domingo, 15 de março de 2015

O DEUS VERDADEIRO E OS ÍDOLOS.

Texto básico: Dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir ao Deus vivo e verdadeiro (1Ts.1.9).
Não a nós, SENHOR, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade. Por que dirão as nações: Onde está o seu Deus? Mas o nosso Deus está nos céus e faz tudo o que lhe apraz. Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens. Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; Têm ouvidos, mas não ouvem; nariz têm, mas não cheiram. Têm mãos, mas não apalpam; Têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta. Tornem-se semelhantes a eles os que os fazem e todos os que neles confiam. Vós, os que temeis ao SENHOR, confia no SENHOR; ele é vosso auxílio e vosso escudo (Sl.115.1-8,11).

O homem por te sido criado a imagem e semelhança de Deus, por ter Deus soprado em seus narizes o fôlego da vida, ele é em sua essência um ser religioso. A busca constante do homem por Deus, é desde os tempos remotos, visto que isto se tornou algo inerente ao ser humano. Nessa busca desenfreada o homem sem ter a direção certa, ele passa a acreditar em tudo aquilo que lhe é apresentado e que lhe convença que é o seu deus.
Uma das grandes armadilhas e engano de Satanás foi fazer o homem acreditar que existem deuses, e que estes devem ser adorados e reverenciados. Na intenção de tirar o foco do Deus vivo e verdadeiro, Satanás seduziu e convenceu o homem, levando-o a construir uma imagem de escultura e presta-lhe culto em adoração. Acerca deste assunto assim escreveu o profeta Isaías: Tornarão atrás e confundir-se-ão de vergonha os que confiam em imagens de escultura e dizem às imagens de fundição: Vós sois nossos deuses (Is.42.17). Nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar (Is.45.20). Olhai para mim e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro (Is.45.22). Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor, às imagens de escultura (Is.42.8). Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há Salvador (Is.43.11). Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa  fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá? (Is.43.13).

O deus MORTO versus DEUS vivo.

OS ÍDOLOS: Imagens de escultura ou tudo que se adora.

Os ídolos são obras feita por mãos dos homens.

1. Têm boca, mas não falam.

2. Têm olhos, mas não veem.

3. Têm ouvidos, mas não ouvem.

4. Têm nariz, mas não cheiram.

5. Têm mãos, mas não apalpam.

6. Têm pés, mas não andam.

7. São adorados, mas não podem salvar.

Esse deus é limitado, fabricado pela arte humana, fruto da imaginação dos homens, não defende e nem socorre ninguém, ele é morto, não existe.

DEUS VIVO E VERDADEIRO.

1. Têm boca, e ele fala.

Ele levantou a sua voz e a terra se derreteu (Sl.46.6).
A voz do SENHOR ressoa sobre o bramido das águas. O Deus glorioso troveja, o SENHOR está sobre a vastidão dos mares.
A voz do SENHOR expressa força; a voz do SENHOR é majestosa.
A voz do SENHOR quebra os cedros; o SENHOR despedaçou os cedros do Líbano.
A voz do SENHOR corta os céus com raios flamejantes.
A voz do SENHOR faz tremer o deserto; o SENHOR faz tremer o deserto de Cades.
A voz do SENHOR faz tremer as corças e desnuda os carvalhos nas florestas. E no seu templo todos bradam: “Glória!”(Sl.29.3-9).

2. Têm olhos, e ele ver.

Sou eu apenas Deus de perto, diz o SENHOR, e não também Deus de longe? Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? Diz o SENHOR. Porventura, não encho eu os céus e a terra? Diz o SENHOR. (Jr.23.23,24).
Afinal, quanto ao SENHOR, seus olhos contemplam toda a terra, para revelar-se poderoso para com aqueles cujo coração é plenamente dele; nisto agiste como um louco, um insensato; por isso, desde agora, terás que enfrentar muitas batalhas!”(2Cr.16.9).

3. Têm ouvidos, e ele ouve.

Então veio a palavra do SENHOR a Isaías, dizendo: Vai, e diz a Ezequias: Assim diz o SENHOR, o Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua oração e vi as tuas lágrimas; eis que acrescentarei aos teus dias quinze anos (Is.38.4,5).
E não houve dia semelhante a este, nem antes nem depois dele, ouvindo o SENHOR, assim, a voz de um homem; porque o SENHOR pelejava por Israel (Js.10.14).

4. Têm nariz, e ele cheira.

Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e seja o levantar das minhas mãos como o sacrifício da tarde (Sl.141.2).

5. Têm mãos, e ela se move.

Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem o seu ouvido agravado, para não poder ouvir (Is.59.1).
E a mão do Senhor era com eles; e grande número creu e se converteu ao Senhor (At.11.21).

6. Têm pés, e ele anda.

Quem é como o SENHOR, nosso Deus, que habita nas alturas; que se curva para ver o que está nos céus e na terra (Sl.113.5,6).
Deus veio de Temã, e o Santo, do monte de Parã. A sua glória cobriu os céus, e a terra encheu-se do seu louvor. E o seu resplendor era como a luz, raios brilhantes saíam da sua mão, e ali estava o esconderijo da sua força. Adiante dele ia a peste, e raios de fogo, sob os seus pés (Hc.3.3-5).

7. É adorado e reverenciado, porque ele é Deus, e pode salvar.

Pois quem no céu se pode igualar ao SENHOR? Quem é semelhante ao SENHOR entre os filhos dos poderosos? Deus deve ser em extremo tremendo na assembleia dos santos e grandemente reverenciado por todos os que o cercam (Sl.89.6,7).

Todos esses textos apresentam o antropomorfismo. Essa expressão significa uma figura de linguagem que apresenta Deus como se Ele tivesse formas humanas, como membros e órgãos. Há também a descrição de Deus como se tivesse sentimentos e emoções como as nossas. Tudo isso para facilitar a nossa compreensão em relação a sua Divindade.

Friedrich Nietzsche, disse:
"Se realmente existe um Deus vivo, sou o mais miserável dos homens."
Friedrich Wilhelm Nietzsche foi um influente filósofo alemão e ateu declarado do século XIX.
Infelizmente, o seu fim foi trágico, ele morreu cético, sem Deus, sem paz e sem salvação.

Querer negar a existência de Deus, é algo trágico e contraditório, pois nós somos a maior prova da sua existência. Se você duvida da existência de Deus, pode ser um problema seu. Acreditando ou deixando de acreditar, ele continua sendo Deus. Creia em Deus, ele é o seu criador, e poderá ser o seu Senhor e Salvador. Aceite-o, e seja feliz. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário