terça-feira, 24 de setembro de 2013

AS BEM-AVENTURANÇAS

Texto básico: Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximou-se dele os seus discípulos; e, abrindo a boca, os ensinava, dizendo: Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados; bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; bem-aventurados sois vós quando vos injuriarem, e perseguirem, e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós. Mt.5.1-12.

Introdução: Jesus, o Mestre dos mestres, enquanto esteve aqui na terra, ele exerceu um tríplice ministério, de: Pregar, ensinar e curar. Durante os seus quase três anos e meio de ministério, ele empregou a maior parte em ensinar. Os evangelhos sinóticos, são os que mais enfatizam sobre os ensinamentos do Mestre, o de Mateus se destaca com o maior número relatos dos ensinos de Jesus. Geralmente os evangelhos registram que onde Jesus estava havia uma grande multidão de pessoas; algumas pessoas vinham em busca de respostas para os seus dilemas, outras a procura de solução para os seus problemas e outras eram curiosas em querer ver o que ele fazia e ouvir o que ele falava, querendo até pegá-lo em contradição. As bem-aventuranças proferidas por Jesus, é um contra senso em relação a vida egoísta do cotidiano do ser humano. Os ensinos de Jesus eram diferentes na sua totalidade em relação aos dos grandes mestres e filósofos de sua época; eles entravam em choque, e ainda ainda hoje choca a muitos intelectuais, catedráticos e educadores da atualidade. Jesus veio trazendo uma mensagem de amor, fé e esperança, e essa mensagem tocava a alma do homem. Os seus ensinos não eram iguais aos dos escribas e fariseus, que eram vazios e sem vida; mas ele ensinava com autoridade.

AS NOVE BEM- AVENTURANÇAS PROFERIDAS POR JESUS:

Bem-aventurado, significa: Bendito, feliz, abençoado, bem sucedido. Cada bem-aventurança diz respeito a uma bênção de Deus. Bem-aventurado, também implica em dizer o estado de alegria e felicidade daqueles que fazem parte do Reino de Deus. As bem-aventuranças não prometem riso, prazer ou prosperidade terrena. Para Deus, bem-aventurado é aquele que vive uma vida de fé, experiência, esperança e alegria relacionada à Ele, independente das circunstâncias exteriores. Para encontrar essa forma mais profunda de felicidade, siga Jesus e enfrente os desafios.

1. BEM-AVENTURADOS OS POBRES DE ESPÍRITO.
Jesus quando fala dos pobres de espíritos, ele não se refere as pessoas mesquinhas, tímidas e sem poder econômico. Pobres em espírito não é uma contradição diante das riquezas espirituais do reino dos céus. Os que vivem alienados de Deus na sua altivez, arrogância e orgulhoso, são os ricos em espírito, porque neles se manifestam vários sentimentos maldosos que são contrários aos princípios do reino de Deus. Pobre de espírito significa, reconhecer que sem a graça de Deus é impossível viver uma vida cristã plena. E por isso vive na dependência de Deus, e conhece suas limitações e fraquezas e não tem motivos para se orgulhar, pois o reino dos céus é também uma dádiva aos quebrantados, humildes e arrependidos. Os pobres de espírito são caracterizados pela sua total dependência e devoção a Deus. Está escrito: Porque assim diz o Alto e o Sublime, que habita na eternidade e cujo nome é santo: Em um alto e santo lugar habito e também com o contrito e humilde de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e para vivificar o coração dos contritos (Is.57.15).

2. BEM-AVENTURADOS OS QUE CHORAM.
Ser feliz estando a chorar parece não ter sentido, mas os que choram diante de Deus, terão de Deus o consolo. Infelizes são os que choram sem ter quem os console. O sábio Salomão disse: E eis que vi as lágrimas dos que foram oprimidos e dos que não tem consolador; e a força estava da banda dos seus opressores; mas eles não tinham nenhum consolador (Ec.4.1). Jesus disse aos seus discípulos: Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes; mas a vossa tristeza se converterá em alegria (Jo.16.20). E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre  (Jo.14.16). Felizes são os que choram na presença e na vontade do Senhor, por Deus serão consolados, aqui na terra e na eternidade. Está escrito: E Deus limpará de seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, porque já as primeiras coisas são passadas (Ap.21.4).

3. BEM-AVENTURADOS OS MANSOS.
A mansidão é uma característica daquele que vive tranquilo, que tem uma vida sossegada e está sobre o domínio de Deus. Se em nosso mundo as guerras nunca cessam, é porque faltam os mansos para evitá-las. Mansidão não é covardia, mas ela é coerente no agir de acordo com as circunstâncias. Moisés era o homem mais manso da terra, mas foi tomado por um momento de fúria santa, e quebrou as tábuas de pedra da lei escritas pelo próprio Deus, ao ver o povo na prática do pecado. Jesus disse: Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração. Mas ao ver os cambistas e vendedores de animais no templo (na casa do Senhor) fazendo comercio, ele se irou e bateu neles com um chicote e os expulsou. No final os mansos herdarão a terra. Depois do juízo final, a terra passará pela purificação através do fogo (Malaquias 4.1-3), e Deus fará novos céus nova terra. Na sua visão na ilha de Patmos, João viu novos céus e nova terra, e a nova Jerusalém que descia do céu, a cidade que os mansos irão herdar aqui na terra, para sempre. Leia: Apocalipse 21.1-8.

4. BEM-AVENTURADOS OS QUE TÊM FOME E SEDE DE JUSTIÇA.
A nossa justiça é Jesus, Ele é chamado de justiça nossa, e Jesus é a palavra. Quem tem fome e sede de justiça, tem fome e sede de Jesus, e o próprio Jesus disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede (Jo.6.35). E disse mais: Se alguém tem sede, que venha a mim e beba (Jo.7.37). Jesus é o único que pode fartar a nossa fome e sede espiritual; é feliz quem tem fome e sede de Jesus, ele é a fonte inesgotável. Aleluia!

5. BEM-AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS.
Ter misericórdia, ser compassivo, ter compaixão, ser benigno é ser feliz. Infelizes são os cruéis, que não tem misericórdia. Tem pessoas que não usam de misericórdia, mas quando precisam, querem que lhes tenham misericórdia. Está escrito: Porque o juízo será sem misericórdia sobre aquele que não fez misericórdia; e a misericórdia triunfa sobre o juízo (Tg.2.13). Ou seja, a misericórdia, tem poder de absorver uma pessoa em pleno julgamento, já prestes a ser condenada. Jesus é o maior exemplo daquele que usa de misericórdia. A grande misericórdia de Jesus por nós, foi sua morte de cruz para remir os nossos pecados. Está escrito: As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não tem fim. Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade (Lm.3.22,23).

6. BEM-AVENTURADOS OS LIMPOS DE CORAÇÃO.
Um coração limpo é um coração purificado, transformado e regenerado pelo poder de Deus. Daví, depois de ter pecado, reconheceu que precisava de um coração puro, e clamou a Deus dizendo: Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto (Sl.51.10).
A malícia, a maldade, o fingimento, a inveja e a hipocrisia não podem está em um coração limpo. A promessa para os limpos de coração, e que eles verão a Deus. Há uma pergunta no Salmo 24, versículo 3 que não quer calar: Quem subirá ao monte do SENHOR ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente. Este receberá a bênção do SENHOR e a justiça do Deus da sua salvação (Sl.24.3-5). O salmista disse: Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti (Sl.119.11). O sábio Salomão nos orienta dizendo: Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida (Pv.4.23).

7. BEM-AVENTURADOS OS PACIFICADORES.
Os pacificadores nesta bem-aventurança, são identificados como filhos de Deus. Na bíblia encontramos vários nomes e títulos referentes a Deus, e um desses nome é: Jeová-Shalom, que significa, o Senhor é paz. Os pacificadores são aqueles que promovem a paz; o mundo precisa de pessoas pacíficas, para que haja mais harmonia e menos guerra. Um dos maiores problemas da humanidade é a falta de paz, a paz é o que o homem menos tem, a paz, é o que a humanidade mais precisa. Ter paz não significa simplesmente a ausência da guerra, a verdadeira paz se manifesta em tempo de adversidades. Os verdadeiros filhos de Deus, agem como pacificadores, mesmo sendo as circunstâncias desfavoráveis, eles conseguem desfrutar a paz de Deus e promovê-la. Jesus disse: Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize (Jo.14.27). Amém!

8. BEM-AVENTURADOS OS QUE SOFREM PERSEGUIÇÃO POR CAUSA DA JUSTIÇA.
Quem procura viver em justiça e santidade, vai encontra oposições e sofrer até perseguições por causa da Justiça (Jesus). Quem anda na contra mão do mundo e busca a Justiça de Deus, pode ser rejeitado e perseguido pelo mundo, mas terá Deus (Jesus) como seu amigo. O apóstolo Paulo escrevendo ao jovem pastor Timóteo, disse: Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, caridade, paciência, perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou. E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus, padecerão perseguições (2Tm.3.10-12). Se formos amigos do mundo, seremos inimigos de Deus; porque o sistema do mundo é contrário aos princípios de Deus. A felicidade dos que sofrem perseguição por causa da justiça, tem como base a satisfação de servir a Deus, tendo uma viva esperança que será recompensado na eternidade, e receberá a coroa da vida. Amém!

9. BEM-AVENTURADOS SOIS VÓS QUANDO VOS INJURIAREM, E PERSEGUIREM, E, MENTINDO, DISSEREM TODO MAL CONTRA VÓS, POR MINHA CAUSA.
A palavra injuriar, no seu significado vem ser: Ofender com ações ou ditos; difamar, insultar, Causar dano, estrago a boa reputação de uma pessoa. Jesus foi e sempre será a causa e o motivo de ódio para muitos; quem se dispõe a seguir os passos de Jesus, será motivo de ódio, injuria e perseguições. Mas, sofrer difamação e calunia por amor a Cristo, é motivo de alegria e glorificação para Deus. Disse Jesus: Exultai e alegrai-vos, porque grande é o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós (Mt.5.12). Na epístola universal de Pedro, está escrito: Se, pelo nome de Cristo, sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória de Deus. Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se intromete em negócios alheios; mas, se padece como cristão, não se envergonhe; antes, glorifique a Deus nesta parte (1Pe.4.14-16).

Conclusão: Benditos, bem-aventurados, e felizes, são aqueles que se dispõe a pagar o preço da renuncia por causa do evangelho de Cristo, e perseveram em seguir a Jesus, comprometendo-se com o reino de Deus. A Deus seja a glória, louvado e engrandecido seja o nome do SENHOR, para sempre. Amém!