segunda-feira, 24 de agosto de 2015

APRENDENDO NO DESERTO.

E apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto e veio ao monte de Deus, a Horebe (Êxodo.3.1).

Deserto, lugar de sequidão, lugar inóspito, lugar desfavorável à vida. Todavia o deserto de Deus é um bom lugar para aprendermos. Deserto de Deus: Lugar de isolamento, lugar de solidão, lugar de aprendizado, lugar de estar a sós com Deus. No deserto com Deus nós aprendemos muitas lições e passamos a ter muitas experiências que em outros lugares jamais teríamos. No deserto o nosso ego é desfeito, o nosso caráter é mudado e a nossa vida é transformada. É melhor estar no deserto e no anonimato dentro da vontade de Deus, do que estar na mira dos holofotes e recebendo os aplausos da mídia, fora da vontade de Deus.

HOMENS QUE PASSARAM NO DESERTO E DEIXARAM SUAS MARCAS.

ABRAÃO.

Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia (Hebreus.11.8).
Abraão em obediência ao chamado de Deus, caminhou pelo deserto sem direção e deixou as marcas da obediência e fé em Deus, vindo a ser conhecido como amigo de Deus e pai da fé. 

ISAQUE.

Pela fé, habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa (Hb.11.9).
Seguindo o exemplo do seu pai Abraão, Isaque atravessou o deserto, dando continuidade ao plano de Deus para que uma nação fosse formada através da sua descendência. 

JACÓ.

Jacó, com fama de enganador, suplantador e trapaceiro, passou pelo deserto de Deus; ele teve a sua vida transformada e o seu nome mudado para Israel. A vida de Jacó foi marcada por Deus, e Jacó deixou sua marca na história.

MOISÉS.

Pela fé, Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo, antes, ser maltratado com o povo de Deus do que por um pouco de tempo, ter o gozo do pecado; tendo, por maiores riquezas, o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito, porque tinha em vista a recompensa (Hb.11.24-26).
Moisés passou 40 anos no deserto, sendo treinado por Deus para ser o libertador de Israel. Moisés precisava aprender lições e ser moldado por Deus, muitas vezes é preciso passarmos pelo deserto para depois entendermos a vontade de Deus nas nossas vidas. Todos os planos de Moisés no Egito fracassaram, mas Deus tinha planos excelentes na sua vida, e o levantou como profeta, legislador e libertador de Israel.

ELIAS.

Elias era homem sujeito as mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse, e, por três anos seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto (Tg.5.17,18).
Elias o profeta do fogo, era homem de deserto, escolhido por Deus para restaurar o culto ao Deus vivo e Verdadeiro, e converter toda a nação de Israel. Elias deixou as suas marcas ao passar pelo deserto, ele teve um ministério profético recheado de milagres e proezas da parte de Deus. 

ELISEU.

Eliseu, o sucessor de Elias, conhecido como o profeta da porção dobrada, também passou pelo deserto e deixou a sua marca na história da nação de Israel.

JOÃO BATISTA.

O precursor de Cristo, conhecido como a voz que clama no deserto, foi o último profeta da antiga Aliança. Jesus testemunhou ao seu respeito, dizendo: O que fostes ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento? E então? O que fostes ver no deserto? Um homem vestido com roupas finas? De fato, os que usam roupas finas estão nos palácios reais. Mas, afinal, o que fostes ver? Um profeta? Sim, Eu vos afirmo. E mais do que um profeta! Este é aquele a respeito de quem está escrito: “Eis que Eu enviarei o meu mensageiro à frente da tua face, o qual preparará o teu caminho diante de Ti”. Com toda a certeza vos afirmo: Entre os nascidos de mulher não se levantou ninguém maior do que João, o Batista; entretanto, o menor no Reino dos céus é maior do que ele. Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado à força, e os que usam de violência se apoderam dele. Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até João (Mt.11.7-13).

JESUS.

O próprio Jesus na sua condição humana também passou pelo deserto. Diz o texto sagrado: Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo (Mt.4.1). Após jejuar quarenta dias e quarenta noites, Jesus travou uma batalha contra Satanás, no deserto. Jesus venceu o diabo no deserto, triunfou sobre ele na cruz e lhe derrotou por completo quando ressuscitou. Aleluia!

PAULO.

O apóstolo Paulo esteve no deserto da Arábia por alguns anos, onde recebeu as revelações de Deus. Ele nos testifica dizendo: Caros irmãos, quero que saibais que o Evangelho por mim ensinado não é de origem humana. Porquanto, não o recebi de pessoa alguma nem me foi doutrinado; ao contrário, eu o recebi diretamente de Jesus Cristo por revelação; pois já ouvistes como fora o meu procedimento no judaísmo, como persegui violentamente a Igreja de Deus, procurando destrui-la. E, no judaísmo, eu superava a maioria dos judeus da minha idade, e agia com extremo zelo em relação às tradições dos meus antepassados. Todavia, Deus me separou desde o ventre de minha mãe e me chamou por sua graça. Quando, então, foi do seu agrado, revelar o seu Filho em mim, para que eu o proclamasse entre os não-judeus, parti imediatamente e não pedi orientação a pessoa alguma. Nem mesmo subi a Jerusalém para me aconselhar com os que já eram apóstolos antes de mim, mas sem me deter, segui rapidamente para a Arábia e depois retornei a Damasco. Passados três anos, subi a Jerusalém a fim de conhecer Pedro pessoalmente, e estive com ele durante quinze dias. Não vi nenhum dos outros apóstolos, a não ser Tiago, irmão do Senhor. Sobre tudo quanto vos escrevo, afirmo diante de Deus que não há qualquer palavra mentirosa de minha parte. Em seguida, fui para as regiões da Síria e da Cilícia (Gálatas.1.11-21).

CONCLUSÃO:
Um dia você passará pelo deserto.
Deserto. Lugar de provação onde tudo é difícil. Estando no deserto vem a angustia, o medo, a necessidade, a solidão, a expectativa, as frustrações, os sonhos não realizados e a vontade de desistir. Quando estamos no monte de Deus, em lugar de destaque, temos muitos amigos. Mas, quando estamos no deserto, lugar de provação, somos abandonados e ficamos só. Porém, Deus não nos deixa, Ele está com você e vai fazer do seu deserto uma fonte de bênçãos.
Deserto:
Lugar de aprendizado (faculdade de Deus).
Lugar de mudança de caráter.
Lugar de provação.
Lugar de provisão.
Lugar de experiências profundas com Deus.
E apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto e veio ao monte de Deus, a Horebe (Ex.3.1).
Depois que você atravessar o deserto e chegar no monte de Deus, Deus irá se revelar e a história da sua vida vai mudar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário