sábado, 10 de outubro de 2015

UNÇÃO DE DEUS.

E acontecerá, naquele dia, que a sua carga será tirada do teu ombro, e o jugo, do teu pescoço; e o jugo será despedaçado por causa da unção (Is.10.27).

No meio pentecostal muito se fala de UNÇÃO, porém poucos sabem verdadeiramente o que significa.
Muitos falam em unção de conquista, unção de ousadia, unção de multiplicação, unção de riquezas, unção de libertação, unção de quebra de maldição, unção dos enfermos, unção sem limites e outras. Enfim, o que é UNÇÃO?
A palavra unção na bíblia não é simplesmente um ato de ungir, esta unção está relacionada a uma ação do Espírito Santo na vida das pessoas a quem Deus escolhe e consagra, e reveste de uma autoridade especial. Há casos que o Espírito Santo age de forma especial na vida de algumas pessoas para determinados ofícios ou ministérios na obra de Deus.
Todos os cristãos verdadeiros tem a unção de Deus. A palavra de Deus nos diz: E vós tendes a unção do Santo e sabeis tudo. E a unção que vós recebeste dele fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis (1Jo.2.20,27).
Está escrito: Não toqueis nos meus ungidos e não maltrateis os meus profetas (Sl.105.15).
É importante saber, que nem todos que tem  cargo, título ou ofício, estão credenciados por Deus para desenvolver um ministério debaixo da unção do Espírito. No antigo testamento eram escolhidos e ungidos, por determinação de Deus, homens para os ministérios de: Profeta, sacerdote, rei. Deus deu uma ordem à Elias dizendo: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco, vem e unge a Hazael rei sobre a Síria. Também a Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei de Israel e também Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar (1Rs.19.15,16).
No livro de êxodo, Deus determina que o azeite da santa unção seja fabricado de uma forma especial, e que será exclusivo para ungir os utensílios do tabernáculo, bem como Arão e seus filhos para o serviço sacerdotal (Ex.30.22-30).
Esta unção na antiga aliança, era restrita  à algumas pessoas, nem todos tinham direito a esta unção; Deus escolhia alguns e os capacitava através desta unção, para uma obra específica. Nos dias atuais, na nova aliança, esta unção é concedida a todos os filhos de Deus. Porém há pessoas capacitadas por Deus, revestidas de uma unção especial (autoridade espiritual), para realizar a obra de Deus e fazer crescer o seu Reino.

O QUE É UNÇÃO?

A unção é uma autoridade espiritual dada por Deus concedida pelo Espírito Santo.

PARA QUE SERVE A UNÇÃO? 

A unção de Deus serve para nos manter afastados do pecado e realizarmos a obra de Deus.

O QUE FAZER PARA MANTER A UNÇÃO DE DEUS E CONTINUAR CRESCENDO?

O caminho para manter a unção de Deus e continuar crescendo, talvez seja um caminho diferente do que muitos poderiam esperar. É preciso viver uma vida de renúncias e continuar na dependência de Deus.
 
SETE  PRINCÍPIO  VITAIS  E  IMPORTANTES  PARA  O  CRESCIMENTO  NA  UNÇÃO:

1. Pureza.

Viver uma vida de pureza e santidade é de vital importância na vida do cristão, para um crescimento puro e sadio na UNÇÃO e na Graça de Deus. Muitos dizem ter a unção de Deus, porém o seu comportamento de vida não condiz com a palavra de Deus, vivem uma vida dupla e enganam o povo com uma falsa unção.

2. Humildade.

A humildade é essencial para o cristão que quer continuar crescendo na UNÇÃO de Deus.
Muitos começam humildes e tem de Deus a unção e a aprovação, porém com o passar do tempo alguns deixam o orgulho e a prepotência dominar o seu coração e entram pelo caminho da exaltação e perdem de Deus a Graça e a unção. 

3. Dependência de Deus.

A dependência de Deus ainda é o caminho para manter a UNÇÃO e continuar crescendo. Não depender mais de Deus e se achar auto suficiente é um declínio para o fracasso. Essa dependência implica em obedecer e se submeter a vontade de Deus.

4. Submissão as autoridades.
 

Para ter UNÇÃO é preciso submissão.
Tem pessoas que querem ter autoridade espiritual, mas não querem se submeter a uma autoridade que estar sobre ela. Não ser submisso as autoridades constituídas por Deus, pode caracterizar uma rebelião, que é a síndrome de Lúcifer. 

5. Maturidade nas provações.

Manter a calma e ser perseverante nas adversidades e provações é uma questão de equilíbrio espiritual. Ter maturidade nas provações implica em crescer na Graça e na unção de Deus. Muitos perdem a oportunidade de crescer por não saber tirar proveito nas provações.

6. Um coração totalmente voltado para Deus.

Um coração contrito a Deus e totalmente entregue a Ele é sinal de crescimento na Graça e na UNÇÃO. É impossível e impraticável  uma pessoa manter a unção de Deus na sua vida se o seu coração estiver voltado para o mundo e seus prazeres.

7. Ter um relacionamento diário com Deus.

Andar no Espírito e crescer na UNÇÃO e na Graça de Deus é preciso ter um relacionamento íntimo e diário com Deus. Muitos querem a bênção de Deus, mas não querem ter um compromisso sério com Deus. Preferem viver ao seu bel prazer do que ter um relacionamento sério com Deus.

CONCLUSÃO:
Jesus como o Ungido de Deus, foi o maior exemplo para nós, com todas essas características.
Ele foi o homem mais ungido que já andou sobre a terra. A bíblia diz: Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele (At.10.38). Ele nos convida a andarmos em suas pegadas, no caminho da unção de Deus. À medida que fizermos isso, receberemos uma capacidade plena, que necessitamos para cumprirmos o sublime chamado do Senhor em nossa vida. Amém!