sábado, 7 de novembro de 2015

JESUS CRISTO, O ORIGINAL.

Jesus Cristo, não é mais um deus a ser adorado entre muitos que existem. Desde os tempos remotos, as nações sempre buscaram adorar seus deuses, esses deuses eram fruto da imaginação dos homens, fabricados de ouro, prata, bronze, barro, madeira e outros materiais; eles eram cultuados, reverenciados e adorados pelos seus devotos. Jesus Cristo, não é mais um nome na galeria dos chamados deuses, Ele é o próprio Deus que foi manifesto ao mundo. Está escrito: No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade (João, 1.1,14). Jesus Cristo, é a plena revelação do Deus invisível que veio revelar-se ao mundo, trazendo salvação a todos os povos, línguas e nações.

A origem do nome "Jesus Cristo"


"Cristo" é um epíteto (título) dado a Jesus e significa "ungido" em grego. Mas qual era o verdadeiro nome de Jesus? Como judeu que era, ele tinha um nome aramaico (o aramaico, derivado do hebraico, era a língua falada pelos judeus do século 1º da nossa era): Yehoshua (ou Yeshua) ben Youssef, isto é, Josué, filho de José.

Mas Jesus também era conhecido como Jesus de Nazaré, ou Jesus o Nazareno, em razão de sua cidade de origem. Ao ter sido batizado no rio Jordão e reconhecido como o mensageiro de Javé que viera libertar o povo judeu da opressão romana (Yehoshua significa "Javé salva"), Jesus recebeu o epíteto de Mashiach ("Messias"), que em hebraico quer dizer "ungido". Como o Novo Testamento foi redigido num grego tardio chamado koiné, o nome Yeshua Mashiach foi traduzido para Iesoûs ho Khristós, literalmente "Jesus o Ungido".

À medida que o Cristianismo se disseminou por Roma, chegando ao ponto de assumir o latim como sua língua oficial, o nome grego de Jesus foi latinizado para Iesus Christus (o latim não tem artigos), donde o português Jesus Cristo, o espanhol Jesucristo, o inglês Jesus Christ, e assim por diante. Mas, se "ungido" em latim é unctus, por que Jesus não ficou conhecido em Roma como Iesus Unctus? É que o prestígio da língua grega em Roma era muito grande, e o fato de os Evangelhos terem sido escritos em grego pesou decisivamente para que o epíteto grego Khristós não fosse traduzido, mas apenas adaptado para Christus. Por essa razão, mesmo os cristãos falantes do latim chamavam seu mestre de Christus e não de Unctus, o que, diga-se de passagem, foi ótimo. Já pensaram se a figura central do Cristianismo se chamasse Jesus Unto?

Justo
Eterno
Soberano
Unico
Salvador

Cordeiro
Rei
Incomparável
Santo
Todo-poderoso
Onisciente 

Fonte:  http://revistalingua.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário