terça-feira, 23 de maio de 2017

HULDA, A PROFETISA QUE REVOLUCIONOU.

Assim que ouviu a leitura do Livro da Lei, o rei levantou-se e indignado rasgou as suas vestes.  
Então, imediatamente, deu a seguinte ordem ao sacerdote Hilquias, a Aicão, filho de Safã, a Acbor, filho de Micaías, ao escrivão e seu secretário Safã e ao oficial real Asaías: “Ide, consultai o SENHOR por mim, pelo povo e por todo o Judá, acerca das palavras deste Livro que foi achado; porque grande é o furor do SENHOR, que se acendeu contra nós, porquanto nossos antepassados não obedeceram às palavras deste Livro, para cumprirem tudo quanto está escrito a nosso respeito!”

Em seguida, o sacerdote Hilquias, Aicão, Acbor, Safã e Asaías partiram e foram consultar a profetiza Hulda, esposa de Salum, filho de Ticvá e neto de Harás, responsável pelo guarda-roupa e as vestes sagradas do templo. Naquela ocasião ela morava na parte baixa de Jerusalém, um bairro novo que ali se formara.  
Então a profetiza lhes comunicou: “Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: ‘Dizei ao homem que vos enviou à minha presença: Eis que isto declara o SENHOR: Eu trarei castigo sobre este lugar e seus moradores, de acordo com todas as palavras do Livro que o rei de Judá leu! Porquanto me desprezaram e queimaram incenso sagrado a outros deuses, provocando-me à ira por meio de todas as obras das suas mãos, o meu furor se acendeu contra este lugar e não se extinguirá’ E direis mais ao rei de Judá, que vos mandou para consultar o SENHOR: ‘Assim diz o SENHOR, Deus de Israel: ‘Quanto às palavras que ouviste, porque teu coração se moveu e te humilhaste na presença do SENHOR, assim que ouviste o que declarei contra este lugar e seus habitantes, isto é, que se transformariam em escombros, destruição e maldição, e indignado rasgaste as vestes, pranteando teu arrependimento diante da minha pessoa, também Eu te ouvi, diz o SENHOR! Por isso, Eu te recolherei para junto de teus antepassados, e encontrarás descanso e paz em tua sepultura, e os teus olhos não contemplarão o severo castigo que enviarei sobre este povo e lugar.’ Logo em seguida, aqueles emissários deram início à viagem de volta, levando a resposta ao rei (II Reis, 22.11-20).

Quando o sumo sacerdote Hilquias achou o livro da Lei dentro da Casa do SENHOR, ele levou o livro ao escrivão Safã, e este levou o livro ao rei Josias e leu diante dele. 
Sucedeu, que, ouvindo o rei as palavras do Livro da Lei, se indignou e rasgou as suas vestes, em sinal de humilhação e protesto. Em seguida, ele disse: Ide e consultai ao SENHOR.
Então, o sacerdote Hilquias e mais quatro companheiros, foram a procura da profetisa Hulda.

QUEM ERA HULDA, QUAL A SUA ORIGEM E SIGNIFICADO DO SEU NOME?

Hulda era uma profetisa que morava na parte baixa de Jerusalém, ela era esposa de Salum, o guardião das vestimentas na corte do rei Josias em Judá. Ela é uma das poucas mulheres chamadas de profetisa nas Escrituras, ao lado de Miriã (Êxodo, 15.20), Débora (Juízes, 4.4), Noadia (Neemias, 6.14), Ana (Lucas, 2.36) e as quatro filhas de Filipe (Atos, 21.9). Ela é reconhecida como uma mulher muito sábia, que aconselhava os membros da família real e também da alta nobreza. Sua profecia mais importante previu uma catástrofe que ocorreria por conta das atividades pagãs de adoração a deuses falsos.
Hulda foi uma mulher que fez a diferença e se destacou na sua época, o seu nome significa: Doce, amável. 

UM REINO EM DECADÊNCIA E UMA PROFECIA REVOLUCIONÁRIA.

Desde antes de Manassés e durante todo o seu longo reinado, o povo vivera em desobediência à Lei do SENHOR. O Livro da Lei descrevia o julgamento reservado ao povo desobediente. 
O reino de Judá estava vivendo uma época de grande decadência espiritual, o pecado da nação foi confrontado após a leitura do Livro da Lei, que foi achado pelo sacerdote Hilquias. Consultar ao SENHOR, foi a iniciativa tomada pelo rei Josias. 
Interessante é notar que, naquela época havia alguns profetas reconhecidos e acreditados pelo rei e pelo povo, como: Sofonias e Jeremias. Mas, mesmo estes sendo contemporâneos de Hulda, os enviados pelo rei não os procurou para consultar ao SENHOR.
Hulda foi a mulher que estava no lugar certo. Ela foi instrumento de Deus para profetizar ao reino de Judá acerca do juízo vindouro de Deus sobre a nação. A sua profecia foi impactante e causou uma revolução espiritual no povo de Judá.

HULDA, UMA MULHER QUE FEZ A DIFERENÇA.

Em uma época que era uma raridade encontrar mulheres com ofício de profetisa, Hulda se destacou e fez a diferença. O fato de terem consultado uma mulher deve ser levado em consideração que para cultura da época havia muitos obstáculos. Porém, quando Deus quer, os protocolos são quebrados e a obra de Deus é realizada. 
Outros profetas, como Sofonias e Jeremias, encontravam-se nos arredores de Jerusalém naquela época, mas é possível que os oficiais tenham escolhido consultar uma mulher na esperança de ouvir uma mensagem mais branda e confortadora do que os prenúncios de juízo de Jeremias. Estavam, porém, redondamente enganados. 
Hulda não respondeu ao rei com muito acatamento. Antes, disse aos mensageiros para transmitirem sua profecia dizendo: "Dizei ao homem que vos enviou a mim", sem mencionar seu título real. Com isso a profetisa mostrou que a mensagem era proveniente de uma autoridade muito superior, o Deus de Israel (II Reis, 22.15). Suas palavras acerca do juízo iminente contra Judá confirmam o que outros profetas do SENHOR haviam dito. 
Na crise espiritual da nação de Judá, Deus mostrou à profetisa Hulda que o rei Josias não seguiu os maus caminhos de seus pais, mas humilhou-se diante de Deus. Disse Hulda, aos mensageiros do rei que Deus viu como Josias se humilhou, quando ouviu a leitura do Livro da Lei, e o juízo de Deus sobre Judá. A profecia dizia que Deus daria livramento a Josias, e ele desceria ao sepulcro em paz. 
Deus teve misericórdia do jovem rei de Judá. A resposta de Deus para Josias foi altamente confortadora para ele. Hulda não profetizou para agradar ao rei, mas entregou a mensagem de Deus sem adulterá-la.

CONCLUSÃO:
A profetisa Hulda foi uma mulher de Deus que teve um papel significante para a história de seu povo. O seu ministério, ainda que de modo resumido, causou uma grande revolução no reino de Judá. Para Deus o que importa é a qualidade de seu trabalho e não a extensão de seu ministério. 
Hulda soube colocar-se no lugar que Deus lhe reservou, e no momento certo, entregou a mensagem de Deus ao povo de Judá. 
Hoje, em pleno século XXI, Deus continua levantando mulheres destemidas como Hulda para fazerem a diferença em meio a esta geração perversa e corrompida pelo pecado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário