sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

IGREJAS DO JEITO QUE O MUNDO GOSTA

Porquanto, chegará o tempo em que não suportarão o santo ensino; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, reunirão mestres para si mesmos, de acordo com suas próprias vontades. Tais pessoas se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos (II Timóteo, 4.3,4).

Paulo antevê por uma visão do Espírito, que chegaria um tempo em que muitos cristãos iriam perder o apetite espiritual pela palavra de Deus, e não mais iriam suportar a sã doutrina. Como resultado desde esfriamento e falta de apetite pela palavra, eles iriam contratar mestres para falarem de acordo com os seus desejos, ou seja, falar o que eles querem ouvir, e não o que precisam. 

O grande desafio a ser vencido pela igreja hoje é o avanço da ciência e tecnologia. No sentido que, as novidades do mundo pós-moderno tem ocupado maior espaço de tempo na vida dos cristãos. Muitas igrejas estão seguindo as tradições e a cultura do mundo moderno, e como consequência estão se tornando crentes mundanos, do jeito que o mundo gosta.

A grande problemática é que muitos lideres, pastores e pregadores, estão sendo influenciados e estão cedendo a pressão para esta geração antibíblica. O ensino ortodoxo da palavra de Deus vem se tornando cada vez mais escassos em muitas igrejas, e como consequência estamos vendo muitos crentes imaturos e raquíticos espiritualmente.

As igrejas estão ficando cada vez mais parecidas com o mundo, e a diferença não está sendo notada. Muitos cristãos ao invés de influenciarem o mundo, estão sendo influenciados. Está havendo uma tolerância com o sistema mundano que está se instalando dentro das igrejas. 

Muitos cristãos não leem mais a bíblia, nem suportam ouvir a sã doutrina, estão conformados com o mundo e não reagem mais contra o pecado. Muitos cristãos vão à igreja (templo) só para darem uma satisfação da sua "fé", e serem politicamente corretos. Porém, não prestam um culto espiritual a Deus. 
Paulo escrevendo à igreja que estava em Roma, diz: Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo, e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Rm.12.1,2). 

Infelizmente, o fato é que, a igreja está sendo influenciada pelo mundo, e não influenciado o mundo. Nós fomos chamados por Deus, para influenciar o mundo, e não para sermos influenciados pelo mundo. Fomos chamados para fazer a diferença e andar na contramão do mundo. A igreja foi separada para viver do jeito que Deus se agrada, e não do jeito que o mundo gosta.

Em resumo: As igrejas vem se tornando mundana e tomando a forma do mundo. Exatamente o oposto da vontade do Senhor Jesus. Estamos vendo uma geração que não conhece, não ler, não estuda, e não sabe citar a bíblia. 

Será que nossas igrejas estão ficando do jeito que o mundo gosta?
Igrejas "ao gosto do freguês" ?
Que Deus nos ajude e abra os olhos dessa nova geração de crentes!

Um comentário: