sábado, 29 de novembro de 2014

AS TRÊS GRANDES PORTAS QUE JESUS NOS ABRIU.

Texto básico: E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Daví, o que abre, e ninguém fecha, e fecha e ninguém abre. Eu sei as tuas obras, eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar, tendo pouca força, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome (Ap.3.7,8).

Na antiga Aliança havia muitas portas fechadas, algumas pessoas eram privilegiadas e a maioria não tinham direito de desfrutar dos benefícios de Deus. Mas, com a vinda de Jesus as coisas começaram a mudar. Jesus veio para derrubar as barreiras de separação e através do seu sacrifício expiatório ligar o homem a Deus e abrir todas as portas que estavam fechadas.

1. A PORTA DO PERDÃO.

Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos. Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados (Mt.26.26-28).
Jesus estava reunido com os seus discípulos em um cenáculo (uma grande sala), eles estavam comemorando a festa da páscoa. A páscoa era comemorada com uma refeição, diz o texto: Enquanto comiam... Neste momento Jesus surpreende os seus discípulos e quebrou o ritual da páscoa. Ele pega o pão abençoa, parte, e dá aos discípulos, e diz: Comam, isto é o meu corpo. Em seguida ele pega um cálice com vinho, dá graças, e diz: Bebam dele todos porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento que é derramado por muitos para remissão dos pecados. A partir dessa declaração de Jesus, começa um novo testamento (pacto, acordo,aliança). O pão simbolizando o corpo de Jesus e o vinho o sangue, significa dizer que, com a morte de Jesus, sendo dilacerado o seu corpo e derramado o seu sangue, Deus Pai aceita o sacrifício completo e perfeito, e libera perdão para todos que se aproximam e buscam Dele o perdão. O apóstolo Paulo nos diz: E, quando vós estáveis mortos nos pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com Ele, perdoando-vos todas as ofensas. e cancelou a escrita de divida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu completamente, pregando-a na cruz (Cl.2.13,14). Graças a Deus, que por intermédio do seu Filho Jesus, esta grande porta nos foi aberta.

2. A PORTA DA COMUNHÃO.

Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus (Hb.10.19-21).
Na antiga aliança só os sacerdotes tinham acesso ao santuário, a porta da comunhão e comunicação com Deus era restrita aos sacerdotes. Havia uma cortina (véu), que separava o lugar santo do santíssimo. No lugar santo entrava os sacerdotes, e no lugar santíssimo apenas o sumo sacerdote, uma vez por ano. Os da nação de Israel ficavam no pátio, e os gentios (outras nações) ficavam de fora, não participavam das bênçãos de Deus. Porém, vindo Jesus, o nosso sumo sacerdote, ofereceu a Deus Pai um único sacrifício e nos abriu esta grande porta que nos dá acesso direto ao trono da graça. Com a morte de Jesus o véu do templo foi rasgado, dando agora direito a todos a terem acesso direto a Deus. Diz o texto sagrado: E Jesus, clamando outra vez com grande voz, entregou o espírito. E eis que o véu do templo foi rasgado em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras (Mt.27.50,51). Glória a Deus, porque a porta da comunhão e comunicação com Deus está aberta.

3. A PORTA DA SALVAÇÃO.

Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens (Jo.10.9).
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas sem pastor, e estávamos condenados ao inferno; se não fosse o grande amor de Deus, em ter enviado seu filho Jesus Cristo, para morrer pelos nossos pecados e nos abrir a grande porta da salvação, todos nós estaríamos perdidos para sempre, pois não haveria salvação. Mas, graças a Deus que através de Jesus, nos abriu esta grande porta. Jesus disse: Na verdade, na verdade vos digo, que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida (Jo.5.24). E disse mais: As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos (Jo.10.27,28). A porta da salvação está aberta e ninguém a pode fechar, porque foi o SENHOR quem abriu e é coisa maravilhosa aos nossos olhos. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário