domingo, 4 de setembro de 2011

OS TRÊS TESOUROS DE DEUS.

Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, segundo a promessa da vida que está em Cristo Jesus, a Timóteo, meu amado filho: Graça, misericórdia e paz, da parte de Deus pai, e da de Cristo Jesus, Senhor nosso (2Tm.1.1,2).

Paulo, escrevendo no prefácio de sua carta ao jovem pastor Timóteo, ele fez algumas declarações, dentre elas, três de suma importância, as quais chamamos de os três tesouros de Deus. O apóstolo João em sua segunda epístola corroborando com apóstolo Paulo, escreve: A graça, a misericórdia, a paz, da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo, o Filho do Pai, sejam convosco na verdade e amor (2João.vers.3).
Tesouro é algo de muito valor, geralmente quem possui um grande tesouro, procura guarda-lo em um lugar seguro. Para o bem espiritual da humanidade, Deus dispensou através de Jesus Cristo, estes três grandes tesouros: A graça, a misericórdia e a paz.

1. GRAÇA.

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie. Ef.2.8,9.
A graça de Deus, é um dos seus atributos mais conhecido. Esta palavra no grego é "charis" ele aparece 323 vezes no texto sagrado. O seu significado original da palavra é: Um favor divino não merecido; ou seja; a graça não depende de méritos do homem, é uma dádiva de Deus.

OS TRÊS BENEFÍCIOS DA GRAÇA:

Perdão.
Veio porém a lei, para que o pecado abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça. Rm.5.20
Justificação.
Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Rm.3.23,24.
Salvação.
Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século; sóbria, justa e piamente. Tt.2.11,12.

2. MISERICÓRDIA.

A misericórdia de Deus é a sua grande bondade manifesta, para com a humanidade pobre e desvalida.
As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não têm fim. Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. Lm.3.22,23.
O termo misericórdia é a junção de duas palavras: Miseri, de onde vem a palavra miserável; e córdia que tem haver com o coração. Dai podemos dizer: O homem miserável no coração de Deus.
A parábola do bom samaritano é uma ilustração da misericórdia de Deus. Lc.10.25-37.

3. PAZ.

Jesus disse: Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração nem se atemorize. Jo.14.27.
A paz é o que o homem menos tem, a paz é o que a humanidade mais precisa.
A paz que o mundo oferece é uma paz  momentânea, limitada e falsa.
A paz que Jesus dá, é abundante, verdadeira e eterna.
A paz que Jesus oferece, não tem a sua origem nas filosofias, nem nos pensamentos dos homens, mas tem a sua origem no coração de Deus.

AS TRÊS DIMENSÕES DA PAZ:

Paz com Deus.
Sendo, pois justificados pela fé, temos paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo. Rm.5.1.
Paz interior.
E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. Fp.4.7.
Paz exterior.
Segui a paz com todos... Hb.12.14.

Conclusão: Jesus Cristo, o príncipe da paz é o único que tem o poder de promover a paz  para a humanidade, que vive ansiosa, preocupada e desprovida da verdadeira paz. Ele é o Deus das misericórdias e a fonte inesgotável da graça de Deus.

2 comentários:

  1. A Paz Do Senhor seja convosco homem de Deus!estou seguindo o seu blog pois é uma ferramenta muito abençoadora.Gostei dos assuntos aqui abordados,Deus permaneça abençoando o vosso ministério.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém. Obrigado pela visita e por está seguindo o blog Pregando a Verdade, a Deus seja a glória.

      Excluir