domingo, 1 de junho de 2014

NÃO MAIS ESCRAVOS, MAS FILHOS.

Afirmo-vos porém que, durante todo o tempo em que o herdeiro é menor de idade, ele em nada é diferente de um escravo, mesmo sendo o dono de tudo. No entanto, está sujeito a tutores e administradores até o tempo determinado por seu pai. Da mesma forma nós, quando éramos menores, estávamos debaixo de um sistema que nos escravizava aos rudimentos deste mundo. Mas vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu filho, nascido de mulher, nascido também debaixo da autoridade da Lei, para resgatar os que estavam subjugados pela Lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho para habitar em vossos corações, e ele clama: 'Abba, Pai!' Portanto, não és mais escravo, mas filho; e sendo filho, és igualmente pleno herdeiro por decreto de Deus. Gl.4.1-7.

Paulo usa uma linguagem alegórica para mostrar que Lei serviu de tutor (protetor, guia), para nos conduzir a Cristo. A Lei nos tratou como criança que precisava de um pedagogo para ser guiada e ensinada, sempre zelando por sua educação e segurança. A Lei veio para revelar o pecado, e isto fez com que o pecado abundasse. Sendo assim, nós estávamos debaixo ou sujeitos a um sistema que nos  escravizava. A Lei, portanto, pode conduzir o ser humano a Cristo, porém somente Jesus é capaz de nos perdoar, nos livrar do poder do pecado e nos transformar de escravos para sermos filhos de Deus. Vindo a plenitude dos tempos, ou o cumprimento do tempo, veio Jesus Cristo, o nosso Libertador, para nos resgatar, pagando um alto preço e nos dando o direito de sermos chamados filhos de Deus. Não somos mais escravos, mas filhos. Estamos livres para adorar. Aleluia!

A PLENITUDE DOS TEMPOS.

A plenitude dos tempos é o real cumprimento da promessa de Deus. Com a entrada do pecado no mundo o homem passou a ser escravo, sendo subjugado e dominado pelo pecado. Deus na sua infinita bondade e misericórdia, prometeu enviar um Libertador para resgatar a humanidade perdida. A primeira menção desta promessa foi feita no Éden, quando Deus disse para a serpente (uma personificação de Satanás): Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o descendente dela; porquanto este te ferirá a cabeça, e tu lhe lhe picarás o calcanhar (Gn.3.15). Esta promessa veio se cumprir depois de passados seis mil anos, isto é, no tempo certo e oportuno, na plenitude dos tempos.

A PROMESSA DE UM SALVADOR E O SEU REAL CUMPRIMENTO.

Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o descendente dela; porquanto este te ferirá a cabeça, e tu lhe lhe picarás o calcanhar (Gn.3.15).

O cetro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló; e a ele se congregarão os povos. Gn.49.10.

Vê-lo-ei, mas não agora; contemplá-lo-ei, mas não de perto; uma estrela procederá de Jacó, e um cetro subirá de Israel, que ferirá os termos dos moabitas e destruirá todos os filhos de Sete. Nm.24.17.

O SENHOR, teu Deus, te despertará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis. E será que qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome , eu o requererei dele. Dt.18.15,19.

Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. Jó.19.25.

Jurou o SENHOR e não se arrependerá: Tu és sacerdote eterno, segundo a ordem de Melquisedeque. Sl.110.4.

Portanto, o mesmo Senhor vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel. Is.7.14.

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será maravilhoso, conselheiro, Deus forte, pai da eternidade, príncipe da paz. Is.9.6.

Porque brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará. E repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, e o Espírito de sabedoria e de inteligência, e o Espírito de conselho e de fortaleza, e o Espírito de conhecimento e de temor do SENHOR. Is.11.1,2.

Reinará um rei com justiça, e dominará os príncipes segundo o juízo. E será aquele varão como um esconderijo contra o vento, e como um refúgio contra a tempestade, e como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta. Is.32.1,2.

E tu, Belém de efrata, posto que pequena entre milhares em Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade. Mq.5.2.

Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e salvador, pobre e montado sobre um jumento, sobre um asninho, filho de jumenta. Zc.9.9.

O CUMPRIMENTO DA PROMESSA.

Mas vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu filho, nascido de mulher, nascido também debaixo da autoridade da Lei, para resgatar os que estavam subjugados pela Lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. Gl.4.4,5.

O nascimento de Jesus Cristo ocorreu da seguinte maneira: Estando Maria, sua mãe, prometida em casamento a José, antes que coabitassem, achou-se grávida pelo Espírito Santo. Então, José, seu esposo, sendo um homem justo e não querendo expô-la à desonra pública, planejou deixá-la secretamente. E, projetando ele isso, eis que, em sonho, lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Daví, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo. E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de JESUS, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado EMANUEL ( traduzido é: Deus conosco). Mt.1.18-23.

No dia seguinte, João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Jo.1.29. 

CONCLUSÃO: 
Jesus veio na plenitude dos tempos para estabelecer o plano de Deus; Ele satisfez toda justiça de Deus e cumpriu todos os propósitos Divino. Sem a morte e ressurreição de Jesus, seria impossível haver salvação para humanidade; todos nós estaríamos falidos e perdidos para sempre. Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!

Um comentário:

  1. Bendiciones Geraldo, gracias por visitar mi blog www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com
    Estoy siguiendo tu blog, proclamando la palabra de Dios.

    ResponderExcluir