sábado, 15 de novembro de 2014

SANTA CEIA DO SENHOR.

Texto básico: Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei; que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão, e, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomei, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós, fazei isto em memória de mim. Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha. Portanto, qualquer que comer este pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão, e beba deste cálice. Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor. Por causa disso, há entre vós muitos fracos e doentes e muitos que dormem. Porque, se nós julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo (1Co.11.23-32).

A Santa Ceia do Senhor é uma das ordenanças dada por Jesus, este ritual faz parte da liturgia do culto e marca o começo de uma nova aliança. Os dois emblemas que são utilizados o pão e o vinho (suco de uva), representam o corpo e o sangue do Senhor Jesus. Este ritual foi instituído e inaugurado por Jesus. Estando Ele reunido com os seus discípulos para comemorarem a Pascoa, Jesus surpreendeu a todos, quebrando o protocolo da ceia pascoal, deixando para trás a antiga aliança e instituindo uma nova aliança no seu sangue. Há um seguimento religioso que ensina sobre a doutrina da transubstanciação, dizendo que, o pão quando apresentado e consagrado para o ato, se transforma no corpo de Cristo, literalmente. Não há respaldo bíblico para esta doutrina, isto é uma heresia. Apenas o pão e o vinho são apresentados e consagrados diante de Deus, e se tornam especiais e exclusivos para os fieis que estão em comunhão com Deus.

A CEIA DO SENHOR NOS LEVA A TRÊS TIPOS DE REFLEXÕES:

Vai, pois, come com alegria o teu pão e bebe com bom coração o teu vinho, pois já Deus se agrada das tuas obras. Em todo o tempo sejam alvas as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça (Ec.9.7,8).
O sábio Salomão, mil anos antes de Cristo vir e nascer da virgem, ele já profetizava acerca da Ceia do Senhor. Na Santa Ceia do Senhor, nós comemoramos a morte e a ressurreição de JESUS; e isto deve ser feito com alegria, pois representa a nossa vitória. Devemos fazer festa, Jesus morreu pelos nossos pecados e ressuscitou para nossa justificação.

1. INTROSPECTIVA.

A introspecção ocorre quando começamos a refletir e a olhar para dentro de nós mesmo, e começamos a nos examinar sobre as nossas atitudes e comportamentos. O apóstolo Paulo ao instruir a igreja sobre a celebração da Ceia do Senhor, ele diz que devemos nos examinar e também julgar a nós mesmos. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão, e beba deste cálice. Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor. Por causa disso, há entre vós muitos fracos e doentes e muitos que dormem. Porque, se nós julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo (1Co.11.28-32). Essa reflexão nos leva a fazer uma checagem geral da nossa vida espiritual diante de Deus, só assim podemos ou não, cearmos com alegria.

2. RETROSPECTIVA.

A retrospectiva nos leva de volta ao passado, passado este que nos remete para a cruz de Cristo, onde nós podemos refletir sobre o seu sacrifício expiatório e a sua morte vicária. Um dos propósito da Santa Ceia do Senhor é exatamente este, Jesus disse: Fazei isto em memória de mim (Lc.22.19). Nesta reflexão nós voltamos ao passado para sempre nos lembrarmos do alto preço que Jesus pagou por nós; porém também nos alegramos pelo fato de Ele ter morrido por nossos pecados e ressuscitado ao terceiro dia para garantir a nossa salvação.

3. EXPECTATIVA. 

A expectativa nos deixa atentos e alerta quanto ao retorno de Jesus. O apóstolo Paulo nos orienta dizendo: Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha (1Co.11.26). Portanto entendemos que, a Ceia do Senhor tem também como propósito manter viva a esperança dos crentes e anunciar a volta de Jesus. Em quanto o mundo (as pessoas) está na expectativa de viver dias melhores, a igreja de Jesus aguarda com grande expectativa e esperança a volta do Rei, JESUS. Aleluia! Maranata! O Rei está voltando. Amém!