quinta-feira, 5 de setembro de 2013

AS MÁSCARAS VÃO CAIR

Naquele tempo, adoeceu Abias, filho de Jeroboão. E disse Jeroboão à sua mulher: Levanta-te, agora, e disfarça-te, para que não conheçam que és mulher de Jeroboão, e vai a Siló. Eis que lá está o profeta Aías, o qual falou de mim, que eu seria rei sobre este povo. E toma na tua mão dez pães, e bolos, e uma botija de mel e vai a ele; ele te declarará o que há de suceder a este menino. E a mulher de Jeroboão assim fez, e se levantou, e foi a Siló, e entrou na casa de Aías; e já Aías não podia ver, porque seus olhos estavam já escurecidos por causa da sua velhice. Porém o SENHOR disse a Aías: Eis que a mulher de Jeroboão vem consultar-te  sobre seu filho, porque está doente; assim e assim lhe falarás, e há de ser que, entrando ela, fingirá ser outra pessoa. E sucedeu que, ouvindo Aías o ruído de seus pés, entrando ela pela porta, disse ele: Entra, mulher de Jeroboão! Por que te disfarças assim? Pois eu sou enviado a ti com duras notícias. 1Rs.14.1-6.

Quando o reino de Israel foi dividido após a morte de Salomão, Jeroboão ficou governando sobre dez tribos em Israel, cuja capital veio a ser Samaria. E Roboão seu irmão, reinou sobre duas tribos, Judá e Benjamim, e o reino de Judá teve por capital Jerusalém. Jeroboão tornou-se um rei idolatra, e para agradar o povo mandou fazer dois bezerros de ouro e declarou ao povo que estes eram os seus deuses que os tiraram do Egito. Jeroboão reinou vinte e dois anos sobre Israel, e fez todo o Israel pecar e se afastar do Deus vivo e verdadeiro. Perdendo ele todo temor e respeito ao Deus de Israel, constituiu sacerdotes para ministrarem no altar da idolatria; e, por esse tempo o seu filho Abião veio a adoecer. Querendo ele alguma resposta de Deus, pediu para sua mulher se disfarçar e ir ao profeta que estava em Siló, chamado Aías; visto que se ela fosse sem o disfarce ele temia não ser atendido pelo profeta. Todavia mesmo disfarçada ela foi reconhecida, porque o Deus vivo e verdadeiro de Israel, revelou ao profeta, que já estava com a sua visão escurecida, mas dos olhos de Deus ninguém se esconde. A mascara caiu, e a sentença foi dada. Não adianta tenta disfarçar nem fingir o que não é diante de Deus, um dia Deus terá um encontro com essas pessoas que estão disfarçadas de cristãos, por trás de uma capa e brincando de ser crente. Deus tolera por um tempo e dá oportunidade para essas pessoas se decidirem, caso insistam  no fingimento, no disfarce e na hipocrisia; Deus vai agir, tirando as mascaras de muitos, e a verdadeira identidade será revelada. As mascaras vão cair. São muitos disfarçados de pastores, mas são lobos devoradores. São muitos disfarçados de homens de Deus, com títulos de grandes pregadores e cantores, mas que na verdade são caças níqueis e estão interessados e comprometidos com uma boa conta bancária. São muitos disfarçados de grandes lideres de igrejas, e manipulam grandes massas, fazendo do povo negócio e omitindo o verdadeiro Evangelho. Mas, as mascaras estão caindo e vão cair, o disfarce não vai permanecer por muito tempo, Deus tem pressa em revelar quem são os falsos. Está escrito: O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos (Sl.101.7). É tempo de deixar o fingimento, a malícia, o engano, a hipocrisia e o disfarce, e se voltar para Deus com um coração verdadeiro e sincero. Amém!.

TRÊS TIPOS DE MÁSCARAS:

Máscara nos fala de falsidade, fingimento, disfarce, hipocrisia e coisas semelhante. Uma pessoa que vive uma vida de transparência e sinceridade não precisa tentar esconder-se por trás de uma capa de falsidade e hipocrisia. O problema é que as pessoas muitas vezes preferem camuflar a sua verdadeira identidade ao invés de viver a realidade. Mas as máscaras sempre caem.

A MÁSCARA DA FALSA AMIZADE.

As pessoas muitas vezes se aproximam das outras e dizem ser amigas, porém são muito interesseiras. Amigo é joia rara, um verdadeiro amigo deve ser muito valorizado; tem pessoas que se dizem amigas, mas é na hora da dificuldade e na adversidade que o verdadeiro amigo se revela. A palavra de Deus nos diz: Em todo tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão (Pv.17.17). Amigos de longe temos muitos, amigos de perto temos alguns, amigos íntimos quase não temos, amigos verdadeiros é muito raro, quase não existem. O homem que tem muitos amigos pode congratular-se, mas há amigo mais chegado do que um irmão (Pv.18.24). Quem trai não é o inimigo, e sim o "amigo". Disse o salmista Daví: Pois não era um inimigo que me afrontava; então, eu o teria suportado; nem era o que me aborrecia que se engrandecia contra mim, porque dele me teria escondido, mas eras tu, meu companheiro, meu confidente e meu amigo íntimo. Praticávamos juntos agradavelmente, e íamos com a multidão à casa de Deus (Sl.55.12-14). Até o meu melhor amigo, em quem eu confiava, e que partilhava do meu pão, também me traiu (Sl.41.9). As vezes nós somos vítimas de traição por parte daqueles que menos esperamos, mas isto é para que se revele a falsidade e venha a cair a máscara daqueles que se dizem ser "amigo". Mas, temos um amigo que nunca nos decepciona, e nunca nos abandona; esse amigo é Jesus.

A MÁSCARA DO FALSO CRISTIANISMO.

Chegamos em uma época em que muitas pessoas se intitulam cristãos, o que antigamente era visto por muitos como um termo pejorativo, hoje para muitos virou moda ser cristão. Muitos estão entrando nas igrejas e sendo participantes ativo de toda a liturgia do culto, mas na prática a sua vida não corresponde a verdadeira identidade de um seguidor de Cristo. Tem pessoas que se dizem cristão mas tem uma língua solta para falar mal da vida dos outros. A palavra de Deus, nos diz: Se alguém entre vós cuida ser religioso e não refreia a sua língua, antes, engana seu coração, a religião desse é vá (Tg.1.26). Tem pessoas vivendo de aparência, até parece ser um verdadeiro cristão, mas vive uma vida dupla, quer servir a Deus e agradar ao mundo. Jesus disse: Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom (Mt.6.24). (Mamom representa o deus das riquezas e dos prazeres mundanos). O apóstolo Paulo escreveu: Todavia, o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade (2Tm.2.19). Há muitos que se dizem cristãos e tem título de pastor, mas são falsificadores da palavra de Deus, e estão atraindo multidões, oferecendo-lhes um evangelho de facilidades, fazendo do povo negócio e lhes apresentando um Jesus capitalista, tornando as pessoas cada vez mais compulsivas pelas coisas materiais. Jesus é lindo, o evangelho é maravilhoso, mas muitos que se dizem cristãos tem manchado a boa imagem do evangelho com as suas atitudes ímpias. Mas as máscaras dos falsos estão caindo e Deus vai ajustar contas com quem está brincando de ser crente.

A MÁSCARA DA FALSA SANTIDADE.

Tem pessoas dentro da igreja, vivendo e pregando uma falsa santidade. Uma santidade de aparência exterior, baseada em preceitos de homens, sendo um verdadeiro sepulcro caiado. Jesus censurou os escribas e fariseus, porque eles aparentavam ser o que na verdade não eram. Eles foram chamados por Jesus, de hipócritas e sepulcros caiado (Mt.23.27). Eles ensinavam e não praticavam, se escondiam em uma capa de aparente santidade, mas interiormente estavam cheios de pecados. Hoje não é diferente, os escribas e fariseus modernos estão por ai, se escondendo por trás de uma máscara, mostrando aparência de piedade, mas na prática eles negam e são contraditórios no que falam. Eu li uma frase que dizia o seguinte: Admire as pessoas que confessam suas fraquezas e tenha cuidado redobrado com aquelas que vivem arrotando santidade. Não é regra, mas é de desconfiar quando uma pessoas sobe num pedestal de santidade e se acha melhor que todos; atente para os passos dela e se comprovará que é tudo uma farsa. A santidade que vem de Deus é humilde, simples e com temor (respeito). O apóstolo Paulo escrevendo aos coríntios disse: Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus (2Co.7.1). Na bíblia não tem santinho nem santarão, basta ser santo. As máscaras de santidade dos hipócritas estão caindo e vão continuar, porque está escrito: Aquele que usa de engano não ficará dentro da minha casa (Sl.101.7). É tempo de se ajustar com Deus, ele é misericordioso. Amém!

CONCLUSÃO:
É tempo de tirar as máscaras e viver a verdadeira identidade. É tempo de deixar o disfarce da hipocrisia e viver a verdade de Deus. É tempo de deixar a capa da malícia, do fingimento e da falsidade e vestir as vestes da sinceridade e da verdade. É tempo de nos apresentarmos a Deus sem máscara e sem capa, e confessarmos para ele as nossas fraquezas, ele vai nos socorrer, ele é misericordioso.