sexta-feira, 5 de outubro de 2012

CINCO PRIVILÉGIOS DOS FILHOS DE DEUS.

Texto básico: Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. Jo.1.11-13. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. 1Pe.2.9.

Introdução: Privilégios não são para muitos, poucas pessoas são privilegiadas. Privilégio significa: Uma vantagem ou direito concedido a uma classe de pessoas, ou a uma pessoa. Neste caso a igreja representada pelos filhos de Deus, é privilegiada por ter direitos adquiridos por Jesus,  por intermédio de sua morte e ressurreição. O mundo no sentido espiritual está dividido em três povos: Judeus, gentios e a igreja de Deus. Existem privilégios que são exclusivos dos filhos de Deus.

1. GERAÇÃO  ELEITA.

O apóstolo Paulo escrevendo aos efesios, diz: Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo, como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo... Ef.1.3,4.
Na preciência de Deus, ele nos elegeu em Cristo antes da fundação do mundo.

As qualidades de uma geração eleita:

1.1 Uma geração transformada.
Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos (1Pe.1.3).

1.2. Uma geração de adoradores.
Uma geração louvará as  tuas obras à outra geração e anunciará as tuas proezas (Sl.145.4).

1.3. Uma geração que faz a diferença.
Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve (Ml.3.18).

2. SACERDÓCIO  REAL.

Na antiga aliança o exercicio sacerdotal era restrito aos que pertenciam a tribo de Leví; somente o sacerdote tinha o direito de entra no lugar santo do tabernáculo para oferecer sacrifícios e interceder a Deus pelo povo. O sumo sacerdote entrava além do véu no lugar chamado santo dos santos ou santíssimo, uma vez por ano para interceder pela nação e oferecer sacrifícios a Deus. Jesus é o sumo sacerdote perfeito e eterno, quando ele deu o brado na cruz e entregou o seu espírito a Deus o Pai; diz a bíblia: E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo. A parti desse acontecimento, em que o véu do templo foi rasgado, Jesus estava declarando uma nova aliança e abrindo o caminho de acesso direto à Deus para todos os filhos de Deus; nos dando assim o privilégio de sermos sacerdotes.

Três características de um sacerdócio real:

Um sacerdócio de fé.
Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé. Hb.10.22a.

Um sacerdócio ousado.
Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus. Hb.10.19.

Um sacerdócio perseverante.
Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança, porque fiel é o que prometeu. Hb.10.23.

3. NAÇÃO  SANTA.

A nação de Israel foi chamada para ser uma nação separada das demais, e o próprio Deus declarou que eles seriam a sua propriedade peculiar. Ex.19.5. Na nova aliança esse direito foi conferido a todos os filhos de Deus que formam a igreja de Deus.

Três qualidades da nação santa:

Nação separada.
Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver. 1Pe.1.15.

Nação escolhida.
Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça. Jo.15.16a.

Nação vitoriosa.
Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo. 1Co.15.57.

4. POVO  ADQUIRIDO.

O povo de Deus foi adquirido por um alto preço, Jesus nos resgatou mediante o seu sangue derramado na cruz do calvário. O apóstolo Pedro escrevendo disse: Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado. 1Pe.1.18,19.

Três características do povo adquirido por Deus:

Povo comprado.
Porque fostes comprado por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus. 1Co.6.20.

Povo resgatado.
Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado. 1Pe.1.18,19.

Povo especial.
O qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniquidade e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras. Tt.2.14.

5. ANUNCIAR  AS  VIRTUDES  DE  DEUS.

Anunciar as virtudes do evangelho, é um privilégio exclusivo dos filhos de Deus. À nenhum dos sábios, nenhum dos filósofos, nenhum dos intelectuais, nenhum dos eruditos ou grandes oradores deste mundo; foi confiado essa nobre missão de ser porta voz de Deus. Deus na sua sabedoria preferiu os pequeninos. Em uma certa ocasião Jesus disse: Graças te dou, ó pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelastes aos pequeninos. Sim ó pai, porque assim te aprouve. Mt.11.25,26.

Três razões porque anunciamos as virtudes de Deus:

Somos embaixadores de Cristo.
De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. 1Co.5.20.

Somos anunciadores do evangelho.
Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho! 1Co.9.16.

Somos capacitados por Deus.
Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. At.1.8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário