sábado, 17 de maio de 2014

OS CINCO ALPENDRES DA GRAÇA.

Depois disso, havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém. Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres. Nestes jazia grande multidão de enfermos: Cegos, coxos e paralíticos, esperando o movimento das águas. Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar sã? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me coloque no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma tua cama e anda. Logo, aquele homem ficou são, e tomou a sua cama, e partiu. E aquele dia era sábado. Jo.5.1-9.

Diz o texto sagrado que no tanque de Betesda havia cinco alpendres, cinco na numerologia bíblica é o número da graça. A graça é o grande favor de Deus revelado para com a humanidade pobre e desvalida. Segundo os eruditos, a palavra graça, aparece 323 vezes no texto sagrado. A palavra graça, no sentido lato, significa: Favor imerecido. Graça, no hebraico, é "chen". Este termo aparece com frequência no antigo testamento. Significa curvar-se, abaixar-se, com a conotação de favor imerecido ou a condescendência de um ser superior por alguém inferior em valor e poder. A graça, é Jesus. Esta graça se manifesta de maneira multiforme, dependendo da necessidade e da ocasião.

OS CINCO ALPENDRES.

O alpendre, ou marquise, é um tipo de varanda que estabelece uma graduação bastante marcada entre os espaços interiores e exteriores de uma residencia, protegendo-a da incidência direta da radiação solar  e da chuva. Normalmente é entendido como uma faixa pavimentada sobre a qual avança o beiral do telhado que cobre a casa.

1. O ALPENDRE DA MISERICÓRDIA.

O nome do tanque era Betesda, que significa casa da misericórdia. Aquele homem estava no lugar certo, foi ali que Jesus usou de misericórdia para com ele.
As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não tem fim. Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. Lm.3.22,23.
A misericórdia de Deus é a sua grande bondade manifesta, para com a humanidade pobre e desvalida.
O termo misericórdia é a junção de duas palavras: Miseri, de onde vem a palavra miserável; e córdia que tem haver com o coração. Dai podemos dizer: O homem miserável no coração de Deus.
A parábola do bom samaritano é uma ilustração da misericórdia de Deus. Lc.10.25-37.

2. O ALPENDRE DA PROVISÃO.

Aquele homem estava enfermo a trinta e oito anos, ele esperava a ajuda de alguém e ninguém lhe ajudava. Mas, depois de muito tempo de espera, chegou a providencia de Deus. Jesus chegou para lhe socorrer.
Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia (Sl.46.1).
O SENHOR te ouça no dia da angústia; o nome do Deus de Jacó te proteja (Sl.20.1).
Deus, na pessoa de Jesus Cristo é provedor; um dos seus nomes é Jeová jireh. Ele é a nossa provisão necessária e suficiente. Ele não chega atrasado nem adiantado, Ele chega na hora certa e no momento exato para nos socorrer e prover as nossas necessidades. Aleluia!

3. O ALPENDRE DA LIBERTAÇÃO.

O paralítico do tanque de Betesda precisava ser liberto daquele mal, pois este era o seu grande desejo. No momento certo, Jesus chegou para lhe liberta por completo daquele mal. Está escrito: E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente, sereis livres (Jo.8.32,36).
Todos os homens precisam serem libertos, o pecado assola, domina e escraviza as pessoas, deixando-as reféns dos seus vícios e desejos pecaminosos. É impossível o homem ser completamente liberto pelos métodos terapêuticos, filosóficos ou religiosos. A plena libertação do ser humano só é possível pelo pleno conhecimento da Verdade, e esta Verdade é Jesus Cristo. Ele disse: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim (Jo.14.6).

4. O ALPENDRE DA CURA.

Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. É ele que perdoa todas as tuas iniquidades e sara todas as tuas enfermidades (Sl.103.1-3).
Um dos nomes de Deus é Jeová Rafá, que significa o SENHOR que cura. Ele é conhecido pelo seu povo por este nome. Em certa ocasião Deus falou para os filhos de Israel dizendo: Se ouvires atento a voz do SENHOR, teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque Eu sou o SENHOR, que te sara (Ex.15.26). A saúde da nação de Israel estava condicionada a obediência a Deus e aos seus mandamentos. Diz o texto sagrado, que quando a nação de Israel, saiu do Egito, não houve entre as suas tribos um só enfermo (Sl.105.37). Na nova Aliança, Jesus é o nosso médico por excelência, é Ele que cura todas as nossas enfermidades do corpo e da alma. Aconteceu que, em uma mesma ocasião Jesus curou uma mulher que sofria a doze anos de uma hemorragia, e ressuscitou uma menina de doze anos. Ele disse para Jairo, que estava com a sua filha enferma, e em seguida lhe chegou a notícia que ela havia morrido: Não temas; crê somente, e será salva (Lc.8.50). Jesus é Médico dos médicos, Ele curou o paralítico do tanque de Betesda, que estava enfermo a trinta e oito anos. Aleluia! Ele é o mesmo, creia!

5. O ALPENDRE DA SALVAÇÃO.

Jesus é o único que tem poder de livrar o homem da condenação e dar-lhe a vida eterna. Está escrito: E em nenhum outro há  salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos (At.4.12). Salvação implica em livrar, poupar, salvar e garantir a vida eterna com Deus. Jesus disse: As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos (Jo.10.27,28).
Jesus é o único que tem autoridade de dizer: Eu dou-lhes a vida eterna. Nunca, nenhum dos grandes filósofos ou  líderes religioso disse para os seus seguidores: Eu dou-lhes a vida eterna. Diz a bíblia: Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor. Rm.6.23.
Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Jo.3.16.
Jesus disse: Na verdade, na verdade vos digo, que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. Jo.5.24.
Quem tem o filho tem a vida; quem não tem o filho de Deus, não tem a vida. 1Jo.5.12.
Jesus é o pai da eternidade. Is.9.6
Ele disse: Antes que Abraão existisse, Eu Sou. Jo.8.56-58 
O paralítico do tanque de Betesda, precisava ser curado não só no corpo, porém também na alma; na ocasião Jesus realizou dois grandes milagres, curando-o no corpo e na alma. Diz a bíblia: Depois, Jesus encontrou-o no templo e disse: Eis que já estás são; não peques mais, para que te não suceda alguma coisa pior (Jo.5.14).