sexta-feira, 19 de abril de 2013

MENTE RENOVADA.

Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade e Deus (Romanos, 12.1,2).

A alma é a sede das emoções e dos sentimentos. A mente é como um campo fértil; nela os pensamentos podem dá frutos, bons ou ruins. Há uma frase que diz: Você é fruto daquilo que pensa. Ou seja: As nossas atitudes partem da nossa mente, sejam elas premeditadas ou não. Neste capítulo doze da carta do apóstolo Paulo aos romanos, ele está exortando a igreja a viver uma vida de piedade e santidade diante de Deus. Ele fala do culto racional (do raciocínio, da razão, da mente), e neste culto deve ser apresentado o nosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. O apóstolo Pedro também nos fala sobre o leite racional, dizendo: Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo (1Pe.2.2). Racional no grego é logikos, pertencente a razão; o que é do raciocínio, perfeito para argumentação; lógica. Isto significa dizer, que o leite encontrado na palavra de Deus é, em última análise, racional. O culto racional, é um culto inteligente; e quem se alimenta da leite racional, cresce em inteligência espiritual. A mudança de atitude em não se conformar com o sistema e modelo do mundo, parte de uma mente renovada pelo Espírito Santo. É impossível que uma pessoa que tenha uma mente renovada pelo Espírito Santo, venha se conformar com os costumes, estilos e modelos do mundo. Um crente de mente renovada, ele experimenta a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

A MENTE: UM CAMPO DE BATALHA.

Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo, e estando prontos para vingar toda desobediência, quando for cumprida a vossa obediência. 2Co.10.4-6.

AS QUATRO GRANDES CONQUISTAS NUMA BATALHA ESPIRITUAL:

1. Destruição das fortalezas.

Destruindo os raciocínios dos filósofos pagãos e dos rabinos judeus e seus dogmas que anulam a palavra de Deus e os fatos do Evangelho de Cristo, haveremos de triunfar com o poder da espada do Espírito. As bases destas fortalezas demoníacas, estão montadas na sociedade, afetando de um modo geral: Os lares, a cultura, a política, a religião e até mesmo na área do entretenimento. Essas fortalezas nós destruiremos e faremos correr todas as potestades demoníacas e todos os seus exércitos, pelo poder do nome de Jesus e na autoridade da sua palavra. Por fim, a vitória é da igreja, e haveremos de erguer bem alto a bandeira da cruz de Cristo, no campo de batalha do inimigo, e iremos declarar gritando bem alto para o inferno ouvir: Jesus Cristo é o Senhor! Aleluia!

2. Destruição dos conselhos.

Destruímos todas as teorias, raciocínios e qualquer sistema ideológico, ético, religioso, mitológico, metafísico ou filosófico apresentados para desafiar o conhecimento de Deus. Todos os deuses ostentados, senhores, sistemas de sacrifícios e de mediação cairam diante do evangelho. As frases altamente profundas de Platão, Sócrates, Aristóteles e de tantos outros renomados pensadores e intelectuais, caíram diante da pregação do Cristo crucificado e ressurreto. O paganismo encolheu-se diante do evangelho e recorreu aos poderes seculares para defendê-lo. Mas está escrito: Por que se amotinam as nações, e os povos imaginam coisa vãs? Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos se mancomunam contra o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras e sacudamos de nós as suas cordas. Aquele que habita nos céus se rirá; o SENHOR zombará deles. Então, lhes falará na sua ira e no seu furor os confundirá (Sl.2.1-5).

3. Levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo.

Estejam presos e anulados todos os pensamentos contrários a palavra de Deus, e sejam levados cativos para que obedeçam a Cristo. Todos os pensamentos lascivos, vãos e maus e toda a sorte de meditação contrária à virtude, à pureza e a justiça sejam derrubados e passem a obedecer as leis de Deus. As forças satânicas tem incutido na mente das pessoas que tudo é relativo, e que por Deus ser amor ele ama a todos independentemente de suas crenças e práticas pecaminosas. A intenção do diabo é querer invalidar a palavra de Deus, mas Deus tem levantado homens e mulheres para lutar e combater as forças do mal que se levantam contra a sua palavra e contra a sua igreja; porém a vitória é da igreja, pois está escrito: As portas do inferno não prevalecerão contra a minha igreja. Disse Jesus (Mt.16.18). Aleluia!

4. Estando prontos para vingar toda a desobediência.

Ficamos preparados todas as vezes que nos afastamos do pecado e passamos a viver uma vida de santidade diante de Deus, do mundo e do inferno. Temos a autoridade e ousadia de denunciar o pecado e todas as coisas contrárias ao evangelho de Cristo, depois de apartar-nos do caminho da desobediência. A descrição da força do inimigo é a de uma cidade fortificada onde ele fez sua última parada, cavando trincheiras, fazendo barricadas, levantando torres e preparando meios de defesa e ataque sobre os muros para garantir a vitória. Porém, as suas fortificações, os seus muros, as suas torres e os seus castelos são tomados e destruídos pelo poder do evangelho de Cristo e toda a oposição é destruída e levada cativa a obediência de Cristo.

OS PERIGOS DE UMA MENTE DOMINADA PELO MAL.

1. A mente pode tornam-se fortaleza do inimigo.

Disse, então, Pedro: Ananias, porque encheu satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a, não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a Deus. At.5.3,4.

2. Os maus pensamentos são como ovos de serpentes, e se tornarão em víboras se não forem destruídos.

Ninguém há que clame pela justiça, nem ninguém que compareça em juízo pela verdade; confiam na vaidade e andam falando mentiras; concebem o trabalho e produzem a iniquidade. Chocam ovos de basilisco e tecem teias de aranha; aquele que comer dos ovos deles morrerá; e, apertando-os, sai deles uma víbora. Os seus pés correm para o mal e se apressam para derramarem o sangue inocente; os seus pensamentos são pensamentos de iniquidade; destruição e quebrantamento há nas suas estradas. Is.59.4,5,7.

3. A mente é o útero do coração, e os pensamentos são a semente.

Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem. Mc.7.21-23.

EM QUE DEVEMOS PENSAR E FIXAR A NOSSA MENTE.

1. No SENHOR Deus.

Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti. Confia no SENHOR perpetuamente; porque o SENHOR Deus é uma rocha eterna. Is.26.3,4.

2. Nas coisas que são de cima.

Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Cl.3.1-3.

3. Nas coisas de boa fama e virtuosas.

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Fp.4.7,8.

OS FRUTOS DE UMA MENTE RENOVADA.

1. Tem os sentimentos de Cristo.

Porque quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo. 1Co.2.16. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. Fp.2.5.

2. Tem a paz de Deus.

Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti. Is.26.3.

3. Tem a prosperidade de Deus.

Bendito o varão que confia no SENHOR, e cuja esperança é o SENHOR. porque ele será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se afadiga nem deixa de dar fruto. Jr.17.7,8. 

CONCLUSÃO:  
A nossa mente não deve ser depósito de maus pensamentos, nem reservatório de maldades, nem deve servir para acumular informações negativas e perversas que são lançadas pela mídia, seja escrita ou audiovisual. A mente do cristão verdadeiro está transformada pelo Espírito Santo e é sempre renovada para executar o bem. O crente não vive só de emoções, ele deve ser racional e agir com inteligência.