sexta-feira, 10 de outubro de 2014

GERAÇÃO JACÓ

E levantou-se aquela mesma noite, e tomou as suas duas mulheres, e as suas duas servas, e os seus onze filhos, e passou o vau de Jaboque. E tomou-os e fê-los passar o ribeiro; e fez passar tudo o que tinha. Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um varão, até que a alva subia. E, vendo que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa; e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com ele. E disse: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se me não abençoares. E disse-lhe: Qual o teu nome? E ele disse: Jacó. Então, disse: Não se chamará mais o teu nome Jacó, mas Israel, pois, como príncipe, lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste. Gn.32.22-28.

Jacó, que em hebraico significa, suplantador; teve o seu nome mudado para Israel. A origem e significado do seu nome denunciam o seu caráter. O nome Jacó, em Hebraico Yaakhov, vem do verbo hebraico akhav “tomar pelo calcanhar” ou “pisando os calcanhares”. Foi assim que nasceu Jacó: “No ventre, pegou no
 calcanhar de seu irmão” (Gn 25.26).
A palavra suplantar, que é aludido ao nome Jacó, vem do verbo hebraico akhav, suplantar, dar rasteira. O dicionário Aurélio, define assim a palavra suplantar: v.t. Meter debaixo dos pés; derrubar, prostrar, calcar. / Levar vantagem, vencer: suplantar um rival. / Fig. Humilhar, dominar.
Jacó enganou e foi enganado, o nome Jacó veio a ser sinônimo de enganador. Assim disse o seu irmão Esaú:
Não foi o seu nome justamente chamado Jacó? Por isso, que já duas vezes me enganou: a minha primogenitura me tomou e eis que agora me tomou a minha bênção” (Gênesis 27:36). Porém, Deus quando escolhe e separa alguém para cumprir os seus propósitos, Ele transforma e mudar o seu caráter. Jacó por está dentro dos planos de Deus, ele não poderia continuar vivendo uma vida de engano, longe da vontade de Deus. Deus decidiu ter um encontro com Jacó, quando ele atravessava o rio Jaboque. Jacó, que já havia fugido do seu sogro Labão, agora estava fugindo do seu irmão Esaú, pois ele temia a fúria do seu irmão, e para apaziguar a sua ira, enviou-lhe presentes, mandando-lhe dizer que estava tudo em paz. Já era noite, quando Jacó mandou que todos passassem o rio, com tudo que lhe pertencia; porém ele ficou só. Era exatamente isso que Jacó estava precisando, ter um encontro a sóis com Deus. Jacó estava atribulado, preocupado e cheio de temores. Ele estava desesperado, pensando que era o seu fim. Mas, Deus é aquele que chega na hora certa para transformar o ponto final em uma vírgula, e começar a escrever uma nova história. Deus decidiu encontra-se com Jacó e mudar a sua história. É impossível alguém se encontrar com Deus e não ter a sua vida transformada. Deus mudou a identidade de Jacó, quando ele confessou quem ele era. De suplantador, enganador; foi mudado para Israel, aquele que luta com Deus (a favor, junto) e prevalece contra os homens. Deus mudou o caráter de Jacó para sempre; Jacó, nunca mais. Agora é Israel.

Infelizmente, estamos vivendo a época de Jacó. Muitos estão vivendo uma vida de engano e trapaças, como vivia Jacó. Vivemos uma época de pessoas enganadoras e desleais, muitos estão mostrando aparência de piedosos, mas são lobos devoradores. É lamentável se ver dentro das igrejas, aqueles que se dizem ministros de Deus, fazendo do povo negócio, enganando o povo e tirando proveito do rebanho de Deus. A pergunta é: Estamos servindo a igreja ou estamos nos servindo da igreja? É lamentável informar que estamos vivendo uma época de muitas traições, muitos estão removendo os marcos antigos, quebrando os bons princípios e desprezando os paradigmas. É triste saber que muitos ainda continuam como Jacó, mas a boa notícia é que Jacó vai virar Israel. Amém! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário