sexta-feira, 1 de maio de 2015

A CONQUISTA DE UM AMIGO.

O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte; e as contendas são como ferrolhos de um palácio (Pv.18.19).

Ter amigos sempre é bom, e um amigo leal é de grande valor. Amigos de longe temos muitos, amigos de perto são poucos, amigos íntimos temos alguns; porém, amigos nas horas difíceis muitas vezes procuramos e não encontramos. O sábio Salomão nos diz: O amigo dedica sincero amor em todos os momentos e é um irmão querido na hora da adversidade (Pv.17.17. King James atualizada
Cuidado! As muitas amizades podem levar à ruína, mas existe amigo mais chegado que um irmão (Pv.18.24. King James atualizada). Tem pessoas que não sabem valorizar os amigos que tem, não é recíproca, só quer venha a nós, feri e despreza o amigo, aquele que o considera como irmão. Porém, depois que o amigo (irmão) é ofendido, é difícil de reconquistá-lo; é difícil, mas não é impossível. Está escrito: O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte (Pv.18,19). Em outras palavras, é mais fácil conquistar uma cidade fortificada do que reaver a amizade de um irmão, ou amigo.

O QUE A PESSOA OFENDIDA DEVE FAZER?

A primeira coisa é ir ter com o irmão. Jesus disse: Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão (Mt 18:15). Não comente com outras pessoas a respeito da sua mágoa ou ressentimento. Jesus disse que se meu irmão pecar contra mim e se arrepender, eu devo perdoá-lo quantas vezes for necessário. Se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe. Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe. (Lc.17.3,4). Não espere que ele se arrependa para que você o possa perdoar. Jesus e Estevão perdoaram antes que houvesse qualquer arrependimento por parte dos ofensores. Tanto o que pecou quanto o que ficou ofendido devem buscar a reconciliação.

SE VOCÊ OFENDEU ALGUÉM, O QUE FAZER?

Jesus disse: Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta. Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto estás com ele no caminho, para que o adversário não te entregue ao juiz, o juiz, ao oficial de justiça, e sejas recolhido à prisão. Em verdade te digo que não sairás dali, enquanto não pagares o último centavo (Mt 5:23-26). Ser recolhido a prisão aqui pode significar uma série de coisas. a)Pode significar que, se você não resolve o problema com o irmão ofendido e ele morre, fica uma pendência para ser resolvida no dia do julgamento. b)Pode significar também que a falta de perdão, inevitavelmente, se manifestará em doenças físicas e mentais. Estas podem ser um duro fardo em sua vida. A falta de perdão é uma base para o estabelecimento de fortalezas malignas em sua vida. Entre em acordo logo e seja livre!

O QUE ACONTECE COM UMA PESSOA QUE NÃO PERDOA?

A falta de perdão produz escravidão. A falta de perdão mantém você em escravidão pelos seguintes motivos: Torna-se uma pessoa ressentida. Ressentimento é uma das causas de enfermidades, este ressentimento produz fortalezas espirituais diabólica, que vai consumindo a pessoa aos pouco. Torna-se uma pessoa amargurada. A amargura, é um ressentimento antigo, é como uma raiz que vai crescendo e contaminando os sentimentos e ações. Amargura é um ressentimento que torna escravo da pessoa que o ofendeu, a sua mente e ações estão sempre em função dela. Está escrito: Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem (Hb.12.15). Você não deve guardar rancor no seu coração, mesmo que justificáveis. Não espere o arrependimento do outro para só então perdoá-lo. Não alimente a mágoa no seu coração, mas trate com ela rapidamente. Há uma frase que diz: Guardar rancor é como segurar um carvão em brasa para jogá-lo em outra pessoa; você é o único que se queima. É melhor perdoar.

POR QUE DEVEMOS PERDOAR?

O perdão é muito importante porque ele demonstra um princípio espiritual muito sério: Deus trata você de acordo com a maneira como você trata o seu irmão. Jesus disse: Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará. Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas. (Mt. 6. 14,15). Assim, Deus só nos perdoa se perdoamos a quem nos ofende. Além disso, Ele deseja que tratemos uns aos outros da forma como Ele nos tratou, como diz Efésios 4:32: Sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou. O Senhor colocou uma barreira para as suas orações, que é, guardar rancor e ressentimento. Se você não perdoar os outros também não será perdoado. Por que acontece isso? Não é o perdão de Deus pela graça? O problema é que quando você reluta em perdoar, você está dizendo que é perfeito e pode cobrar perfeição dos outros. Quando você se declara perfeito, você sai da posição de pecador e já não necessita da graça de Deus. Desta forma, você não pode ser perdoado. Deus somente perdoa aos pecadores. Você não pode exigir justiça porque você mesmo não é santo. Sendo todos nós pecadores, não temos o direito de cobrar justiça de quem quer que seja. É por isso que devemos liberar perdão e simplesmente esquecer o erro do outro. Perdoar, sempre é melhor, esse é o caminho certo.

CONCLUSÃO: No mundo dos egoístas, dos que se dizem valentes, há um ditado que diz: "Perdoar é para os fracos". Porém isto não é verdade, pelo contrário, perdoar é para os fortes, pois quem perdoa tem virtude, tem qualidade e não se julga perfeito. Afinal, todos nós estamos sujeitos a errar. Pense nisso.

Pedir perdão e perdoar são atitudes difíceis de serem praticadas, porém o perdão tem uma força e um poder de mudar uma vida e transformar toda uma história. Há uma canção interpretada pelo cantor Sérgio Lopes que nos fala sobre a força do perdão.

Perdoar
É muito mais que estender a mão
E dizer eu te perdôo meu irmão
Usar a voz é fácil apertar a mão também
O difícil é revelar o coração
Mas se o coração perdoa é fácil perceber
Pois o coração é cúmplice do olhar
Perdão que sai do coração
É jóia rara de encontrar
E está na sinceridade de um olhar

Se eu te machuquei, reconheço que errei
Eu agora percebi quanto mal eu te causei
Como vou falar de amor se eu não souber amar
Eu preciso de você para me ensinar
Eu me arrependi e revelei meu coração
Agora é sua vez de me ensinar uma lição
Preciso de você pra conhecer a dor ou conhecer a força do perdão.