sábado, 31 de janeiro de 2015

OUTRO EVANGELHO.

Texto básico: Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (Gálatas.1.8).

Evangelho há muitos, porém só um é verdadeiro. O apóstolo Paulo em sua época estava preocupado pelo fato de haver falsos mestres ensinando de forma distorcida a Verdade do Evangelho. A sua preocupação foi tanta que ele escrevendo a igreja que estava na Galácia disse: Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (Gálatas.1.6-8). Se naquela época já havia falsos mestres querendo transtornar a mensagem do Evangelho de Cristo, imagine hoje, onde o evangelho para muitos virou uma colcha de retalhos onde muitos querem tirar proveito e enriquecer através do mesmo. Hoje já existe evangelho para todos os gostos e costumes, muitos estão vivendo um evangelho de facilidades, um evangelho de conveniências, um evangelho sem cruz, sem renúncias, que não informa a Verdade de Deus e nem transforma vidas. Infelizmente, muitos que se dizem lideres espirituais e pregadores, estão adulterando a palavra de Deus. Esses homens tiram a essência do Evangelho. O Evangelho é lindo, Jesus é maravilhoso, porém muitos estão vulgarizando-o com suas atitudes canais, voltadas aos seus próprios interesses. Mas, Deus é juiz.

O QUE NÃO É EVANGELHO?

1. EVANGELHO NÃO É NEGÓCIO.

Evangelho não é show business. Hoje para muitos o evangelho tornou-se algo muito lucrativo, muitos lideres, pastores e pregadores, estão pregando um evangelho de prosperidade financeira, um Jesus capitalista, transformando a igreja em um grande negócio financeiro. Estão pregando o Reino de Deus aqui na terra, como se tudo terminasse aqui, não se importando com a eternidade. Jesus disse: Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? (Mt.16.26). Igrejas estão virando puro comércio, muitos lideres, pastores de igrejas, estão guerreando entre si, disputando espaço para abrirem o maior número de igrejas possíveis, fazendo seu império e acumulando riquezas aqui na terra. O apóstolo Pedro escrevendo sua segunda epistola universal, disse: E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade; e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença. e a sua perdição não dormita (2Pe.2.1-3). Jesus disse: Não ajunteis tesouro na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração (Mt.6.19-21). O melhor negócio no evangelho é que os fiéis irão trocar a cruz por uma coroa. E viver eternamente. Amém!

2. EVANGELHO NÃO É ESPETÁCULO.

Hoje para muitos o evangelho tornou-se um espetáculo social, muitos não querem mais serem chamados de servos de Deus, eles querem ser reconhecidos como artistas da música gospel e pregadores "avivalistas". Eles querem está em lugares de destaque, se sentem como estrelas no meio do povo de Deus, cobram cachês altíssimo para cantarem ou pregarem, não tendo nenhum respeito nem compromisso com a Verdade, onde o único interesse e objetivo é engordar a sua conta bancária. Muitos estão buscando fama, sucesso pessoal e se preocupando de estar na mídia. Porém, em contradição a tudo isso, a palavra de Deus diz: Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, tendo plenamente a natureza de Deus, não reivindicou o ser igual a Deus, mas, pelo contrário, esvaziou-se a si mesmo, assumindo plenamente a forma de servo e tornando-se semelhante aos seres humanos. Assim, na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, entregando-se à obediência até a morte, e morte de cruz. Por isso, Deus também o exaltou sobremaneira à mais elevada posição e lhe deu o Nome que está acima de qualquer outro nome; para que ao Nome de Jesus se dobre todo joelho, dos que estão nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai (Fp.2.5-11). Evangelho não espetáculo, evangelho não e ser visto, evangelho é serviço. É ser servo e não estrela. A Estrela é Jesus, Ele disse: Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã (Ap.22.16). Amém!

3. EVANGELHO NÃO É FILOSOFIA.

Muitos estão usando o evangelho como filosofia de vida, adequando o evangelho de acordo com suas conveniências. Muitos estão pregando um evangelho de facilidades, criando suas próprias filosofias e dizendo para o povo: Vinde como estais, e ficai como viestes; baseado na filosofia que diz: É proibido proibir. Eles querem viver um evangelho sem renúncia, sem cruz e sem compromisso. Estão vivendo um evangelho adaptado e montado em suas próprias filosofias, ao seu bel-prazer. O apóstolo Paulo escrevendo a igreja que estava em Colossos, disse: Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo (Cl.2.8). Jesus disse aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me (Mt.16.24). Evangelho não é uma filosofia de vida inventada pelos homens, evangelho é arrependimento, renúncia e mudança de vida; é seguir os passos e os ensinamentos de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Amém!

4. EVANGELHO NÃO É  MODISMO.

Ser evangélico, ser crente, seguir a Jesus, antigamente era um termo pejorativo, muitos eram desprezados, humilhados e até perseguidos pelo fato de serem evangélicos. Hoje ser evangélico para muitos virou moda, existe evangelho para todos os gostos, cada grupo cria o seu e ditam as normas. Muitos lideres, pastores, fundadores de ministérios por não se conformarem com as riquezas das verdades bíblica, estão inventando modismo e criando inovações para atrair as pessoas ao seu ministério. Hoje há um grande número de artistas, políticos e famosos se convertendo ao evangelho. O problema é que, muitos entram no evangelho mas o evangelho não entra neles. Evangelho até parece moda, todo mundo agora se diz evangélico, porém o grande problema é: Será que essas pessoas realmente nasceram de novo e tem compromisso com Deus? Eis a questão. Evangelho não é modismo, aquele que estar em Cristo deve apresentar frutos dignos de arrependimento. Jesus disse: Acautelai-vos quanto aos falsos profetas. Eles se aproximam de vós disfarçados de ovelhas, mas no seu íntimo são como lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. É possível alguém colher uvas de um espinheiro ou figos das ervas daninhas? Assim sendo, toda árvore boa produz bons frutos, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim produzir bons frutos. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e atirada ao fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo aquele que diz a mim: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no Reino dos céus, mas somente o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus (Mt.7.15-21). Evangelho não é modismo, evangelho é mudança de vida. Amém!

O QUE É O EVANGELHO?

1. EVANGELHO É ARREPENDIMENTO.

E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do Reino de Deus e dizendo: O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho (Mc.1.14,15).

2. EVANGELHO É RENÚNCIA.

Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me (Mt.16.24).

3. EVANGELHO É CRUZ.

E, chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me (Mc.8.34).

4. EVANGELHO É SALVAÇÃO.

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego (Rm.1.16).

Conclusão: Evangelho não é negócio, evangelho não é espetáculo, evangelho não é filosofia de vida, evangelho não é modismo. Evangelho é cruz, é arrependimento, renúncia e mudança de vida, na pessoa de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Amém!