sexta-feira, 25 de março de 2016

ELE RESSUSCITOU, O TÚMULO ESTÁ VAZIO.

Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscai a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como tinha dito. Vinde e vede o lugar onde jazia (Mt.28.5,6).

A ressurreição de Jesus é o fato mais intrigante e polêmico ao longo dos séculos, muitos acham uma contraversão e querem argumentar que foi uma farsa divulgada pelos discípulos.
A bíblia relata que, os príncipes dos sacerdotes quando souberam que Jesus havia ressuscitado, se reuniram com os anciãos e tomando conselho entre si, subornaram os guardas que vigiavam o sepulcro de Jesus, lhe deram muito dinheiro e ordenou que eles divulgassem a seguinte mentira: Dizei: Vieram de noite os seus discípulos e, dormindo nós, o furtaram. E foi divulgada essa mentira entre os judeus, até ao dia de hoje (Mt.28.11-15).
O fato é, que nenhuma mentira resisti a verdade. Se os inimigos de Jesus tivessem furtado o seu corpo, eles o teriam mostrado, para confirmar que Ele não ressuscitara. Se os discípulos tivessem furtado o seu corpo, nunca teriam sacrificado suas vidas e posses em prol daquilo que sabiam ser mentira e engano. A verdade é que Jesus ressuscitou e o seu túmulo está vazio. Aleluia!

TRÊS VERDADES QUE ATESTAM A RESSURREIÇÃO DE CRISTO.

1. O FATO DE ELE TER NASCIDO.

Jesus não é um ser mitológico como muitos pensam, Jesus nunca foi uma lenda inventada pela imaginação dos homens.
Jesus veio a este mundo nascendo de uma mulher para se cumprir o que acerca Dele estava escrito: Portanto, o mesmo SENHOR vos dará um sinal: Eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel (Is.7.14). O apóstolo Paulo diz: Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos (Gl.4.4,5). Ele foi e é real. Ele nasceu, cresceu, morreu, ressuscitou ao terceiro dia e está no céu à destra da Magestade. 

2. O FATO DE ELE TER MORRIDO.

Os céticos tentam desesperadamente negar essa verdade incontroversa. Alguns dizem que Jesus não chegou a morrer, mas apenas teve um desmaio na cruz. Porém, o fato é que Cristo morreu por nossos pecados e foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. Se Cristo não tivesse morrido, logo também não teria ressuscitado, assim seria vã a nossa fé e a nossa pregação.

3. O FATO DO SEU TÚMULO ESTÁ VAZIO.

Muitos tentam contradizer este fato, e buscam argumentos para negarem a sua ressurreição. Outros dizem que os discípulos roubaram o corpo de Jesus. Ainda há os que dizem que as mulheres foram ao túmulo errado e divulgaram a notícia de que sua sepultura estava aberta. Entretanto, as trevas do engano, não podem prevalecer contra a luz da Verdade. Jesus está vivo!

"Ele ressuscitou, não está mais aqui; vede o lugar onde o tinham posto" (Mc.16.6).

Todas as religiões giram em torno de túmulos. Mas só há um túmulo vazio. Um muçulmano disse certa vez a um missionário: "Nós, muçulmanos, temos uma coisa que vocês cristãos não tem, um túmulo, ao qual podemos ir visitar e chorar".
"É mesmo", o missionário replicou: "Nós temos um túmulo também, mas está vazio, nosso Salvador está vivo".
Este túmulo vazio faz toda a diferença entre a Cristandade e as demais religiões.
A Cristandade tem um Fundador e Salvador vivo! Todas as outras religiões tem seus fundadores mortos e nenhum Salvador.

Se você for à Arábia, vai encontrar o túmulo de Maomé, onde está escrito: Aqui jaz os restos mortais de Maomé.

Se você for à Índia, vai encontrar o túmulo de Buda, onde está escrito: Aqui jaz os restos mortais de Sidarta Gautama, o Buda.

Se você for à China, vai encontrar o túmulo de Confúcio, onde está escrito: Aqui jaz os restos mortais de Confúcio.

Se você for à França, vai encontrar o túmulo de Alan Kardec, onde está escrito: Aqui jaz os restos mortais de Alan Kardec.

Se você for aos Estados Unidos, vai encontrar o túmulo de Joseph Smith, onde está escrito: Aqui jaz os restos mortais de Joseph Smith.

Mas, se você for a Israel, você vai encontrar o túmulo de Jesus Cristo, onde está escrito: "Ele não está aqui, porque ressuscitou". Aleluia! 

CONCLUSÃO:
A ressurreição de Cristo é o seu grito de triunfo sobre a morte, é a prova cabal de que sua morte foi eficaz, que seu sacrifício foi perfeito e que a porta da salvação está aberta para nós. Não adoramos o Cristo preso na cruz, nem o Cristo vencido pela morte, mas o Cristo vivo e vencedor. Jesus ressuscitou!
Ele está à destra de Deus, de onde voltará com grande poder e glória. Amem!

sábado, 19 de março de 2016

OS QUATRO DIAS MAIS IMPORTANTES

Faze-me conhecer, SENHOR, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil. Eis que fizeste os meus dias como a palmos; o tempo da minha vida é como nada diante de ti; na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade. Na verdade, todo homem anda como uma sombra; na verdade, em vão se inquietam; amontoam riquezas e não sabem quem os levará. Agora, pois, Senhor, que espero eu? A minha esperança está em ti (Sl.39.4-7).

Neste salmo Davi faz uma reflexão e reconhece a sua fragilidade, ele percebe que a vida humana é totalmente vaidade (como vento que passa), é efêmera e passa como uma sombra.
Na nossa contagem cronológica um ano tem 365 dias, e todos não são iguais para nós, há dia que nós queríamos que não terminasse, mas, há dia que achamos que não deveria ter existido na nossa vida. Há dias que julgamos importantes, há dia que nos proporciona grande alegria e felicidade; porém, há dia que nos traz tristezas e infelicidade.Uma certa vez Jesus ensinando aos seus discípulos Ele disse: Basta cada dia o seu mal.
Na história da humanidade houve alguns dias que foram muito importantes e marcaram a história para sempre, por exemplo:

 1. O DIA DO NASCIMENTO DE JESUS.

E, tendo nascido Jesus em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do Oriente a Jerusalém, e perguntaram: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos a adorá-lo. E o rei Herodes, ouvindo isso, perturbou-se, e toda a Jerusalém com ele (Mt.2.1-3).
Herodes ao saber da notícia de que Jesus havia nascido, perturbou-se e procurou matar todos os meninos em Belém, de dois anos para baixo. O grande plano do diabo usando o rei Herodes, era não deixa se cumprir a profecia do nascimento de Jesus, para que a mensagem do evangelho não viesse ao mundo. Mas graças a Deus que Jesus nasceu e nos trouxe a vitória.
Portanto, o dia do nascimento de Jesus, foi o Dia mais importante para humanidade, pois se Jesus não tivesse nascido toda humanidade estaria perdida para sempre.

No ano de 2009 foi comemorado os quarenta anos da chegada do homem à lua. Em 20 de julho de 1969, Neil Armstrong, o primeiro astronauta a pisar em solo lunar, ao fazê-lo, disse uma frase que até hoje ecoa como a mais triunfal conquista humana de todos os tempos: “É um pequeno passo para o homem, mas um gigantesco salto para a Humanidade”.
Mas, o que mais chamou a atenção foi o que disse Richard Nixon, o então presidente do Estados Unidos da época. Com uma empáfia singular, talvez fruto do orgulho americano por serem eles os primeiros a conseguir tal façanha, Nixon falou em alto e bom som: “Esse é o dia mais importante para a Humanidade – o dia em que o homem pôs os seus pés na lua”. Foi aí que um grande evangelista do século vinte, Billy Graham, resolveu reagir à afirmação de Nixon. Disse Billy Graham: “o dia mais importante para a Humanidade não foi o dia em que o homem pôs os seus pés na lua, e sim, o dia em que Deus pôs os seus pés na Terra”. A Casa Branca estremeceu!

2. O DIA DA MORTE DE JESUS.

E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo, e livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à escravidão (Hb.2.14,15). A segunda investida do diabo foi tenta impedir Jesus subir a cruz, e morrer. Em uma certa ocasião Jesus disse para os seus discípulos que convinha ir a Jerusalém, padecer muito e depois ser morto, e ressuscitar ao terceiro dia. Pedro deu lugar ao diabo, e disse: Senhor tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso. Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens (Mt.16.21-23). O diabo não queria em hipótese alguma que Jesus morresse na cruz. Mas graças a Deus, que Jesus morreu e ressuscitou ao terceiro dia, e nos garantiu a vitória. Quando Jesus está prestes a morrer, Ele dá o brado: Está consumado! Portanto, o dia da morte de Jesus, se constitui o segundo dia mais importante para humanidade.

3. O DIA DA RESSURREIÇÃO DE JESUS.

E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem (1Co.15.14,19,20). A grande investida do diabo, foi divulgar uma mentira entre os Judeus, de que o corpo de Jesus, foi roubado e que ele não ressuscitou. Até hoje muitos judeus, acreditam nessa mentira do diabo. Mas, graças a Deus que Jesus ressuscitou ao terceiro dia, e está no céu a destra da majestade, e intercede por nós.
O dia da ressurreição de Jesus, foi o terceiro dia mais importante para humanidade, pois se Jesus não tivesse ressuscitado, não havia esperança de salvação, e toda humanidade estaria fadada a condenação eterna.
 
4. O DIA DA VOLTA DE JESUS.

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também (Jo.14.1-3).
E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir (At.1.10,11). Se alguém não ama o Senhor Jesus Cristo, seja anátema; maranata! (1Co.16.22).
Os cristão do primeiro século, viviam na expectativa de que a volta de Jesus, aconteceria naquela época. Esta expressão maranata, é de origem aramaica, que vem a ser, maran-athá; que significa: O Senhor vem. Era usada como saudação pelos cristãos, ao se encontrarem. A volta de Jesus está para acontecer a qualquer momento, muitos não acreditam, o diabo tem colocado na mente das pessoas, de que uma nova era está para surgir, e que seres extra terrestre estão invadindo o nosso planeta com discos voadores, afim de leva-los para outra dimensão para serem aperfeiçoados. Mas, isto não é verdade, Jesus vem em breve arrebatar a sua igreja. E está será a grande vitória do cristianismo, e os filhos de Deus serão vencedores para sempre. Maranata!
Portanto, esse será o grande dia mais importante para humanidade, para os que forem arrebatados, vitória, para os que ficarem tristeza. Estejamos preparados, pois este grande Dia está próximo. Amém!

quinta-feira, 17 de março de 2016

FIEL A TODA PROVA

De tudo que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo homem (Ec.12.13).

AS PALAVRAS DO INFERNO SÃO PERSUASIVAS.

É assustador como o mal domina a mente das pessoas; como as pessoas são vulneráveis aos ataques do inimigo, é preciso ter intimidade com Deus para não cair nas lábias do diabo; o poder de convencimento dele consegue manipular as mentes mais brilhantes. Eu fico pasmado como o ser humano cede com rapidez ao apelo do maligno, como seu débil coração se lança com agilidade a fazer o que é errado; há pessoas que por anos segue uma linha de ética, possui um pensamento digno de admiração, e, de momento para outro, se descuida e, envolve-se em situações, ou questões totalmente adversas, sendo arrastado para mal, perdendo tudo o que havia conquistado, construído. A bíblia diz: Há caminho, que parece direito ao homem, mas o fim são os caminhos da morte (Provérbios 16.25).

Parece haver dentro das pessoas um imã que é atraído pelas forças negativas, por aquilo que conduz ao desfio do foco da retidão. Quantos homens com uma formação exemplar, com integridade, pessoas que não levantava suspeita, mas pela simples questão de se juntar a outros, que, possuía caráter distorcido, se contaminou. Está escrito: Não vós enganeis; as más conversações corrompem os bons costumes (1Co.15.33). A sua companhia não teve o poder para trazer aquele de má conduta, para a razão, mas, as palavras proferidas pelos lábios do perverso, tiveram o poder malicioso e sutil  do inimigo, e aquela pessoa, então boa, termina lambuzando-se e caindo nas entranhas do mal. Um pouco de fermento ruim, destrói toda a massa (1CO.5.6).  Os homens maus não entendem o juízo, mas os que buscam ao Senhor entendem tudo (Provérbios 28.5).

Quantos filhos em convívio família, os pais educaram na integridade, cercados de carinho, são conduzidos para o bom caminho, todos os dias, ouvem palavras que ensinam que eles devem desviar-se do mal, das más companhias, que não deve se meter em questão que não são deles, que não deve se contaminar com nenhum tipo de drogas, que não deve pegar nada de ninguém; São anos em que seus pais e familiares lhes dizem isto. De repente, chega um “amigo”, agente do mal, com uma conversa sedutora, e consegue convence-los, ainda embuti neles, que os seus pais, são caretas, e quadrados, que a época é moderna, que é tempo de se divertir, curtir à vida adoidado, e, em poucas horas, o encaminha para o caminho do mal, quando não lhes provocam a própria morte. Afasta, pois, a ira do teu coração, e remove da tua carne o mal, porque a adolescência e a juventude são vaidade. Eclesiastes 11.10.

Quantos casais perfeitamente saudáveis, tudo para formar uma bela família, estruturada, caminhando juntos, fazendo grandes planos para o futuro, fiéis, um para com outro, de repente, recebem um convite de grego, são convidados para sair com os amigos para relaxar, tomar uma, se divertir, logo, satanás coloca a sua frente um homem, ou uma mulher estranha, com grande poder de sedução, às vezes, sem beleza nenhuma, mas, a pessoa fica tão cega que ver o que não existe, e o convence a trair aquela ou aquele, qual havia jurado fidelidade até que a morte o separasse. Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias de vida da tua vida, os quais Deus te deu debaixo do sol. Eclesiastes 9.9.

Pessoas que nasceram no evangelho, todos os dias ouviram falar das coisas do Reino de Deus, muitas vezes, está mesma pessoa evangelizou a tantas outras, mostrou e comprovou que, o mundo jaz no maligno, que as trevas têm coberto a face da terra, que multidões estão a passos largos em direção ao abismo, mesmo assim, essa pessoa por causa de algo banal, por não concordar com outras opiniões, ou porque alguém que ela confiava saiu do foco de Deus, a pessoa abandona tudo, e sai da presença de Deus, e, muitos, não querem mais nem ouvir falar de Jesus. Que poder satânico é este que consegue apagar com tanta facilidade o que levou anos a ser plantado?
Porque este lado tão nebuloso das pessoas? Certamente porque elas confiaram em seu próprio coração, e o coração humano é terra onde ninguém consegue passear, é espinhoso, ardil e astuto, aquele que se deixa conduzir pelo desejo que há em si, termina sendo aprisionado pelo engano, e, atraído para mal. Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Jeremias17.9

O Ser humano se dobra com facilidade diante das palavras mentirosas, é muito difícil você convencer alguém da verdade, é necessário que seja repetida tantas vezes, para surtir efeito, mas, se uma mentira for dita, logo é erradicada, enche todo o ambiente, e, aquela mentira é tomada por uma verdade, e ninguém se importa que outras pessoas sejam destruídas. Porque, a natureza humana está voltada para o mal, e quando não se tem a Deus como o centro da sua vida, emboscada se torna a boca do homem, e o engano prevalece sobre a justiça. O que atenta prudentemente para a palavra achará o bem, e o que confia no Senhor será bem-aventurado. Provérbios 16.20

Para não cair neste laço que paira sobre a terra, neste engano satânico que tem dominado a tanta gente, é fundamental ter Deus como Senhor absoluto em sua vida, possui visão de águia, saber o que é de Deus, e o que não é; fazer sobressair o lado espiritual, deixar sempre mais forte o espírito.
Quando o espírito está forte, ele abate o desejo da carne; A alma que faz o equilíbrio entre o espiritual e o humano, fica inclinada para o lado forte, logo, as coisas da carne, não conseguirão dominar a vida daqueles que anda em espírito. Todas as coisas ruins são procedência da carne, da natureza humana, sustentada pela força do mal, se deixarmos nossa natureza humana dominar, as consequências serão: vivermos voltados para o erro, pois, o lado espiritual ficaria submerso no enfado que está diretamente ligado com alma vivente, ou seja, com os desejos, anseios e pensamentos do homem. Nenhum homem há que tenha domínio sobre o espírito, para reter o espírito; nem poder sobre o dia da morte; nem há armas nesta peleja; nem tampouco a impiedade livrará ao ímpios (Eclesiastes 8.8).

CONCLUSÃO: 
É preciso amortizar os nossos desejos, fazer crescer em nós os desejos de Deus, porque a vontade de Deus para nossa vida é boa, perfeita e agradável, se estivermos ligados Nele, jamais seremos enganados pelas palavras persuasivas do mal, livres, ficaremos, de cair em emboscada do inimigo.
Deus te abençoe em nome de Jesus!

Adaptado, Fonte:
Pra. Elza Amorim Carvalho           
Pequenina Serva a Serviço Do Reino de Deus.

quinta-feira, 3 de março de 2016

MILÊNIO, UM TEMPO GLORIOSO PARA A TERRA.

E vi descer do céu um anjo que tinha a chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o diabo e satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que mais não engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo. E vi tronos; e assentaram-se sobre eles aqueles a quem foi dado o poder de julgar. E vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na testa nem na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos. Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabem. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com Ele mil anos (Ap.20.1-6).

O reinado de Cristo na terra será um período de mil anos de paz e prosperidade em que a humanidade irá desfrutar. Será um tempo ímpar na história da humanidade; o governo de Cristo vai alcançar todas as nações, e todos os reinos deste mundo serão submissos ao Reino de Cristo.
O Milênio será um período de mil anos literais no qual Jesus Cristo reinará também literalmente em cumprimento as promessas feitas por Deus a Israel através das alianças com Abraão e Davi. O Milênio também é um cumprimento das profecias preditas por intermédio dos profetas nas escrituras do antigo Testamento (Is 11.4-16; 60.1. 62.12; Zc 14.9,16-21), portanto, todas as doutrinas que apresentam o Reino como algo apenas espiritual ou simbólico, bem como os falsos ensinamentos de que já estamos no Milênio são falsos! No Milênio será tirado das mãos dos homens o governo das nações e Jesus será o Rei sobre toda a Terra. Este período corresponde a sétima e última dispensação antes da Eternidade e começará logo após o Julgamento das Nações.
Jerusalém será a sede do Reino de Cristo na Terra; será a capital do mundo, em cumprimento a (Is 2.2-4; 4.2-3;  Jl 3.17-20; Mq 4.1-8). Israel como nação será plenamente restaurado em toda terra prometida.

COMO SERÁ A VIDA NO MILÊNIO?

1- Jesus governará com poder sobre toda a terra junto com os seus santos (Zc 14.9; II Tm 2.12).
2- Tudo estará sujeito ao Senhor Jesus (1Co.15.25,26).
3- Todas as nações irão a Jerusalém adorar ao Rei (Zc 14.16).
4- As nações que não obedecerem e forem rebeldes sofrerão represálias (Zc 14.17).
5- Será um governo perfeito de justiça e paz; e de Jerusalém virá a Lei. (Is 11.3-5; 32.15-17; Mq 4.1-4).
6- Os homens viverão muitos anos (Is 65.19-23; Zc 8.4,5).
7- A ferocidade dos animais será tirada (Is 11.6-8; 65.25).
8- Toda terra conhecerá o Senhor (Is 11.9).
9- A maldição sobre a terra será retirada (Sl 72.3-17
10- A natureza será restaurada. Haverá fertilidade na terra (Is 30.23; 35.1,2,7; 41.18-20; Am 9.13,15; Rm.8.20-23).
11- As armas serão transformadas em ferramentas, ou seja, não haverá guerras (Is 2.4).
12- A idade juvenil será de cem anos e os velhos terão seus dias em plena saúde. (Is 65.20-23).
13- Haverá uma transformação no corpo das pessoas que tem deformidades físicas (Isaías 29.17-19; 35.3-6).
14- As águas do Mar morto ficarão saudáveis e peixes serão encontrados ali (Ezequiel 47).
15- Não haverá doenças, as pessoas gozarão de plena saúde (Is.33.24).

Durante o milênio ainda haverá morte na Terra, pois os seus habitantes não estarão em corpo glorioso; entretanto, a morte será exceção e não regra e terá um caráter punitivo pela desobediência e rebeldia (Is 65.20).
O homem será provado pela última vez em condições favoráveis como nunca houve antes. Haverá Paz na Terra; bênçãos; a Terra será cheia do conhecimento do Senhor; a lembrança da Grande Tribulação servirá de alerta e referência; o problema do pecado estará bem claro e não haverá influência espiritual externa que leve o homem à tentação.
Os filhos dos povos que nascerem durante o Milênio e não passaram por sofrimentos e pela influência de Satanás, não experimentaram a maldição sobre a Terra e tiveram uma vida próspera; logo reclamarão e passarão a servir ao Senhor por obrigação como Rei, mas não o considerarão como Senhor. Quando Satanás for solto; encontrará em seus corações um terreno fértil para a sua revolta final.
 
COMO ESTARÁ A IGREJA NO MILÊNIO E QUAL SERÁ O SEU PAPEL?

A Igreja estará glorificada na Jerusalém Celeste; a habitação eterna da Noiva do Cordeiro e reinamos com o Senhor. (Ap. 2.26,27; 21.2,3,23-27; 22.1-5).
A igreja reinará com Cristo (Ap.5.9,10; 20.6).
Durante o milênio, esta maravilhosa cidade estará acima da Terra, como uma estrela e resplendor da Glória de Deus. Jerusalém terrestre continuará existindo na Terra e os homens a ela virão para adorar a Deus e verão Jerusalém celeste brilhando com a Glória de Deus.
A cidade é uma grande luz, luz que não perde o seu brilho e nenhuma sombra ofuscará o seu fulgor, nenhuma nuvem a encobrirá e os reis da terra levantarão os seus olhos e saberão que aquela Glória vem do Cordeiro e de sua Igreja.
A Nova Jerusalém é a habitação do Cordeiro e da Igreja, mas Jesus reinará sobre a Terra e, em especial, sobre Israel, ocupando o trono de Davi. A Igreja, o povo especial do Senhor participará do seu Reino (2Tm.2.11-13).
Os santos estarão em um corpo glorioso adaptado para a vida no céu e superior as leis da física; não sabemos os detalhes sobre este corpo, ou de que forma a Igreja participará deste reino, sabemos apenas aquilo que o Senhor nos revelou em sua Palavra, a saber: Teremos um corpo glorioso; espiritual; incorruptível; imortal (ICo 15.42-44; 53,54) e reinaremos com Cristo. Sabemos também que o Senhor Jesus, após a sua ressurreição, passou quarenta dias na Terra e apareceu aos seus discípulos e a vários irmãos (ICo 15.1-8); andou (Lc 24.15), apareceu repentinamente dentre eles estando as portas fechadas (Jo 20.19,20), foi tocado (Mt 28.9; Lc 24.36-40) e comeu com eles (Lc 24.41-43). Teremos igualmente um corpo glorioso (Rm 8.29,30; I Co 15.49; I Jo 3.2), sem limitações e superior a matéria (Lc 24.15,30,31,36-43; Jo 20.19,26,27; Jo 21.4-14; Fp 3.21). Aleluia!
 
QUAL O PAPEL DE ISRAEL NO MILÊNIO?

Israel é um povo especial para Deus, e terá uma missão exclusiva (Dt 7.6).
Israel acolherá a Jesus como Senhor e Messias; Rei dos reis e Senhor dos senhores (Zc 12.10; 13.6; 14.8,9,16,20,21).
Será a nação líder do mundo (Is 28:13).
As nações procurarão em Israel as bênçãos do Senhor (Zc 8. 22, 23).
A sede do culto ao Senhor na Terra será Jerusalém.
Os cultos não terão a finalidade de sacrifícios para bênçãos ou como tipos visando profecias futuras, e sim, como memoriais. É como se fosse a ceia para nós hoje.
Os Judeus e gentios vivos que entrarem no milênio, estarão no mesmo corpo que temos hoje, ou seja, não estarão em um corpo glorioso, logo, poderão multiplicar e encher a Terra novamente.

O FIM DO MILÊNIO.
 
Após os mil anos satanás será solto por um pouco de tempo (Ap 20.1-3,7). O Diabo enganará a muitos (Ap 20.8,9). O Diabo reunirá as nações para a guerra de Gogue e Magogue, ou seja, reunirá os povos de uma extremidade a outra da Terra. O próprio Satanás será o líder desta Guerra. Ele sairá a enganar as nações mais uma vez, e será bem sucedido, pois boa parte da humanidade será seduzida por ele, mesmo depois de ter desfrutado do excelente reinado de Cristo e visto a sua glória. Tudo isso mostra que o homem, quando não nasce de novo, permanece em estado adâmico, e até debaixo das melhores condições de vida, é capaz de virar as costas para Deus.
Todos eles serão destruídos por Deus de forma sobrenatural (Ap 20.9).
Satanás será lançado no Inferno e será atormentado de dia e de noite para todo o sempre (Ap 20.10).

CONCLUSÃO:
Deus tem um plano glorioso para o planeta terra, que inclui a restauração espiritual, moral, social, ecológica e institucional. E essa realidade só se concretizará, no milênio, quando Cristo implantar o seu Reino na terra. Jesus governará o mundo com poder e grande glória, após suplantar todos os reinos e governos do mundo. Amém!