segunda-feira, 6 de julho de 2015

SAINDO DE LO-DEBAR.

E disse Davi: Há ainda alguém que ficasse da casa de Saul, para que lhe faça bem por amor de Jonatas? E havia um servo na casa de Saul cujo nome era Ziba; e o chamaram que viesse a Davi, e disse-lhe o rei: És tu Ziba? E ele disse: Servo teu. E disse o rei: Há ainda algum da casa de Saul para que use com ele de beneficência de Deus? Então, disse Ziba ao rei: Ainda há um filho de Jonatas, aleijado de ambos os pés. E disse-lhe o rei: Onde está? E disse Ziba ao rei: Eis que está em casa de Maquir, filho de Amiel, em Lo-Debar. Então, mandou o rei Davi e o tomou da casa de Maquir, filho Amiel de Lo-Debar (2Sm.9.1-5).

Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2 Sam 4.4). Ele era herdeiro do trono, a sua vida tinha tudo pra dá certo. Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas cinco anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha no monte Gilboa. A notícia da morte de Saul, Jônatas e Isbosete chegou até a casa real enchendo todos de terror. 
A babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado. Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado, numa cidade chamada Lo-Debar (sem pasto), onde havia sequidão e miséria, e cujos habitantes eram todos mendigos ou doentes.
Passou a depender da caridade alheia. Um bom homem, cujo nome era Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho. Seu exílio forçado aparentemente o livrou de ser enforcado, junto com os demais da casa real. Mas, o que ele ignorava é que havia uma aliança entre seu pai Jônatas e o rei Davi, de que suas sementes cresceriam juntas. Davi comprometeu-se a sempre demonstrar bondade para com a família de Jônatas (1 Sm 20.11-23).

OS TRAUMAS DA VIDA DE MEFIBOSETE.

Uma interferência forte começa então a mudar a história dele, o seu projeto de vida, tudo aquilo que seu pai tinha sonhado para ele foi se desfazendo a partir das tragédias que lhe aconteceram.
Ele é o que podemos denominar O COLECIONADOR DE TRAUMAS, toda a sua vida foi marcada por decepções, perdas irreparáveis, frustrações e angústias. O histórico de vida dele nos mostra que os traumas começaram na sua infância. 
 
TRAUMA FÍSICO.

II Sm 4). O trauma físico sofrido por Mefibosete impedia que ele exercesse a posição de guerreiro, de valente. Geralmente todos os príncipes em Israel tinham que ir a guerra empunhar suas espadas e defender o rei. Ele não conseguia, imagine a frustração de ver todos os seus irmãos irem à batalha vestidos com armaduras, e ele sozinho, sem ação, não poder ir.

TRAUMA FAMILIAR.

Imagine alguém chegando à porta de sua casa gritando: TEU PAI É MORTO E TODOS OS SEUS FILHOS E SUA CASA, essa noticia chegou aos ouvidos dele, um novo trauma, uma dor ainda mais forte, Naquele momento passava a estar sem pai, sem irmãos sem ninguém.

TRAUMA EMOCIONAL.

As dores físicas e familiares causaram nele uma dor emocional profunda, a ponto dele mesmo olhar para ele como um cão morto. Um dos mais inferiores tratamentos em Israel era ser chamado de cão ou cabeça de cão. Agora imagine a própria pessoa se autodenominar CÃO MORTO. (II Sm 9:8) Ser chamado de cão morto dava a ideia de ser imprestável, miserável e sujo (II Sm 16:9).

TRAUMA SOCIAL.

Em conseqüência do trauma físico e familiar Mefibosete é levado a um lugar denominado LÔ DEBAR (sem pasto/ lugar do esquecimento) um lugar onde ovelha nenhuma poderia viver. Uma cidade destinada aos doentes, aos miseráveis, cegos, leprosos, enfim os emprestáveis. Foi no lugar do esquecimento, no meio deste cenário que Mefibosete viveu por quase vinte anos. Ele era um homem que tinha nascido para viver no palácio real, no entanto a sua vida foi marcada por tragédias. Ele foi esquecido. Ser esquecido é um dos piores sentimentos sociais que alguém pode sentir. Mas o Senhor não nos esqueceu, está escrito: Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Contudo, ainda que ela se esquecesse, Eu jamais me esquecerei de ti! Eu te gravei nas palmas das minhas mãos...(Is.49.15,16). 

TRAUMA ESPIRITUAL.

Os complexos, as frustrações e as decepções causaram feridas na alma de Mefibosete. Mefibosete passou a viver uma vida de escravidão na sua alma, ele perdeu a posição de príncipe, e todos os bens de sua família, passando a ser escravo de seus traumas. Ele talvez tinha esquecido da ação de Deus, talvez este não se lembrava mais das vitórias que Deus tinha concedido ao seu pai Saul.
Ele era oprimido espiritualmente,e andava se arrastando sem FÉ alguma.
Diante de tudo isso, de todas as frustrações o Rei olha para um homem lançado ao chão, no meio da amargura e vê um príncipe, foi assim que Davi olhou para Mefibosete. Deus não te vê como um derrotado, como um aleijado, mas sim como um príncipe. O próprio Davi tinha saído de um lugar de esquecimento e foi posto como rei de Israel.

A RESTAURAÇÃO DE MEFIBOSETE E SUA EXALTAÇÃO.

MEFIBOSETE É LEMBRADO.

Disse Davi: Há ainda alguém que ficasse da casa de Saul, para que lhe faça bem por amor de Jonatas? Então, disse Ziba ao rei: Ainda há um filho de Jonatas, aleijado de ambos os pés.
Mefibosete estava esquecido e despresado por tudo e por todos, ele era um anônimo em Israel. Estava sem fé, sem esperança e sem pespectiva de dias melhores. Mas Deus fez o rei Davi lembra-se do pacto que ele havia feito com seu amigo Jonatas, de que ele usaria de beneficência com a descendência de Jonatas (1Sm.20.11-17). Geralmente é assim, quando nós estamos as margens, fora da mídia e dos holofotes, as pessoas nos desprezam e não se lembram de nós. Mas Deus nunca vai nos esquecer, Ele cria situações e motivos para alguém se lembrar e nos beneficiar. Deus não despreza nem esquece seus filhos, Ele vai te exaltar. Amém!

MEFIBOSETE É LEVADO A PRESENÇA DO REI.

Quando o rei Davi pergunta se há alguém da casa de Saul para que ele possa usar de beneficência de Deus, Ziba, que era servo da casa de Saul, responde de forma desprezível e diz: Ainda há um filho de Jonatas, aleijado de ambos os pés. Observe que ele o chamou de aleijado, ao invés de dizer o seu nome, Mefibosete. Ziba era ganancioso, ele queria administrar os bens de Saul para si. Mas para sua decepção e surpresa o rei mandou que ele fosse em busca de Mefibosete e o trouxesse a sua presença. Davi quebrou o protocolo e permitiu um homem deficiente assentasse na sua mesa e comer pão com ele. Quando a graça de Deus nos alcança nenhuma das nossas deficiências espirituais são levadas em contas, somos perdoados e beneficiados pela graça de Deus. Amém!
A partir do dia em que Mefibosete entrou na presença do rei, ele passou a comer pão continuamente na presença do REI, os seus termos de possessão foram restituídos, o homem que tinha perdido a posição de príncipe e se tornado escravo é novamente colocado como príncipe, como um dos filhos do Rei. Aleluia!

MEFIBOSETE SAI DE LO-DEBAR E ENTRA EM JERUSALÉM.

A restauração começa em Jerusalém, Ele foi levado do lugar do esquecimento a uma terra de paz e prosperidade (Jerusalém). A restauração na sua vida pode começar com os princípios existentes na ação de Mefibosete; ter coragem, se levantar e acreditar que a sua história vai começar a mudar. Lo-Debar é terra de sequidão, terreno sem pasto. Lo-Debar é sinônimo de Tristeza, miséria, solidão, vida sem Deus, desprezo, anonimato e destruição. Se você estar na Lo-Debar espiritual, acredite, essa situação vai mudar, Deus não esqueceu de você, Ele vai começar a agir a teu respeito, vai usar de benevolência para contigo e mudar toda a sua história. Você vai sair de Lo-Debar e entrar em Jerusalém. Lo-Debar, nunca mais! Deus quando quer Ele levanta o homem do pó, ergue do monturo, e o faz assentar com os príncipes.  Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário