domingo, 8 de fevereiro de 2015

O AMOR DE DEUS.

Texto básico: Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna (João.3.16).

O capítulo três e versículo dezesseis do Evangelho de João é considerado o texto áureo (texto de ouro) da bíblia. Nele há uma declaração clara e explícita do grande amor de Deus. Deus, por ser essencialmente amor (1Jo.4.8), Ele amou a humanidade de uma tal maneira, a ponto de entregar o seu filho unigênito para morrer por toda a humanidade. Se não fosse este grande amor de Deus Pai, todos nós estaríamos condenados a morte eterna, e perdidos para sempre. Mesmo sabendo que a humanidade seria ingrata, todavia Ele decidiu amar. Graças a Deus por este grande e infinito amor, que nos proporcionou uma tão grande salvação.

1. DEUS.

Deus é a Divindade, o seu nome é misterioso e desconhecido, muitos eruditos e tradutores da bíblia traduziram o tetragrama sagrado YHWH, como sendo JEOVÁ, outros preferiram traduzir por Kyrios, que é SENHOR. Ele é Pai de Jesus, criador dos céus, da terra, do mar e tudo que neles há. Por Ele não ser perfeitamente conhecido nem compreendido, é que Ele é Deus. Se Ele fosse perfeitamente conhecido e compreendido não seria Deus.

2. AMOU O MUNDO.

Se não fosse este grande amor de Deus Pai, todos nós estaríamos condenados a morte eterna, e perdidos para sempre. Deus, por ser essencialmente amor (1Jo.4.8), Ele amou a humanidade de uma tal maneira, a ponto de entregar o seu filho unigênito para morrer por toda a humanidade. Mesmo sabendo que a humanidade seria ingrata, todavia Ele decidiu amar. Graças a Deus por este grande e infinito amor.

3. DE TAL MANEIRA.

Essa expressão: "De tal maneira" revelar uma grande profundidade do amor de Deus para com o mundo perdido. De tal maneira, é uma expressão que não se pode dimensionar, nem calcular a grandeza do amor de Deus para com a humanidade pobre e desvalida. Todavia, todos tem o direito de aceitar ou rejeitar a grandeza deste amor.

4. QUE DEU O SEU FILHO UNIGÊNITO.

Ele deu o Ele tinha de melhor, o que lhe era único. Esta doação de Deus foi sacrificial, foi uma doação sem reservas e sem limitações. Ele não limitou o seu filho Jesus Cristo, nem o poupou, mas Ele o entregou para que através Dele, todos pudessem ser salvos. Ele deu o seu Filho unigênito (Jesus), ele fez a sua parte, cabe a nós fazermos a nossa, entregando a nossa vida para Ele, para servi-lo e adorá-lo.

5. PARA QUE TODO AQUELE QUE NELE CRÊ, NÃO PEREÇA.

Crê em Jesus é o suficiente para garantir a nossa salvação. Jesus é o Cristo (enviado) de Deus, Ele é a porta, o Caminho, a Verdade e a vida, e ninguém chegará ao Pai, sem antes crê e ir a Jesus. Quem não crê em Jesus está fadado ao fracasso e sujeito a perecer eternamente. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus (Jo.3.17,18). É uma questão de escolha, é uma questão de fé, decida-se por escolher crê em Jesus Cristo.

6. MAS TENHA A VIDA ETERNA.

A vida eterna está em Jesus. Para se ter a vida eterna é necessário crê em Jesus, é preciso reconhecê-lo como Senhor e Salvador. É preciso que Jesus esteja entronizado no seu coração como Senhor e Salvador da sua vida. Está escrito: Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida (1Jo.5.12). Jesus disse: As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos (Jo.10.27,28). Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida (Jo.5.24).
A sua decisão de escolha determinará onde você passará a eternidade. Decida-se hoje para Jesus Cristo, viva com Ele e para Ele, e você terá uma eternidade feliz com Deus. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário