SENHOR. O rei Uzias era seu tio, e Isaías tinha uma grande afinidade com ele; Isaías por fazer parte da família real, costumava viver uma vida de palácio, no palácio ele convivia com pessoas ímpias, que eram a elite da sociedade e tinha grande influência. Com a morte do seu tio, Isaías é tomado por um sentimento de tristeza, e ele vai ao templo em busca de consolo e conforto. No templo ele teve uma visão da glória e da santidade de Deus. Nesta visão ele é tomado por um sentimento de temor, reverência e adoração diante da santidade de Deus. Deus manifestou a sua santidade a Isaías, e a sua vida mudou a partir daquele dia. Dali por diante ele foi um crente e um profeta verdadeiramente consagrado ao SENHOR.

CONCLUSÃO:
Deus Santo, é único santificador. Ele nos chama, nos separa, e nos santifica para sermos exclusivos Dele. Para servir a Deus, não podemos ser santos e profanos ao mesmo tempo. Deus é santo e exigi santidade da parte daqueles que pertencem a Ele, e querem fazer a sua obra. Na sua palavra está escrito: Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor (Hebreus.12.14). Amém!

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

ABIGAIL, A MULHER PRUDENTE.

Então, Daví disse a Abigail: Bendito o SENHOR, Deus de Israel, que hoje te enviou ao meu encontro. Bendita seja a tua prudência, e bendita sejas tu mesma, por me teres impedido hoje de derramar sangue e fazer justiça com as minhas próprias mãos! 1Samuel.25.32,33.

Abigail, nome hebraico, que significa fonte de alegria, era uma mulher prudente, sábia, humilde e temente a Deus. Diz a bíblia, que Abigail era mulher inteligente e formosa (1Sm.25.3). Nabal, seu marido era um homem rico e próspero, porém duro e maligno. A história dessa notável e extraordinária mulher de Deus, nos comove e nos traz um grande exemplo de prudência para todos nós nos dias atuais. Após o falecimento de Samuel, e o rei Saul ter sido rejeitado pelo Senhor, Daví foi escolhido por Deus para substituí-lo. Por esse motivo Saul queria matá-lo. Daí então Daví, o belemita, saiu da cidade e passou a habitar nas cavernas do deserto de Parã; acompanhado por um grupo de homens. O acampamento onde Daví estava, ficava próximo a fazenda de Nabal, que era um homem bem sucedido financeiramente. Diz a bíblia, que Daví mandou dez jovens ir ao encontro de Nabal, para lhe pedir alimentos, mas ele recusou em dar-lhe, e deixou os jovens voltar de mãos vazias. Pelo que Daví, muito se indignou, e na sua ira determinou junto com os seus quatrocentos homens, que lhe mataria e destruiria toda a sua casa. Um dos servos de Nabal, fez saber a Abigail, que seu marido havia negado alimentos a Daví. Pelo que ela saiu ao encontro de Daví, e procurou apaziguar a situação, dando a entender a Daví, que seu marido era um homem mau, tolo, sem entendimento, mas que ele perdoasse a sua atitude impensável, e que ela estava com bastante alimentos para suplemento dele e dos seus homens. Daví, louvou a sua atitude sábia e prudente e desistiu de matar o seu marido. Passado alguns dias, quase dez dias, o SENHOR feriu Nabal, e este faleceu, e Daví, tomou Abigail por mulher. Daví não só atentou para sua formosura, e sim por ver nela qualidades espirituais que lhe destacava, além da sua beleza.

A IMPORTÂNCIA DE SER UMA MULHER PRUDENTE.

Jesus disse: Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas (Mt.10.16).
A prudência é uma virtude muito importante na vida de uma pessoa, prudência é sinônimo de sabedoria; uma pessoa sábia é uma pessoa prudente. Porém uma pessoa pode ter um vasto conhecimento, e não ser sábia. O conhecimento é bom, porque ele está relacionado na área do saber, seja ele científico, político, religioso, cultural, teológico, filosófico e outros mais. Porém a sabedoria no agir, no proceder e no falar é diferente da sabedoria do conhecimento. Abigail, por ser uma mulher sábia, foi louvada por Daví pela sua atitude de prudência.

AS QUALIDADES DE ABIGAIL:

Temente a Deus.
Enganosa é a graça, e vaidade, a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa será louvada. Pv.31.30.

Sábia.
Toda mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola derruba-a com as suas mãos. Pv.14.1.

Humilde.
O temor do SENHOR é a instrução da sabedoria, e diante da honra vai a humildade. Pv.15.33.

Prudente.
A casa e a fazenda são a herança dos pais; mas do SENHOR vem a mulher prudente. Pv.19.14.

MULHERES QUE FORAM LOUVADAS POR SUA PRUDÊNCIA:

Maria.
E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo, e exclamou com grande voz, e disse: Bendita és tu entre as mulheres, e é bendito o fruto do teu ventre (Lc.1.41,42). E, entrando o anjo onde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres. Lc.1.28.

Jael.
Bendita seja sobre as mulheres Jael, mulher de Héber, o queneu; bendita seja sobre as mulheres nas tendas. Água pediu ele (Sísera), leite lhe deu ela; em taça de príncipes lhe ofereceu manteiga. Jz.5.24,25.

Abigail.
Bendita seja a tua prudência, e bendita sejas tu mesma, por me teres impedido hoje de derramar sangue e fazer justiça com as minhas próprias mãos! 1Sm.25.33.

UMA MULHER COM SUA SABEDORIA LIVROU UMA CIDADE.

Esta mulher cujo nome a bíblia não revela, ela livrou uma cidade de ser destruída. Diz a bíblia que: Vindo o general Joabe, e com ele todo o seu exército em perseguição a um homem chamado Seba, o qual havia se rebelado contra o rei Daví; cercaram a cidade e batiam no muro, para o derrubar. Então, uma mulher sábia gritou de dentro da cidade: Ouvi, ouvi, peço-vos que digais a Joabe: Chega-te cá, para que eu te fale. Chegou-se a ela, e disse a mulher: Tu és Joabe? E disse ele: Eu sou. E ela lhe disse: Ouve as palavras de tua serva. E disse ele: Ouço. Então, falou ela dizendo: Antiguamente, costumava-se falar, dizendo: Certamente, pediram conselho a Abel; e assim o cumpriam. Eu sou uma das pacíficas e das fiéis em Israel; e tu procuras matar uma cidade que é mãe em Israel; por que, pois, devorarias a herança do SENHOR? Então, respondeu Joabe e disse: Longe de mim que eu tal faça, que eu devore ou arruíne! A coisa não é assim; porém um só homem do monte de Efraim, cujo nome é Seba, filho de Bicri, levantou a mão contra o rei, contra Daví; entrega-me só este, e retirar-me-ei da cidade, então disse a mulher a Joabe: Eis que te será lançada a sua cabeça pelo muro. E a mulher, na sua sabedoria, entrou a todo o povo, e cortaram a cabeça de Seba, filho de Bicri, e a lançaram a Joabe; então, tocou este a buzina, e se retiraram da cidade, cada um para as suas tendas. E Joabe voltou a Jerusalém, ao rei (2Sm.20.1-22). Disse o sábio Salomão: As palavras dos sábios devem em silêncio ser ouvidas, mas do que o clamor do que domina sobre os tolos. Melhor é a sabedoria do que as armas de guerra, mas um só pecador destrói muitos bens (Ec.9.17,18.).

CONCLUSÃO:  
A sabedoria e a prudência andam juntas, é como um barco a remo, temos que remar de ambos os lados para seguirmos na direção certa. Muitas guerras poderiam ser evitadas se os homens usassem de sabedoria, o mundo seria menos violento se as pessoas agissem com prudência e sabedoria, muitas questões seriam resolvidas pacificamente sem precisar de ir a julgamento, se as pessoas fossem coerentes e usassem de sabedoria. Finalmente, a bíblia diz: E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe-á dada (Tg.1.5). 

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

COMO IDENTIFICAR UM FALSO PROFETA.



E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelo quais será blasfemado o caminho da verdade; e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita (2Pedro.2.1-3).

O apóstolo Pedro, para prevenir a igreja de Jesus, fez menção aos falsos profetas do Antigo Testamento, e prevendo por uma visão do Espírito anunciou ao povo que haveria também entre eles falsos profetas ou doutores (ensinadores).
Satanás trabalha de forma sutil, e principalmente por meio de falsos mestres, os quais são seus mensageiros e embaixadores, para enganar, iludir e destruir as preciosas almas dos homens.Sempre existiram falsos mestres e profetas no meio do povo de Deus, estes são infiltrados por Satanás com a intenção de desviar os crentes do caminho da verdade e levá-los ao engano. O novo testamento está repleto de advertências quanto aos falsos pregadores. Na época dos apóstolos, já havia um número bastante expressivo infiltrados na igreja, pervertendo a teologia dos apóstolos que tinha como base as escrituras sagradas. Hoje em pleno século vinte e um, o número dos falsos mestres e profetas crescem cada vez mais, e as suas artimanhas tem levado ao engano milhões de pessoas que estão seguindo os seus falsos ensinos. A medida que nos aproximamos do final dos tempos estamos vendo falsos pregadores, falsos ensinadores, falsos pastores, falsos lideres e profetas, se multiplicando cada vez mais. Muitos estão criando inovações e contradizendo a palavra de Deus, muitos estão usando a bíblia para o seu próprio proveito e conveniência; muitos estão pregando um evangelho de facilidades, apresentando ao povo um Jesus capitalista tornando as pessoas cada vez mais materialistas e egoístas. Muitos estão usando o nome de Deus e a sua palavra de forma distorcida para tirar proveito da situação das pessoas, fazendo delas negócio, transformando a religião ou o evangelho em um show business, para enriquecer a sua conta bancária. Mas as máscaras dos falsos estão caindo, é preciso despertarmos para a verdade e deixarmos de sermos levados (as) pelas emoções e pelas tietagens no meio do povo de Deus; igreja não é fã clube, igreja não é clube social, nem estar firmada em status social ou eclesiástico dos homens, a igreja é a coluna e firmeza da verdade e o dono dela é Jesus Cristo.

CINCO CARACTERÍSTICAS QUE IDENTIFICAM UM FALSO PROFETA:

1. SÃO AVARENTOS.

E, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. 2Pe.2.3.
Os falsos profetas são movidos por sórdida ganância, eles são exploradores da boa fé daqueles que são simples e ignorantes em relação a palavra de Deus. Eles tratam as pessoas pelo que elas tem, e não pelo que são; admirando-as por interesse, querendo receber algo em troca. Eles não tem compromisso com a palavra de Deus, olham as pessoas como números, o seu interesse é dinheiro, e só pensam em riquezas.
Eles buscam os seus bens mais do que o bem das pessoas; e preocupam-se mais com o serviço de si mesmos, do que com a salvação das almas. Então, se eles podem ter os seus bens matérias, eles não se importam, que Satanás tenha as almas das pessoas.

2. SÃO HIPÓCRITAS.

Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, se desviarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrina de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência. 1Tm.4.1,2.
Os falsos ensinadores ou profetas, eles são hipócritas, eles ensinam e não vivem o que ensinam; eles pregam, e a sua vida é uma contradição daquilo que pregam; eles vivem arrotando santidade, mas na prática a sua vida é um sepulcro caiado. Eles vivem de aparências, vestidos numa capa de santidade, mas são falsos e hipócritas.

3. SÃO FALSIFICADORES DA PALAVRA DE DEUS.

Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus; antes, falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus. 2Co.2.17.
Os falsos profetas ou mestres, são falsificadores da palavra de Deus, pelo fato de eles usarem a palavra de Deus, para seu próprio proveito e conveniências. Eles falsificam e adaptam a palavra de Deus, para satisfação do seu ego e interesse financeiro. Distorcem a bíblia, forçam o texto e fazem interpretações absurdas para satisfação própria, e para levar o povo ao engano. Usam a bíblia como manual de auto ajuda, e meio de ganhar dinheiro.

4. SÃO SOBERBOS.

Quando o tal profeta falar em nome do SENHOR, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou o tal profeta; não tenhas temor dele. Dt.18.22.
Os falsos profetas são soberbos e arrogantes, muitos querem honras para si, falam e profetizam aquilo que Deus não mandou. Eles gostam de receber elogios e de ter o seu ego massageado. Muitos se intitulam profetas do SENHOR, e acham que Deus só fala através deles, só querem ser ouvidos e não querem ouvir a mais ninguém; só ele que prega bem, só ele ensina bem, é soberbo, não tem um pingo de humildade, não se submete e nem se assenta para ouvir ninguém, só ele é o bom, só ele é o pregador, só ele é o profeta.
Tenhamos cuidado com esses falsos profetas, a bíblia recomenda: Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos vem de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo (1Jo.4.1).

5. SÃO OBREIROS DESONESTOS.

Porque tais falsos apóstolos são obreiros desonestos, fingindo-se apóstolos de Cristo. E essa atitude não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz. 2Co.11.13,14.
A desonestidade é uma das características dos falsos profetas, eles demonstram aparência de piedade, mas na prática são cruéis e desonestos. Os falsos profetas são fraudulentos e vivem uma vida de engano e fingimento; enganam o povo com a palavra da verdade (a bíblia), usando suas artimanhas, eles são: Mentirosos, desonestos e enganadores. Que eles se convertam para o SENHOR, e procurem viver verdadeiramente como obreiros honestos, verdadeiros e aprovados por Deus, para toda a boa obra. Amém!

domingo, 6 de outubro de 2013

GRANDE É O SENHOR

Grande é o SENHOR e digno de todo louvor, na cidade de nosso Deus. Seu santo monte, belo e altaneiro, é a alegria de toda a terra. O monte Sião tem, do lado norte, a cidade do grande Rei. Em seus palácios, Deus se faz conhecer como alto refúgio. Por esse motivo, eis que os reis somaram suas forças e juntos avançaram contra a cidade. Contudo, quando a contemplaram, ficaram pasmados e fugiram aterrorizados. Salmos 48.1-5.

A grandeza de Deus é louvada e exaltada em toda a bíblia. O livro dos salmos especificamente é o livro que mais exalta a grandeza de Deus. Sendo Deus conhecido como El-shaday (Deus todo-poderoso), ele fez e faz coisas grandes. No livro do patriarca Jó, está escrito: Ele faz coisas tão grandiosas, que se não podem esquadrinhar, e tantas maravilhas que se não podem contar (Jó.5.9). A grandeza de Deus abrange tudo o que está relacionado a ele, desde os seus nomes e atributos, e todas as coisas por ele criadas. A grandeza de Deus é contraria a "grandeza do homem", o homem por causa dos seus talentos, da sua inteligência, da sua riqueza, e de sua posição social de destaque, ele se acha grande e inacessível e alguns chegam a pensar que é um deus. Porém o Soberano na sua grandeza e magnificência, a ninguém despreza e nem faz acepção de pessoas, antes, ele está disponível e pronto para atender todo aquele que lhe procura. Está escrito: Eis que Deus é mui grande; contudo, a ninguém despreza; grande é em força de coração (Jó.36.5). O homem se acha grande, mas não é; Deus é grande porque a sua grandeza é inerente a sua pessoa. Só podemos alcançar a grandeza de Deus pela fé. Se alguém limita Deus e não acredita na totalidade do seu poder, Deus será pequeno e limitado para esta pessoa. Mas, se a nossa fé é capaz de alcançar a Deus com todo o seu poder e grandeza, seremos por ele abençoados e ele fará coisas grandes na nossa vida. Amém!

SETE AÇÕES DE DEUS QUE COMPROVAM A SUA GRANDEZA:

1. Ele sabe o número das estrelas e chama a cada uma pelo seu nome.
Grande é o nosso SENHOR e de grande poder; o seu entendimento é infinito. Conta o número das estrelas, chamando-as a todas pelos seus nomes. Sl.147.5,4.

2. Ele sabe a quantidade de água que há nos mares e rios; Ele tem a medida dos céus e sabe quantos grãos de areia há na terra e sabe o peso do planeta.
Ora, dizei-me: Quem pôde medir a águas na concha da sua mão? Quem conseguiu avaliar a extensão dos céus a palmos, medir o pó da terra com o alqueire, ou calcular o peso da terra, ou ainda pesar as montanhas na balança e as colinas nos seus pratos? Is.40.12.

3. Ele assenta-se sobre o globo da terra e faz dos céus uma cortina.
Ele é o que está assentado sobre o globo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; ele é o que estende os céus como cortina e os desenrola como tenda para neles habitar. Is.40.22.

4. Ele enche o céu e a terra.
Assim diz o SENHOR: O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés; sendo assim que espécie de casa me haveis de edificar? E que lugar seria o meu descanso? Is.66.1.

5. Ele caminha no meio da tormenta e anda na tempestade.
O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em força e ao culpado não tem por inocente; o SENHOR tem o seu caminho na tormenta e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus pés. Naum.1.3.

6. Ele inclina-se para contemplar o que acontece nos céus e na terra.
Quem é como o SENHOR, nosso Deus, que habita nas alturas; que se inclina para ver o que se passa nos céus e na terra. Sl.113.5,6.

7. Ele faz a natureza falar através da sua dinâmica.
Os céus revelam a glória de Deus, o firmamento proclama a obra de suas mãos. Um dia discursa sobre isso a outro dia, e uma noite compartilha conhecimento com outra noite. Não há linguagem, não há palavras, nenhuma voz que deles se ouça; entretanto, sua mensagem é transmitida por toda a terra, e sua mensagem, até aos confins do mundo. Nos céus, Ele armou uma tenda para o sol, que é como um noivo que sai de seu aposento, como feliz herói, a caminhar em sua jornada. Parte de uma extremidade dos ceus e percorre o seu caminho até o outro extremo; nada escapa ao seu calor. Sl.19.1-6.

Conclusão: A grandeza de Deus é infinita, imensurável e incomparável. Não há Deus maior, não há Deus melhor, não há Deus tão grande, como nosso Deus. Ele criou os céus, criou a terra, criou o sol e as estrelas, tudo Ele fez, tudo criou, tudo formou, para o louvor da sua glória e majestade.   

sábado, 5 de outubro de 2013

A RADIOGRAFIA DA ALMA

Texto básico: SENHOR, tu me sondas e me conheces! Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar e o meu deitar; e conheces todos os meus pensamentos. Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó SENHOR, tudo conheces. Tu me cercas em volta e pões sobre mim a tua mão. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta, que a não posso atingir. Tu formaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado e tecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe, e no teu livro todas estas coisas foram escritas, as quais iam sendo dia a dia formadas, quando nem ainda uma delas havia. E quão preciosos são para mim, ó Deus, os teus pensamentos! Se eu os pudesse somar, seriam mais que os grãos de areia. Se os contasse, levaria toda a eternidade e ainda haveria o que contar. Sl.139.1-6,13-18.

Introdução: A alma é parte integrante do ser humano, o homem segundo a bíblia é um ser composto de espírito, alma e corpo (1Ts.5.23). A alma é sede das emoções, e só Deus conhece em profundidade os nossos sentimentos, intenções e pensamentos. O sábio Salomão diz: A alma do homem é a lâmpada do SENHOR, a qual esquadrinha todo o mais íntimo do ventre (Pv.20.27). O polivalente e intelectual Leonardo da Vinci, disse: Os olho são a janela da alma e o espelho do mundo. Ou seja, tudo que o olho vê, reflete na alma. Tudo que está na alma (os sentimentos, as emoções, os pensamentos) é invisível ao olho humano. Deus na sua onisciência é sabedor e conhecedor de tudo o que se passa dentro de nós. O salmista Daví, vê a onisciência de Deus, como uma ciência maravilhosa. Na medicina moderna existem radiografias computadorizadas para todas as partes do corpo humano; porém o diagnóstico da alma, a medicina não consegue e nunca conseguirá diagnosticar a alma do homem. O único que pode radiografar e diagnosticar a alma, é Deus. A sua palavra, penetra na divisão da alma e do espírito, e nas juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração (Hb.4.12). Aleluia!

AS COISAS QUE DEUS CONHECE E SABE DE NÓS.

1. Ele conhece nossos pensamentos.
Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Sl.139.2.

2. Ele conhece o nosso coração.
Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das vossas ações. Jr.17.10.

3. Ele conhece a nossa estrutura.
Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó. Sl.103.14.

4. Ele sabe quantos cabelos há na nossa cabeça.
E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Mt.10.30.

5. Ele sabe a nossa fraqueza.
Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar. 1Co.10.13.

6. Ele sabe o nosso endereço.
E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando. At.9.11.

7. Ele conhece o nosso passado, presente e futuro.
Antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que viesses ao mundo, Eu te separei e te designei para a missão de profeta para as nações. Jr.1.5.

Conclusão: Não podemos esconder do SENHOR, a intimidade da nossa alma, pois Ele nos contemplou ainda informes, no mais secreto do ventre da nossa mãe. Toda a nossa vida está diante de Deus, as vezes somos tentados a pensar que Deus não está nos vendo, e que Ele não está sabendo detalhes da nossa vida; mas é inútil tentar se esconder da presença de Deus. Ele é Deus de perto e também Deus de longe; está escrito na sua palavra: Sou eu apenas Deus de perto, diz o SENHOR, e não também Deus de longe? Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? Diz o SENHOR. Porventura, não encho eu os céus e a terra? Diz o SENHOR (Jr.23.23,24).