segunda-feira, 1 de agosto de 2011

AS QUATRO DÁDIVAS DE DEUS.

Texto básico: Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vêm do alto, descendo do pai das luzes, em quem não há mudança, nem sombra de variação. Tg.1.17.

Introdução: Receber presentes é muito bom, todos nós gostamos de receber presente. Geralmente as pessoas ficam felizes quando são presenteadas. Porém o melhor e mais valioso presente de todos os tempos, foi doado por Deus à humanidade, Jesus Cristo, seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Jo.3.16.

1. O DIREITO DE FILIAÇÃO A DEUS. 

Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus. Jo.1.11-13. 
Em gênesis no principio da criação de Deus, Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, e o homem recebeu o título de filho de Deus. Mas por causa da  sua desobediência, e tendo o pecado entrado no mundo, ele perdeu esse privilégio. Vindo Jesus Cristo, quatro mil anos depois, nos deu o direito de sermos adotados por Ele e sermos chamados filhos de Deus; mediante a sua aceitação. O apóstolo Paulo escrevendo aos  romanos disse: Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebeste o espírito de escravidão, para outra vez, estardes em temor, mas recebeste o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados. Rm.8.14-17.

2. A VIDA ETERNA. 

As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos. Jo.10.27,28.
Jesus é o único que tem autoridade de dizer: Eu dou-lhes a vida eterna. Nunca, nenhum líder religioso disse para os seus seguidores: Dou-lhes a vida eterna. 
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor. Rm.6.23 
Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Jo.3.16.
Na verdade, na verdade vos digo, que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. Jo.5.24 
Quem tem o filho tem a vida; quem não tem o filho de Deus, não tem a vida. 1Jo.5.12 
Jesus é o pai da eternidade. Is.9.6
Ele disse: Antes que Abraão existisse, Eu Sou. Jo.8.56-58  

3. A GLÓRIA DE DEUS. 

E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Jo.17.22.
Jesus não foi egoísta, mas ele quis compartilhar conosco a glória que recebeu do pai.
Essa glória está caracterizada pela presença de Deus, por intermédio do Espírito Santo que está na igreja.  
Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. Rm.3.23 
A glória de Deus se manifestou na vida de Jesus, quando ele foi batizado por João Batista, as margem do rio Jordão. Essa glória também foi manifesta na pessoa de Jesus Cristo, quando ele e três dos seus discípulos, subiram ao monte da transfiguração. Essa mesma glória que ele recebeu do pai, ele compartilhou com  a sua igreja. Ele disse: E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.


4. A PAZ DE DEUS. 

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. Jo.14.27.
A paz é o que o homem menos tem, a paz é o que a humanidade mais precisa. Então quando se fala em paz, os chefes de Estados, e lideres de governos, se reunem e sentam as mesas redondas para fazerem conferências para tentarem promover a paz para humanidade. Eu li nos livros, que quando estourou a primeira guerra mundial, em 1914 e terminou 1919, eles criaram a liga das nações unidas. Vinte anos depois, estourou a segunda guerra mundial, em 1939 a  1945, e quando terminou a segunda guerra mundial, eles criaram a (O.N.U.), organização das nações unidas. Eles disseram que jamais haveria outra guerra, mas isto não foi verdade. John Lennon, através da música, desejava promover a paz para humanidade. Mahatma Gandhi, foi um pacificador na Índia, e se tornou um líder respeitado naquela nação. Mas o único que pode promover a verdadeira paz, é Jesus Cristo, o príncipe da paz. Is.9.6. A paz que Jesus oferece, não tem sua origem nas drogas, nas bebidas,  no cigarro, nas filosofias, nem no pensamento do homem. Mas ela tem sua origem no coração de Deus. Esta paz excede a todo entendimento; eu já vi um ímpio morrer, e a morte do ímpio não é bonita. Mas eu já vi um crente em Jesus  morrer, juntar suas mãos aos anjos e ser levado ao paraíso. O cristão verdadeiro ele pode desfrutar da paz de Deus, mesmo que as circunstâncias sejam desfavoráveis. Este mundo não conhecerá a paz, sem a regência e o reinado, do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo. Ele é a nossa paz.
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário