segunda-feira, 11 de abril de 2016

O TRÍPLICE MINISTÉRIO DE JESUS

E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas, e pregando o Evangelho do Reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E a sua fama correu por toda a Síria; e traziam-lhe todos os que padeciam acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos e os paralíticos, e ele os curava. E seguia-o uma grande multidão de Galiléia, de Decápolis, de Jerusalém, da Judéia e dalém do Jordão (Mt.4.23-25).

Jesus ao iniciar seu ministério Ele o desenvolveu de forma tríplice, diz o texto do Evangelho de Mateus, que Jesus ensinava, pregava e curava todas enfermidades e moléstias entre o povo. A igreja neotestamentária não deve fugir a esta regra; uma igreja que se preza como igreja de Jesus, não deve deixar de exercer esse tríplice ministério. 

Após a prisão de João Batista na Judéia, o Senhor Jesus se retirou dessa região no sul da Palestina, para a Galiléia, ao norte. Depois, saiu de Nazaré e fixou residência em Cafarnaum nas proximidades do mar da Galiléia. Nessa região inicia seu ministério. 
Cafarnaum, às margens do mar da Galiléia, foi a escolhida por Jesus para ser a cidade-sede de onde saía para realizar as viagens missionárias pela Palestina e países vizinhos.
A missão de Jesus, o Messias, era estritamente espiritual; sua finalidade era reconciliação da humanidade com Deus. Ele não tinha vindo ao mundo para criar ou promover um reino político como era desejo dos judeus, que estavam sob domínio romano. 
Jesus desenvolveu um ministério tríplice, que envolvia o ensino, a pregação e curas.
Jesus tornou-se conhecido em toda Palestina e países vizinhos por causa da sua mensagem, a mensagem de Jesus tinha como tema principal, arrependimento. 
O arrependimento de pecados é, portanto, o primeiro passo no relacionamento com Deus. A partir do reconhecimento dessa verdade nossa realidade atual e futura são mudadas. O arrependimento envolve a mudança de mente e de caráter; é uma decisão consciente e voluntária de andar na presença de Deus da maneira que Lhe agrada. 
A igreja que se afasta desse ministério tríplice de Jesus corre o risco de extinção, porque deixa de ser a igreja de Cristo. Portanto, a igreja de Cristo deve dá continuidade ao ministério tríplice que Jesus exerceu.
Uma igreja só cresce e gera filhos para Deus quando coloca os pés na estrada, isto é, sai do seu interior para anunciar o Evangelho em sua comunidade.
Uma igreja voltada para dentro de si; onde os membros se entretém uns aos outros com palavras e cânticos, deixa de ser igreja e se transforma numa associação, num clube social ou numa casa de espetáculos. 
É preciso, necessário e urgente que a igreja pregue e ensine a mensagem do Reino de Deus, para que haja salvação de almas, curas e libertação.
A mensagem de arrependimento há de ser anunciada pela igreja até o final do seu ministério na terra como fez Jesus. Não podemos considerar como igreja de Cristo aquela que anuncia outro evangelho ou propõe outra entrada no Reino de Deus.
Jesus disse: Aquele que que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus (Jo.3.3). 
Portanto, a igreja deve dá continuidade ao tríplice ministério de Jesus, que implica em ensinar, pregar e curar os enfermos do corpo e da alma. Amém!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário