quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

O TEMPO DA LIBERTAÇÃO CHEGOU.

Texto básico: E aconteceu, depois de muitos dias, morrendo o rei do Egito, que os filhos de Israel suspiraram por causa da servidão e clamaram, e o seu clamor subiu a Deus por causa da sua servidão. E, ouviu Deus o seu gemido e lembrou-se Deus do seu concerto com Abraão, com Isaque e com Jacó; e atentou Deus para os filhos de Israel e contemplou a situação deles (Ex.2.23-25).
E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus opressores, porque conheci as suas dores. Portanto, desci para livrá-lo da mão dos egípcios...(Ex.3.7,8).

Depois de um período de 400 anos de escravidão no Egito, debaixo de muita opressão e sofrimento, os filhos de Israel já tinham chegado ao seu limite, eles clamavam pedindo socorro, já não suportavam, pois as suas forças estavam chegando ao fim. Mas Deus é fiel para cumprir com a sua palavra. Ele havia falado a Abraão, dizendo: Saibas, de certo, que peregrina será a tua semente em terra que não é sua; e servi-los-á e afligi-la-ão quatrocentos anos. Mas também eu julgarei a gente à qual servirão, e depois sairão com grande fazenda (Gn.15.13,14). Deus tem o seu tempo certo de agir, não adianta se apressar, nem querer ensinar a Deus trabalhar, Ele vai entrar em ação na hora certa. Quando Deus determina o dia da vitória, não há quem possa impedir, pois Ele diz na sua palavra: Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá? (Is.43.13). Quando chega o tempo da libertação, não há Faraó no Egito nem Diabo no inferno que impeça a vitória do povo de Deus.

DEUS AGINDO A FAVOR DO SEU POVO.

1. DEUS OUVIU.

O SENHOR te ouça no dia da angústia; o nome do Deus de Jacó te proteja (Sl.20.1).
Quando os filhos de Israel chegaram ao extremo e viram que já não suportavam tanta opressão, eles clamaram. E, Deus ouviu o seu clamor, Deus não só ouviu, mas Ele também deu ouvido. No sentido de socorrê-los.

2. DEUS LEMBROU-SE.

Lembre-se de todas as tuas ofertas e aceite os teus holocaustos (Sl.20.3).
Deus nunca se esquece de ninguém, nem da sua promessa; porém numa linguagem figurativa e antropomórfica, descendo ao nível humano para ser melhor entendido, Ele lembrou-se do seu povo.

3. DEUS ATENTOU.

E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus opressores, porque conheci as suas dores (Ex.3.7).
Isto significa dizer que Deus parou para observar o sofrimento e angústia que o seu povo estava passando.
Quando isto acontece é sinal que Deus vai começar a agir.

4. DEUS CONTEMPLOU (refletiu).

Além de Deus ver, ouvir, lembrar e atentar, Ele também contemplou, no sentido de refletir, Ele pensou e refletiu sobre a situação tão difícil e deprimente que o seu povo estava passando, e decidiu agir. Quando Deus contemplou a aflição de Jó, Ele decidiu virar o seu cativeiro. E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía (Jó.42.10). Deus está contemplando tudo, Ele está trabalhando, Ele vai agir a teu favor.

5. DEUS DESCEU PARA LIVRAR.

Portanto, desci para livrá-lo da mão dos egípcios...(Ex.3.7,8).
Por causa da opressão dos pobres e do gemido dos necessitados, me levantarei agora, diz o SENHOR; porei em salvo aquele para quem eles assopram (Sl.12.5).
Quando o clamor dos filhos de Israel chegou diante do trono de Deus, Deus viu que eles haviam chegado ao seu limite, e que a medida da injustiça dos egípcios já estava cheia, então Deus decidiu levantar-se do seu trono e descer para socorrer o seu povo e livrá-los da opressão de Faraó. Deus tem o seu tempo certo de agir, Ele não chega atrasado nem adiantado. O mal não dura para sempre, depois da noite vem o dia, depois da tempestade vem a bonança e depois da batalha vem a vitória. Está escrito: O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Sl.30.5). Descansa em Deus, Dele vem a tua vitória. Uns confiam em carros, e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR nosso Deus. Uns encurvam-se e caem, mas nós nos levantamos e estamos de pé (Sl.20.7,8). Aleluia!
O tempo da libertação chegou! Amém!

Um comentário: